Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sábado, 1 de abril de 2017

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.



Novilhas são roubadas em Santa Maria do Oeste.

Resultado de imagem para novilhas
Foto ilustrativa

No dia 31 de março de 2017, a equipe deslocou até a localidade do Rio do Veado, onde em contato com o solicitante o mesmo relatou que durante a madrugada do dia 31 de março de 2017, foram furtadas de sua propriedade duas novilhas de pequeno porte. Diante dos fatos a equipe realizou patrulhamento nas imediações, porém até o momento não logrou êxito na localização dos animais, tão quanto dos autores do furto. Orientado a vítima quanto aos procedimentos cabíveis.
Fonte Policia Militar



Jovem é morto com golpes de punhal pelo padrasto em Pitanga.


Um jovem de 18 anos  foi morto com golpes de punhal no peito e pescoço na noite dessa sexta feira (31) em Pitanga.


Segundo a mãe da vítima, Maria Fatima Oliveira, o filho Alexandre Oliveira foi assassinado pelo padrasto, Sebastião Batista, de 48 anos, com quem ela mantém um relacionamento há cinco anos.

O fato foi registrado por volta das 19h, na rua do Sol, no bairro Santa Izabel. Alexandre Oliveira estava visitando a mãe com um colega. Quando o padrasto chegou, teria implicado com a presença do amigo da vítima. Eles iniciaram uma discussão e, segundo a mãe de Alexandre, Sebastião foi para cima do enteado e desferiu golpes com punhal. Mesmo ferido, Alexandre  conseguiu correr, mas morreu pedindo ajuda para um vizinho.


Alexandre foi socorrido mas morreu no hospital. Ele foi ferido no peito e no pescoço.

Moradores do bairro Santa Izabel tentaram deter Sebastião, mas ele correu para uma mata nos arredores do bairro e não foi mais localizado.

O corpo de Alexandre foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava.O corpo será velado na capela mortuária de Pitanga. 
Fonte Redesul

Homem é esfaqueado na PR 466 em Pitanga.

Resultado de imagem para Da policia do parana

No dia 31 de março de 2017, depois de solicitação foi deslocado a PR466 e localizado um masculino de 18 anos, o qual relatou que um homem lhe atingiu por quatro vezes com golpes de faca lhe causando lesões nos braços e na cabeça, sendo o mesmo encaminhado para o Hospital Municipal. O autor não foi localizado.
Fonte Policia Militar




Contas de energia elétrica terão bandeira tarifária vermelha em abril.



No mês de abril, os consumidores de energia elétrica vão pagar R$ 3 a mais para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. É que no próximo mês vai vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que é usada quando é preciso acionar usinas termelétricas mais caras, por causa da falta de chuvas.
É a primeira vez neste ano que a bandeira vermelha é ativada. Em março, a bandeira tarifária em vigor foi a amarela, com adicional de R$ 2 para cada 100 kWh e, anteriormente, a bandeira era a verde, sem custo extra para o consumidor.
Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente. As cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.
Como funcionam as bandeiras
O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.
Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.
Fonte CGN

Homem morre após bater de frente com caminhão na BR-376.



Uma pessoa morreu após uma colisão envolvendo um veículo e um caminhão, na tarde desta sexta-feira (31), na BR-376, próximo a cidade de Marilândia do Sul.
O condutor do veículo Fiat Uno – Mille, placas de Faxinal (PR), não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu no local. O passageiro foi socorrido pela equipe da Rodonorte, que acionou o helicóptero da Graer transportando a vítima ao Hospital da Providência em Apucarana.
A equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para confeccionar boletim de ocorrência.
A equipe do IML de Apucarana foi acionada para remoção do corpo para exame de necropsia.
Com Informações RTV Canal 38.

Cavalo é atropelado por carro e motorista fica em estado grave.


Uma camioneta Fiat Fiorino, com placa de Janiópolis (PR), se chocou com um cavalo por volta das 20h30 desta sexta-feira (31), nas proximidades da entrada do distrito de Jaracatiá, em Goioerê (PR).
O acidente aconteceu quando a camioneta trafegava pela rodovia sentido a Janiópolis e se chocou contra o cavalo, que estava na pista de rolamento da rodovia.
O condutor da camioneta sofreu ferimentos considerados graves pela equipe do Corpo de Bombeiros e foi encaminhado para o Pronto Atendimento da Santa Casa de Goioerê.
O cavalo atingido pela camioneta ficou agonizando na pista da rodovia.
Fonte CGN

Contra ‘pacotaço’ de Greca, servidores municipais aprovam greve para o próximo dia 18.


Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) aprovou, em assembleia realizada na noite desta sexta-feira (31), greve para o próximo dia 18 de abril. A possibilidade de um novo encontro dos funcionários ficou aberta, para definir como será a paralisação.
Os servidores são contra o ajuste fiscal proposto pelo prefeito Rafael Greca (PMN), que, entre outras medidas, pretende suspender o plano de carreira e adiar a data-base da categoria. “Nós aprovamos essa greve para o dia 18, devido à fala de diálogo do prefeito com a gente. Ele mandou o projeto à Câmara Municipal sem nos consultar e nós não vamos pagar essa conta, que não é nossa. Vamos continuar a conversar com a população porque alguns pontos da proposta atingem a todos”, disse Irene Rodrigues, coordenadora-geral do Sismuc, em entrevista à Banda B.
De acordo com ela, o sindicato vai trabalhar para mobilizar outras categorias a se juntarem ao movimento no dia 18. “O único jeito de não haver greve é o prefeito retirando o projeto da Câmara”, completou Irene.
Entre os participantes da assembleia na noite de hoje, estava Rosana Figueiredo, aposentada como servidora do município de Ribeirão Pires, no interior de São Paulo, após 35 anos de serviço. “Mesmo não sendo do Paraná, eu vim até aqui para participar e apoiar o movimento. Sem a união, nós não conseguimos nada. O poder público precisa valorizar o potencial de cada um de nós. A gente vai exigir dos nossos governantes que cumpram as promessas que fazem. Tirar direito dos servidores é causar uma ferida enorme em Curitiba”, disse Rosana. Ela ainda levou a companheira, uma Golden Retriever de seis anos, para acompanhar a reunião.
Na manhã de hoje, trabalhadores em vários serviços da prefeitura, como escolas e unidades de saúde, realizaram uma paralisação nos locais de trabalho de 50 minutos contra o ‘pacotaço’ de Greca. O Sismuc representa todos os servidores da prefeitura, com exceção de professores e guardas municipais.
Fonte Banda B

