Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.



Mais de 44 mil paranaenses ainda não sacaram o abono salarial de 2014. Veja como retirar.

Divulgação

Mais de 44 mil pessoas ainda não sacaram o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 no Paraná. Somados, os benefícios não sacados correspondem a R$ 39,1 milhões. No Estado, 63.300 pessoas tinham direito ao abono, das quais 18.783 retiraram o benefício até o dia 29 de novembro. O prazo para saque termina em 29 de dezembro. 

Podem receber o benefício de um salário mínimo (R$ 880,00) as pessoas que trabalharam pelo menos dois meses com carteira assinada em 2014 com vencimento mensal médio de até dois salários mínimos e que tiveram seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

O pagamento do PIS/Pasep será feito até o dia 29 de dezembro na rede bancária. Como no dia 30, data-limite para o saque, não haverá expediente bancário, as pessoas que possuem Cartão Cidadão com senha registrada podem sacar o dinheiro em caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal e em casas lotéricas.



O Ministério do Trabalho recomenda que as pessoas não deixem o saque para o último dia. "Se houver qualquer problema, o trabalhador não terá mais como resolver no dia 30, pois os bancos não atenderão o público e, depois dessa data, o dinheiro do abono volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador", explica o coordenador-geral do Seguro-desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do ministério, Márcio Borges. 


Para saber se tem direito ao abono, o trabalhador deve informar o número do CPF ou do PIS/Pasep e data de nascimento no portal trabalho.gov.br/abono-salarial. Ele também pode se informar pela Central de Atendimento Alô Trabalho, do Ministério do Trabalho, pelo número 158. 

Márcio Borges diz que se o trabalhador verificar que tem direito ao abono, mas a rede bancária não confirmar essa informação, o trabalhador precisará solicitar nova consulta ao atendente e a partir do CPF e pedir a atualização dos dados cadastrais. "É comum os agentes bancários confundirem o abono de 2014 com o de 2015. Nós estamos falando, nesse momento, de 2014. Se o nome do trabalhador aparecer na lista de beneficiados do Ministério do Trabalho, com certeza, tem direito ao benefício", afirma. 

Como sacar 

PIS – Para sacar o Abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão Cidadão e senha cadastrada, pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão Cidadão, pode receber o abono em qualquer agência da Caixa, apresentando documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07. 

Pasep – Os servidores públicos que têm direito ao Pasep precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01.


Fonte Bonde

Três Barras - Grave acidente faz vítima fatal na PR-471.

Três Barras - Grave acidente faz vítima fatal na PR-471

Um grave acidente foi registrado na manhã desta quinta dia 15, na PR-471, próximo à entrada de acesso à comunidade de Santa Bárbara interior de Três Barras do Paraná.

Segundo informações obtidas no local, no veículo Ford Fiesta conduzido por Antônio Oliveira Martins, estavam também sua esposa Terezinha Oliveira Martins e sua sogra Santa Paladini que seguiam sentido Três Barras do Paraná, quando o condutor invadiu a pista contrária e colidiu de frente com um Caminhão do Laticínios Santa Lúcia que seguia no sentido contrário.

Com o impacto, a Senhora Santa Paladin de 90 anos que estava no banco dianteiro teve morte instantânea. Os demais ocupantes tiveram ferimentos leves foram atendidos pelo SAMU e encaminhados ao Hospital Municipal de Três Barras do Paraná, já o motorista do caminhão não teve ferimentos.

Segundo informações a vítima usava marca-passo e por isso estava sem cinto de segurança no momento do acidente.

A Polícia Rodoviária Estadual, posto de Quedas do Iguaçu e Polícia Criminalística estiveram no local.

O corpo de Santa Paladin foi encaminhado ao IML de Cascavel e em seguida será liberado aos familiares. (Com Click3)

Fonte Portal Cantu



Laranjeiras - Caminhão tomba próximo ao Centro de Eventos.

