Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

terça-feira, 22 de agosto de 2017

22/08/2017 - Deus é Fiel !!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.



Sessão Da Câmara de Vereadores de Santa Maria do Oeste.


Ontem dia 21/08/2017 aconteceu a Sessão da Câmara de Vereadores de Santa Maria do Oeste, sendo que a mesma tratou de assuntos de suma importância Municipal, tais como Moção de Pesar pelo falecimento do Senhor Prachedes, Aumento da Rede de Iluminação Pública, e aviso de Audiência Pública, fizeram o uso da Palavra os Vereadores Jacir, Zé do Leite, Arlete, Aguinaldo e Alex Damião.


Grande Congresso da Igreja Assembleia de Deus



Este final de Semana em Santa Maria do Oeste aconteceu o 41º Congresso das irmãs do Circulo de oração da Igreja Assembleia de Deus, foi uma belíssima festa com a Presença de várias autoridades e grande numero de pessoas.












  







Ocorrência de Dano é registrada no Club Guarani em Pitanga.


No dia 21 de agosto de 2017, ás 09h30min atendendo solicitação a equipe deslocou até o Clube Guarani, onde no local relatou a solicitante que ao vistoriar o estabelecimento nesta data, constatou que foram utilizados 05 extintores de incêndio e que uma porta que da acesso a sauna estava arrombada. A solicitante informou que o local havia sido locado no sábado dia 19 de agosto, porém, não soube informar quando ocorreu o dano. Diante dos fatos foi orientada quanto aos demais procedimentos. 

Fonte: policia militar.


Objetos foram furtados de dentro de carro trancado em garagem de pitanga.


No dia 21 de agosto de 2017 às 09h40min, compareceu a 3ªCIA a solicitante relatando que ao acordar na manhã do dia 20 de agosto e ir até seu carro o qual estava estacionado dentro de sua garagem, notou que uma das portas estava destravada e que foi subtraído de dentro deste veículo, um Tablet de cor preta, dinheiro que estava em sua carteira (não soube informar o valor exato) e um pen drive. Informa que não ouviu nada e nem viu o autor. Diante dos fatos a mesma foi orientada. 

Fonte: policia militar.


Lojão do Bráz


O Lojão do Bráz está realizando uma grande Promoção com várias peças de roupas com preços que cabem no seu bolso. Aproveite e traga toda a sua Família !!!!


Lojão do Bráz melhor ninguém Faz !!!


Pedestre morre atropelado na BR 277


Um homem morreu atropelado na BR 277, em Prudentópolis.

O acidente ocorreu por volta das 19h30, no KM 290 +160 metros da rodovia, nas proximidades do acesso à localidade de Tijuco Preto.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um VW Gol, com placas de Curitiba, que estava no sentido Guarapuava a Curitiba, atingiu um pedestre que estava na rodovia. O homem morreu no local. O motorista não sofreu nenhum ferimento.
O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava, onde aguarda a identificação oficial.

Fonte: RedeSul.


Homem morre atropelado na PR-158


Um homem, ainda não identificado, foi encontrado morto na noite desta segunda-feira (21) na PR-158, trecho que liga Campo Mourão a Peabiru.
O socorro foi acionado por populares que passavam pelo local, mas nada pode ser feito.
A Polícia Rodoviária Estadual também foi chamada para atender a ocorrência. Nenhum veículo estava no local do acidente. Para a polícia, o motorista do veículo que atropelou o homem, fugiu.
Nos bolsos da vítima havia uma passagem recente de Engenheiro Beltrão para Peabiru. Em outro bolso, os policiais encontraram um mandado de soltura da cidade de Medianeira, com o nome Daniel Cardoso. A polícia acredita que o homem era um andarilho. Ele vestia uma calça jeans, uma blusa cinza por baixo de outra de cor vermelha.
O corpo foi retirado do local pelo IML de Campo Mourão.
As informações são do Tá Sabendo.

Carreta com algodão tomba na BR-153
Uma carreta (placas NRZ-0268/Sonora/MS), tombou na manhã desta segunda-feira, dia 21, no KM 38 da BR-153, na chamada Serra do Palmital, em Santo Antônio da Platina.
Transportando 35 toneladas de algodão, o condutor sofreu somente escoriações.
Ele viajava sozinho sentido Jacarezinho/Santo Antônio da Platina, quando perdeu o controle na descida, espalhando toda a carga no acostamento. O local frequentemente tem acidentes, em especial na curva principal.
O tráfego já foi normalizado no trecho. A carreta foi levada até o posto Santa Rita. A Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência.
As informações são do NP Diário.


Não há como tirar R$ 3 bilhões para financiar campanha, diz Maia.