Manifestantes fazem ato contra reforma da Previdência e terceirização no Centro de Curitiba.

Manifestantes se reuniram na praça Carlos Gomes, em Curitiba (Foto: Roberto Cosme/RPC)

Manifestantes fizeram um ato contra a reforma da Previdência e a terceirização no mercado de trabalho na praça Carlos Gomes, no Centro de Curitiba, na noite desta sexta-feira (31).
Eles também pediram a saída do presidente Michel Temer (PMDB) do poder.
O evento foi convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Segundo a Polícia Militar (PM), 150 pessoas participaram da manifestação. Para os organizadores, foram 1.500 participantes.
Fonte G1

Avaliação negativa do governo Temer sobe de 46% para 55%, diz pesquisa CNI/Ibope.


A avaliação negativa do governo do presidente Michel Temer (PMDB) aumentou para 55% no primeiro trimestre do ano, mostra pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta sexta-feira, 31. No levantamento anterior, divulgado em dezembro de 2016, o porcentual dos que avaliavam o governo como ruim ou péssimo era de 46%.
A aprovação pessoal do presidente também piorou. Na pesquisa divulgada nesta sexta, 73% dos entrevistados disseram desaprovar a maneira de Temer governar. Em dezembro, esse porcentual era de 64%. Já os brasileiros que aprovam o jeito do presidente de administrar o País caíram de 26% para 20% de dezembro para março Outros 7% não sabem ou não responderam essa questão.A avaliação positiva do governo Temer, por sua vez, também registrou queda de 13% para 10% entre dezembro de 2016 e março deste ano. A avaliação regular do governo do peemedebista caiu para 31% em março, ante 35% na última pesquisa. Os que não souberam ou não responderam sobre a avaliação do governo representaram 4% dos entrevistados, ante 6% em dezembro.
A confiança da população no presidente também diminuiu. Agora, 17% dos entrevistados disseram confiar em Temer. No final do ano passado, este número era de 23%. Ao mesmo tempo, o porcentual dos que não confiam no presidente aumentou de 72% para 79% entre as duas pesquisas. Os que não sabem ou não responderam essa questão foram 3%.
Comparação com Dilma
A avaliação de que o governo Temer é melhor do que a gestão da presidente cassada Dilma Rousseff registrou queda de 21% para 18%, entre dezembro do ano passado e março deste ano, segundo a pesquisa.
Os que consideram que o governo Temer é pior do que o da petista aumentaram de 34% para 41% entre as duas pesquisas. Para 38% os dois governos são iguais, ante 42% na pesquisa anterior. Outros 3% não sabem ou não responderam.
Também pioraram as expectativas para o restante do governo Temer, segundo a pesquisa. Aqueles que acreditam que a perspectiva é ruim ou péssima aumentaram de 43% para 52% entre dezembro e março, enquanto os que preveem que o governo será ótimo ou bom diminuíram de 18% para 14%. Os que preveem que o governo Temer será regular oscilaram de 32% para 28% dos entrevistados. Outros 6% não souberam ou não responderam.
A pesquisa Ibope/CNI foi realizada de 16 a 19 de março deste ano O levantamento ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios. A margem de erro estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.
Fonte Banda B

Janot diz ao STF que Temer não pode ser investigado por fato anterior ao mandato.


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse hoje (31) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que não pode investigar as citações ao presidente Michel Temer no depoimento de delação premiada do ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado, na Operação Lava Jato. Segundo o procurador, Temer não pode ser investigado por fatos que supostamente teriam ocorrido antes de assumir o cargo.
Após o pedido, o ex-diretor teria conseguido R$ 1,5 milhão junto a dois empreiteiros da Queiroz Galvão e fez o repasse ao diretório do PMDB. Segundo o delator, a quantia fazia parte de “comissão paga” por um contrato da empreiteira com a Transpetro, empresa subsidiária da Petrobras.Em um dos trechos dos depoimentos de delação, Machado citou um suposto encontro com Temer, em 2012, na Base Aérea de Brasília, onde o presidente teria dito que precisava de recursos para a campanha do candidato Gabriel Chalita (PMDB) à prefeitura de São Paulo. Na época, Temer era vice-presidente.
Na manifestação feita ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, a PGR argumenta que a Constituição garante ao presidente da República imunidade em relação a investigação de fatos que ocorreram antes de assumir o cargo.
“Significa que há impossibilidade de investigação do presidente da Republica, na vigência de seu mandato, sobre atos estranhos ao exercício de suas funções”, disse Janot.
Procurada pela Agência Brasil, a Presidência da República informou que não vai comentar o assunto.
Fonte Banda B