Fotos - Adriano Matos
Fotos - Adriano Matos



O acidente aconteceu próximo ao Centro de Eventos, em Laranjeiras do Sul, na rua Deolinda Oliveira Luz, Bairro Presidente Vargas.

Um motorista perdeu o controle do veículo e acabou tombando o caminhão.

A equipe do Corpo de Bombeiros foi ai local e realizou o atendimento à vitima que teve felizmente apenas ferimentos leves.

A Polícia Militar também prestou atendimento ao acidente, ocorrido na manhã desta quinta dia 15.
Fonte Portal Cantu


Caminhão carregado com madeira tomba e fere motorista na PR-340.


Motorista teve ferimentos leves (Foto: Alex Durski/Arquivo pessoal)

Um homem de 46 anos teve ferimentos leves em um acidente com caminhão na PR-340, em Telêmaco Borba, na região dos Campos Gerais do Paraná, por volta das 19h de quarta-feira (14).
A carreta, com placas de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, estava carregada com madeira.De acordo com o Corpo de Bombeiros, o caminhão que ele dirigia tombou na estrada que dá acesso ao Projeto Puma.
Ainda segundo os bombeiros, o caminhoneiro foi encaminhado para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Telêmaco Borba. O caminhão ficou atravessado na pista, que precisou ser interditada por três horas.
Fonte G1

Polícia prende suspeito de tentar afogar criança.



Homem teria brigado com a mulher, levado menina de três anos (neta da companheira) até uma valeta e tentado afogar a menina. Vítima ficou desacordada por alguns minutos, mas foi socorrida.
A Polícia Militar de Ponta Grossa prendeu, na tarde desta quinta-feira (15), o suspeito de tentar afogar uma menina de três anos. O crime aconteceu durante a madrugada e o rapaz estava foragido desde as primeiras horas da manhã.
A situação teve início às 2 horas dentro de uma residência na localidade de Uvaia. Uma mulher, de 27 anos, dormia com a filha quando o padrasto bateu na porta. O homem proferiu ameaças contra a moça e portava uma espingarda no momento do crime.
Segundo informações da PM, o suspeito tentou imobilizar a vítima, mas ela conseguiu fugir e correr até a casa de um vizinho para pedir ajuda. Quando o vizinho e a moça voltaram ao local, eles verificaram que o suspeito deixou a residência e havia levado a menina, de apenas três anos, junto com ele.
A mulher e o vizinho iniciaram as buscas pelo homem e escutaram o gemido de uma criança. Eles encontraram o suspeito afogando a criança em uma valeta. O vizinho entrou em luta corporal com o homem e conseguiu resgatar a menina. Desde então, o suspeito não tinha sido mais encontrado.
Prisão
Ainda não há informações sobre o local onde o suspeito foi localizado. Ele foi encaminhado há pouco para a 13ª Subdivisão Policial (SDP), onde seguirá detido. Os policiais civis e militares devem atender a imprensa logo após o término da ocorrência. Uma equipe do Portal aRede está na delegacia para acompanhar o caso.
Menina
A criança ficou desacordada por alguns minutos, mas foi socorrida com vida e encaminhada até uma casa hospitalar do município. O estado de saúde da vítima ainda é desconhecido.
Fonte aRede

Delegado descarta possibilidade de assalto sobre caso de prefeito baleado.


Loir Drevek, prefeito eleito de Piên (Foto: Reprodução)

Loir Drevek, prefeito eleito de Piên, foi
baleado na cabeça
(Foto: Reprodução)