O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira, 21, que com a atual situação fiscal do Brasil e a necessidade de se cortar gastos públicos, será difícil tirar R$ 3 bilhões dos cofres do governo para financiar a campanha eleitoral de 2018. O parlamentar ressaltou, porém, que acha difícil que pessoas físicas e jurídicas queiram doar recursos de forma efetiva para as eleições do ano que vem.
Maia disse que a eleição de 2018 "certamente" não terão o custo de R$ 7 bilhões do pleito de 2014. Para ele, os gastos devem ficar em torno de um terço deste valor. "A maioria dos políticos entenderá que vivemos uma outra realidade na política e na democracia brasileira." Mesmo assim, será preciso financiar R$ 2,5 bilhões, ressaltou.
"Não consigo encontrar condições, pelas discussões que tive com a equipe econômica nas últimas semanas sobre a situação fiscal do Brasil, de organizar R$ 3 bilhões para financiar a campanha", disse ele, defendendo a necessidade de haver também financiamento privado na corrida eleitoral.
"É compreensível que a sociedade não aceite financiamento público de campanha", disse o presidente da Câmara em discurso durante o Fórum Estadão que discute a reforma política. Para o parlamentar, o fundo eleitoral é melhor do que o fundo partidário para o financiamento de campanhas. Mas ele ressaltou que os dois terão dificuldade de conseguir orçamento para a eleição de 2018.
No final de seu discurso, Maia ressaltou que o Congresso não vai conseguir fazer toda a reforma política agora e o debate sobre o tema vai seguir no País. "Ninguém aguenta mais o gigantismo do Estado, que só tira recursos da sociedade". "É um Estado ineficiente que serve apenas para realimentar a vontade de poucos."
Ao falar do trabalho da Câmara, Maia observou que muito tem sido feito e ressaltou que as "pessoas esquecem, mas aprovamos fim da reeleição em 2015" e também a questão do voto impresso. "Hoje o sistema é seguro mas ele não permite recontagem de voto."
Distrital misto
Maia destacou no seu discurso no Fórum Estadão a dificuldade de se desenvolver o tema sobre financiamento de campanha no Congresso. Segundo ele, o texto aprovado sobre o financiamento vai na linha do Distrital misto.
"Pedi ao relator que deixasse o distrital misto para 2022", disse o presidente da Câmara. O parlamentar ressaltou que voto distrital permite que o Congresso tenha relação mais próxima com a sociedade. "O distritão, se fosse para sempre, precisaria de cláusula de desempenho de 5%", disse ele, fazendo a defesa do voto distrital misto.
"Pode ser uma grande vitória termos em 2022 um sistema distrital misto", disse Maia. O sistema político atual no Brasil está falido, avaliou o parlamentar. Maia ressaltou, porém, que, "felizmente", as instituições no Brasil funcionam. "Não é como na Venezuela", disse.
Na avaliação de Maia, a lista preordenada seria uma possibilidade para se financiar campanhas no Brasil. Quando se monta uma chapa para disputar uma campanha no País hoje, disse o deputado, não há nenhuma fidelidade.
Fonte: Cgn.
Moro defende poder de investigação do juiz e exceções para uso de provas ilícitas.

Foto: Divulgação Alep

Em audiência pública da Comissão Especial de Reforma do Código de Processo Penal, o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato na primeira instância apresentou ao relator da comissão, deputado federal João Campos (PRB-GO), documento com 23 sugestões para o projeto, que já foi aprovado pelo Senado e tramita, agora, na Câmara Federal.

Entre as propostas de Moro, com base no texto aprovado pelo Senado, estão a garantia do poder de instrução e produção de provas por parte do juiz, a restrição aos motivos para a declaração de suspeição do juiz, a brecha para a utilização de provas ilícitas, a prorrogação dos prazos para escutas telefônicas na fase de investigação e a execução das penas após a condenação em segunda instância, situações enfrentadas pelo magistrado durante o trâmite das ações da Lava Jato.

“Quando se discute o Código do Processo Penal, sempre se deve ter presente os direitos do investigado e do acusado, afinal de contas, ele é um potencial inocente. E mesmo que culpado ao final, ele tem direitos a serem preservados. Mas se dá ênfase a esses direitos esquecendo-se que do outro lado existe uma vítima, ou parentes de uma vítima que teve violado o seu direito mais básico, o direito à vida”, argumentou o magistrado, que disse temer que a reforma do código resulte em retrocesso. “Um novo código é um projeto de envergadura, e as mudanças devem ser muito bem refletidas muito bem pensadas. Por vezes as mudanças acabam não sendo positivas”.

A principal crítica de Moro ao projeto que foi aprovado pelo Senado é o fato de a reforma eliminar o poder de instrução complementar do juiz, determinando que a produção de provas é atribuição exclusiva das partes. Moro, que no processo do tríplex de Lula, determinou a produção de novas provas, por exemplo, sugeriu a supressão deste ítem pela Câmara.  “É temerário, ao meu ver, deixar a iniciativa probatória exclusivamente nas mãos das partes. O juiz tem poder não completo, mas é salutar que possa complementar”.

Moro criticou, ainda, a instituição da figura do juiz de garantias, afirmando não haver estrutura no Judiciário brasileiro para essa implementação; a fixação de prazos para as interceptações telefônicas de suspeitos;

A audiência ocorreu na noite desta segunda-feira, na Assembleia Legislativa do Paraná, por proposição do deputado estadual Felipe Francischini (Sd), sob coordenação de seu pai, deputado federal Fernando Francischini (Sd), com a presença do relator do projeto, do presidente da comissão, deputado Danilo Forte (PSB-CE) e de outras autoridades, como o procurador da força-tarefa da Lava Jato Roberson Pozzobon e do delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula.

“Estamos ouvindo a população e os maiores especialistas do país em busca de um novo código de processo penal que, sem desprezar as garantias individuais, busque preservar os direitos da coletividade. Dando efetividade ao trabalho da segurança pública e da justiça criminal”, disse Forte, que prometeu colocar o relatório em votação ainda neste ano. “Precisamos achar o meio do caminho, que não prejudique as operações, traga segurança jurídica a investigados e testemunhas e garanta a segurança pública da população”, acrescentou Francischini.

Fonte: Paraná Portal.