O delegado que investiga o caso do prefeito eleito de Piên, na Região Metropolitana de Curitiba, Loir Drevek (PMDB), que foi baleado na quarta-feira (14), Sérgio Luiz Alves, disse que descarta a possibilidade de assalto.
Drevek estava no carro com a família e foi surpreendido por um motoqueiro que disparou tiros contra ele. O prefeito foi atingido na cabeça e encaminhado em estado grave ao Hospital e Maternidade Sagrada Família, que fica em Santa Catarina.
No final da tarde de quarta, ele foi transferido para o Hospital São José de Jaraguá do Sul, também em Santa Catarina.
"O motociclista que efetuou os disparos não fez qualquer anúncio de roubo, apenas atirou e fugiu", declarou o delegado.
O autor dos disparos não tinha sido localizado pela polícia até a manhã desta quinta-feira (15).
Fonte G1
Rodoviária de Guarapuava 
tem 42 novos bancos para 
usuários.
Usuários de ônibus da Rodoviária Municipal de Guarapuava ganharam 42 novos bancos durante a semana. De acordo com a Secretaria Municipal de Comunicação Social, o investimento foi de R$ 556.394,00. Esta foi mais uma etapa da revitalização do terminal rodoviário que já conta com a substituição da cobertura do saguão e fiação elétrica.
A fase atual está sendo finalizada, com a troca de todos os vidros do terminal. A próxima etapa da obra contará com a instalação de portas automáticas e reforma dos guichês.
Fonte Redesul


Câmara devolve R$ 600 mil para a Prefeitura de Pinhão.


O presidente da Câmara de Vereadores, o ex-prefeito osvaldo Lupepsa, entregou ao município um cheque no valor de 600 mil. O valor foi recebido pelo secretário de administração, Jorge Sens. Segundo Lupepsa, o saldo representa a economia feita pela Câmara em relação ao repasse mensal do Executivo.
De acordo com Sens, esse dinheiro será utilizado para o pagamento de salários e do 13º do funcionalismo público municipal.
Fonte Redesul



Asteroide poderia extinguir humanidade, e a Nasa não sabe como nos proteger.



Um dos maiores medos dos terráqueos é o de que um objeto vindo do céu caia sobre nossas cabeças. E não adianta pensar que a tecnologia espacial já evoluiu o bastante para nos proteger. Segundo astrônomos, caso um grande asteroide seja detectado em direção à Terra, não haveria nada que pudesse ser feito hoje em dia.
Os pesquisadores possuem diversas estratégias no papel. O difícil seria colocá-las em prática em momento de emergência. "No momento, não há nenhuma tecnologia em meio a um monte de coisas que pudesse ser utilizada", disse Joseph Nuth, do centro espacial Goddard, da Nasa, em um encontro que debateu o tema em San Francisco, nos EUA.
Segundo os astrônomos, grandes asteroides, com o poder de acabar com a civilização na Terra, são extremamente raros. A probabilidade de um deles atingir a Terra é de uma vez a cada 50 ou 60 milhões de anos. Contudo, o objeto que exterminou os dinossauros se chocou contra a Terra há 65 milhões de anos. Pensando assim, o próximo que teria a Terra como alvo já estaria atrasado.
E o pior é que os últimos asteroides que despertaram alerta na Terra só foram detectados quando já não havia tempo para evitar um possível evento catastrófico. Em 2014, um cometa que passou perigosamente perto de Marte - e causou calafrios nos cientistas - foi percebido apenas 22 meses antes de quase se chocar contra o planeta vermelho.
"Se olharmos para o tempo que demora a programação de missões espaciais, levaríamos cinco anos para lançar uma espaçonave [para deter um meteoro]. Nesse caso, tivemos 22 meses [1 ano e 10 meses] de total aviso", diz Nuth. Com o exemplo, o especialista mostra que não daria tempo de afastar o risco se o pedregulho estivesse na direção da Terra.
Parte da preocupação dos cientistas é com a falta de conhecimento sobre asteroides. "Nós não temos muitos dados sobre como é o interior de asteroides e cometas. Apenas podemos supor, nos baseando no que sabemos sobre física, rochas e gelo", diz Cathy Plesko, cientista do Laboratório Nacional de Los Alamos.
Como precaução, Nuth sugere que a Nasa construa um foguete para ser guardado e utilizado em caso de aproximação de um grande asteroide ou cometa. O artefato precisaria estar pronto para ser lançado dentro do prazo de um ano. "É o que poderia mitigar riscos da surpresa de um asteroide sorrateiro vindo de um lugar de difícil observação, como do sol".
"Estamos fazendo a nossa lição de casa antes de um evento desses. Não queremos fazer nossos cálculos em cima da hora, quando algo já estiver a caminho", disse Plesko. A Nasa e a o órgão dos EUA responsável por segurança nuclear têm estudado asteroides conjuntamente. Em outubro, foi realizada uma simulação do que aconteceria se um enorme asteroide atingisse Los Angeles.

Quais são as armas na cabeça dos cientistas?

Ainda não há nada disponível. Mas as ideias para conter, bloquear, desviar ou destruir um asteroide ou cometa que esteja na rota de colisão com a Terra são várias. A mais comum é a de lançar um foguete com explosivos potentes, como bombas atômicas. A explosão poderia desviar a rota do objeto destruidor.
O uso de ogivas nucleares contra asteroides tem a vantagem da rapidez. Contudo, seus efeitos colaterais incluem estilhaços radiativos caindo sobre a Terra. A alternativa seria o uso de explosivos convencionais ou o lançamento de um objeto que desviasse o asteroide com o impacto. Contudo, a grande carga a ser levada e o tempo que demoraria para calcular a trajetória de choque para desviar o corpo celeste pesam contra esses métodos.
Fonte CGN
Governo do Paraná não registrou entrada 
de R$ 34,6 milhões oriundos das multas 
de trânsito.
Governo do Paraná não registrou entrada de R$ 34,6 milhões oriundos das multas de trânsito
Indícios de irregularidade levaram o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) a emitir medida cautelar.

Na qual determinou que, no prazo de cinco dias, o secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Machado Costa, passe a registrar as receitas originadas por multas de trânsito na fonte de recursos "Multas por infração ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB) - Funrestran", de acordo com o Manual Técnico de Orçamento. 

Costa deverá, também nesse prazo, implantar mecanismos para a comprovação da destinação dos recursos oriundos das multas de trânsito, na forma disposta no artigo 320 do CTB, com a demonstração contábil das receitas e das despesas. 

Os conselheiros determinaram, também, a abertura de processo de tomada de contas extraordinária, com tramitação em regime de urgência, para apurar a irregularidade na ausência de registro individualizado de R$ 34,6 milhões. Esse valor é oriundo das receitas com multas de trânsito arrecadadas pelo Detran-PR (Departamento de Trânsito do Estado do Paraná) em 2015.

O TCE-PR determinou, ainda, a instauração de incidente de inconstitucionalidade para julgar a legalidade de artigos 39 e 40, II, da Lei Estadual nº 18.468/15, que alteraram as leis nº 17.579/13 e nº 18.375/14, promovendo a transferência supostamente irregular das disponibilidades financeiras - R$ 300,5 milhões - do Fundo Especial de Segurança Pública do Estado do Paraná (Funesp-PR) para o Tesouro Geral Estado (TGE). 

O Tribunal Pleno expediu as determinações em processo no qual foi julgada a comunicação de irregularidade da 3ª Inspetoria de Controle Externo (ICE) do TCE-PR. A unidade técnica apontou os seguintes fatos: transferência irregular de R$ 300,5 milhões em receitas de 2014 e 2015 do Funesp para o TGE, em afronta ao artigo 13 da Lei nº 16.944/11, ao artigo 73 da Lei nº 4.320/64 e ao artigo 50, I, da Lei Complementar nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal - LRF); pagamento irregular da folha de pessoal da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) com recursos do Funesp, em desrespeito aos parágrafos únicos do artigo 4º da Lei nº 16.944/11 e do artigo 8º da LRF; e a ausência de registro individualizado das receitas e das despesas relativas às multas de trânsito arrecadadas pelo Detran-PR, o que não permitiu a verificação da aplicação R$ 34,6 milhões acumulados em 2015. 


Defesa 

O governador, Carlos Alberto Richa, defendeu a constitucionalidade dos dispositivos questionados pela 3ª ICE, que, segundo ele, não estão vinculados à regra do parágrafo único do artigo 8º da LRF. Richa afirmou que a utilização de recursos do Funesp para outras finalidades que não aquelas previstas na lei que o instituiu e a incorporação do superávit financeiro do fundo para o TGE estão devidamente amparadas em lei. 

Wagner Mesquita de Oliveira, titular da Sesp, afirmou ter encaminhado o expediente à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), pois o Funesp deixou de ter natureza contábil especial e passou a ser fonte de receita vinculada, cuja contabilização é competência daquela pasta. 

Costa, titular da Sefa, requereu o arquivamento do processo ao alegar que não houve ofensa a norma especial da matéria e nem comprovação de culpa ou dolo. Ele destacou que não foi demonstrada a ocorrência de lesão formal ao erário ou ao interesse público. O secretário afirmou que os atos questionados foram decorrentes de sanção legislativa e, portanto, estão amparados em lei vigente. 


Decisão 

O relator do processo, conselheiro Ivens Linhares, ressaltou que há elementos que apontam, em tese, a existência de possível ofensa à Constituição Federal em razão da edição dos dispositivos legais questionados pela 3ª ICE. 

Ele lembrou que o artigo 13 da Lei nº 16.944/11, que instituiu o Funesp, previu a transferência do saldo positivo, a crédito do próprio fundo, para o exercício seguinte; e que o artigo 73 da Lei nº 4.320/64 estabelece que apenas a lei que instituiu o fundo poderia alterar essa disposição. 

O relator também ressaltou que o artigo 71 da Lei nº 4.320/64 determina que as receitas específicas de fundo especial são vinculadas à realização de determinados objetivos ou serviços; e que o parágrafo único do artigo 8º da LRF (LC nº 101/2000) dispõe que os recursos legalmente vinculados a finalidade específica serão utilizados exclusivamente para atender ao objeto de sua vinculação. 

Assim, ele destacou que lei ordinária posterior não pode promover a alteração da estrutura contábil, financeira e legal do Funesp, permitindo a transferência de superávit do fundo para a conta geral do Estado e o pagamento de quaisquer despesas, inclusive de pessoal, com recursos do fundo. 

Linhares também citou o artigo 320 do CTB, que determina a aplicação, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito, da receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito. Ele ressaltou que a ausência de registro individualizado por fonte das receitas oriundas das multas de trânsito arrecadadas pelo Detran-PR, que atingiram o montante de R$ 34.581.601,00 em 2015, não permitiram a verificação da sua aplicação, conforme determina o CTB. 

Além disso, o relator afirmou que a própria legislação estadual contestada, que autorizou a transferência do superávit financeiro acumulado dos fundos para o TGE, previu expressamente a exceção em relação àqueles regulamentados ou exigidos por lei federal, como é o caso do fundo formado pelas receitas de multas de trânsito. 

O relator lembrou que a irregularidade que resultou na ausência de comprovação da destinação de recursos públicos afetados por lei federal é grave e que a recusa reiterada do secretário estadual da Fazenda em adotar mecanismos de transparência na aplicação desses recursos pode resultar o ocultamento de situações de desvio de finalidade. Assim, ele votou pela expedição da medida cautelar. 

O Tribunal intimou o secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Machado Costa, para o cumprimento da decisão em cinco dias, além de citá-lo para a apresentação de defesa, em até 15 dias, no processo de tomada de contas extraordinária. Os prazos passaram a contar a partir da publicação do acórdão nº 6196/16 na edição nº 1.501 do Diário Eletrônico do TCE-PR (DETC), veiculada em 13 de dezembro. (Com TCE-PR)

Fonte Portal Cantu
Lava Jato denuncia Lula e 
mais oito por propinas da 
Odebrecht .
Curitiba - Réu em três ações penais na Justiça Federal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado nesta quarta-feira mais uma vez pelo Ministério Público Federal na Operação Lava Jato. O petista é acusado pela força-tarefa da Lava Jato dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter sido beneficiado com propinas da empreiteira Odebrecht na compra de um terreno onde seria construído o Instituto Lula e na aquisição de uma cobertura vizinha à sua no edifício onde mora, em São Bernardo do Campo. Na peça apresentada ao juiz federal Sergio Moro, a quem caberá aceitar ou não a denúncia, os procuradores voltaram a afirmar que Lula “capitaneou” o bilionário esquema de corrupção na Petrobras.
“Nesse contexto de atividades delituosas praticadas em prejuízo da Petrobras, Lula dominava toda a empreitada criminosa, com plenos poderes para decidir sobre sua prática, interrupção e circunstâncias”, escrevem os investigadores.
Além de Lula, foram formalmente acusados pelo MPF o ex-ministro Antonio Palocci, também denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o empreiteiro Marcelo Odebrecht, acusado de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, a ex-primeira-dama Marisa Letícia e advogado do petista, Roberto Teixeira, ambos denunciados por lavagem de dinheiro, e outras quatro pessoas.
Segundo a denúncia do Ministério Público Federal, parte dos 75,4 milhões de reais em propina pagos pela Odebrecht sobre contratos com a Petrobras foram usados na compra, em 2010, de um terreno na Rua Dr. Haberbeck Brandão, nº 178, em São Paulo (SP). O dinheiro teria sido desviado de obras como a terraplenagem do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), das refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Getúlio Vargas, no Paraná, além da construção de plataformas de perfuração e da montagem de um gasoduto.
O acerto que beneficiou Lula teria sido intermediado por Palocci,  auxiliado por seu assessor Branislav Kontic, também denunciado pelo MPF pelo crime de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Os procuradores afirmam que a compra do imóvel foi feita pela DAG Construtora, do empresário Demerval Gusmão, com recursos da Odebrecht. Com base em anotações feitas pelo ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht, que fechou acordo de delação premiada, e planilhas apreendidas na sede da DAG, o Ministério Público Federal afirma que, entre compra e manutenção do imóvel, a Odebrecht gastou 12,4 milhões de reais.
Veja também
[O ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva concede entrevista coletiva sobre a denúncia do Ministério Público Federal contra ele e sua esposa Marisa Letícia por crimes de corrupção, em um hotel no centro de São Paulo - 15/09/2016]
BrasilPolícia Federal indicia Lula, Marisa e Palocci na Lava Jatoquery_builder13 dez 2016 - 00h12
[O juiz federal Sérgio Moro participa de palestra sobre corrupção em São Paulo (SP) - 04/10/2016]
BrasilMoro volta a gritar com advogados de Lula em audiênciaquery_builder12 dez 2016 - 16h12

Outros 504.000 reais pagos em propina pela empreiteira teriam sido usados, conforme a denúncia do MPF, para comprar o apartamento vizinho ao de Lula no edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, e que é utilizado pelo petista. O dinheiro teria tido como destinatário o primo do pecuarista José Carlos Bumlai, Glaucos Costamarques, em nome de quem o imóvel foi comprado. Para os procuradores da Lava Jato, Costamarques atuou como testa de terro de Lula, em uma operação que envolveu também o advogado Roberto Teixeira.
A ex-primeira-dama Marisa Letícia também teria participação no crime de lavagem de dinheiro porque assinou, em 2011, um contrato fictício de locação do imóvel, em que Glauco Costamarques figurava como locador. As investigações da Operação Lava Jato concluíram que, até pelo menos novembro de 2015, o aluguel nunca havia sido pago.
Confira a lista dos denunciados e as acusações a eles atribuídas pelo Ministério Público Federal:
  • Luiz Inácio Lula da Silva, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
  • Antonio Palocci, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
  • Branislav Kontic, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
  • Marcelo Odebrecht, corrupção ativa e lavagem de dinheiro
  • Paulo Ricardo Baqueiro de Melo, lavagem de dinheiro
  • Demerval Gusmão, lavagem de dinheiro
  • Glaucos Costamarques, lavagem de dinheiro
  • Roberto Teixeira, lavagem de dinheiro
  • Marisa Letícia Lula da Silva, lavagem de dinheiro
Veja abaixo a representação do esquema que teria beneficiado o ex-presidente, elaborada pelo MPF:

Fonte Redesul