Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

22/11/2019 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Mandado de Prisão é Cumprido em Nova Tebas !!!


Em patrulhamento pela localidade de São José do Paraíso, foi abordada a pessoa de **, o qual se encontrava em aberto em seu desfavor um mandado de prisão em consoante o processo de numero ***, da comarca do Fórum de Olímpia Estado de São Paulo. Diante dos fatos, foi conduzido o mesmo até a delegacia de Manoel Ribas, para os procedimentos cabíveis, o mesmo foi conduzido sem o uso de algemas, posto não oferecer resistência. 

Fonte: Polícia Militar.


Carro com licenciamento atrasado e motorista não possui CNH são pegos em Boa Ventura do São Roque.


No dia 21 de novembro de 2019, por volta das 11h20min foi abordado o veículo **, placas **, conduzido por **, RG **, o qual não possui PPD ou CNH, também foi constatado que o veículo encontra-se indevidamente licenciado. Diante dos fatos, o veículo foi apreendido ao pátio do DPM e foram lavrados os autos de infração de transito cabíveis. 

Fonte: Polícia Militar.


Ladrões invadem estacionamento e levam Porsche de R$ 600 mil.


Três suspeitos invadiram um estacionamento na Rua Mateus Leme, no Centro Cívico, em Curitiba, na tarde desta quinta-feira (21), com um um objetivo definido: queriam o veículo Porsche, avaliado em cerca de R$ 600 mil. Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento mostram o momento em que o trio entra no estacionamento e toma as chaves do funcionário. Em seguida, eles levam o carro para desespero do responsável que sai correndo atrás do carro. 

Cerca de uma hora depois, o carro de luxo foi localizado em uma rua tranquila do bairro Ahú, que fica próximo. Para a polícia, não há dúvidas de que o veículo era uma encomenda e que foi deixado estacionado para “esfriar”, na gíria que significa esperar para ver se não rastreador ou algo que faça com que o produto do roubo seja localizado.

“Presumimos que o roubo era uma encomenda porque o trio entra determinado a levar o veículo Porsche. Havia outros carros no local e nada mais foi levado. O carro foi localizado logo depois em uma rua aleatória, o que é uma prática comum neste tipo de crime. O detalhe é que chamou a atenção das pessoas o fato de um veículo de tão alto valor estar estacionado na rua, o que geralmente não ocorre. A polícia foi acionada e encontrou o carro”, disse o delegado da delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, João Marcelo Chagas.

Nenhum suspeito foi localizado. A polícia divulgou imagens do momento do roubo para tentar identificar os suspeitos.

Fonte: BANDA B.


Pedestre morre atropelado na BR-376, em Ponta Grossa.


Na madrugada desta sexta (22) em Ponta Grossa por volta das 02h10, a equipe PRF foi acionada para verificar um atropelamento na BR 376 Km 510.

No local, a equipe verificou que um veículo Fiat/Uno Mille Way de placas Guapirama/PR transitava de Curitiba sentido Ponta Grossa, quando atingiu um pedestre.

O local do acidente foi exatamente em cima da trincheira de acesso à Vila Jamil.

O motorista de 50 anos, não sofreu lesões e estava em choque no momento da chegada da equipe. Informou que foi surpreendido pelo pedestre na rodovia não havendo tempo hábil para nenhuma reação.

Realizou o teste do etilômetro com resultado negativo ao consumo de álcool.

Não havia sinais de frenagem na pista.
O corpo após o impacto repousou próximo ao canteiro central. Verificado que trata-se de um masculino de 24 anos e que portava duas mochilas.

Equipes do IML e IPT foram ao local, realizaram a Perícia Técnica e em seguida conduziram o corpo ao IML de Ponta Grossa.

Fonte: PRF.


Samu socorre vítima de capotamento entre São Clemente e Santa Helena.


Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (22), um capotamento foi registrado na PR 317, trecho que liga o distrito de São Clemente à Santa Helena.

Segundo informações repassadas no local, o condutor, de 35 anos de idade, vinha com seu veiculo Honda Fit sentido São Clemente/Santa Helena, quando próximo à curva do cemitério perdeu o controle da direção, vindo a capotar por varias vezes, parando em uma roça ao lado da pista. 

A equipe do Samu esteve no local para dar atendimento à vítima, que sofreu escoriações leves e foi encaminhada ao PAM de Santa Helena para uma melhor avaliação médica.

A PRE esteve no local para registrar os fatos.

Fonte: CORREIO DO LAGO.


Feriados em 2020 vão impulsionar turismo em Foz do Iguaçu.


Foz do Iguaçu não vai entrar no coro dos descontentes com a profusão de feriados previstos para 2020. Muito pelo contrário. A cidade espera quebrar mais um recorde de visitação com os nove feriados nacionais prolongados – o dobro de 2019 – mais os feriados estaduais e municipais, além da alta temporada das férias de junho e julho, dezembro, janeiro e fevereiro.

A expectativa é ultrapassar os mais de dois milhões de visitantes esperados até o final de 2019. Há outros condicionantes que podem impulsionar ainda mais o número de visitas: o aumento da cota de compras terrestres, a partir do dia 1° de janeiro, para US$ 500,00 (R$ 2.100,00) que atendem o turismo de compras no Paraguai e Argentina. E a isenção de visto de visto para turistas dos EUA, Canadá, Austrália, Japão e China.

“A experiência mostra que Foz do Iguaçu se tornou um dos principais destinos turísticos nos feriadões. O trade turístico já se prepara com infraestrutura, equipes, produtos e programações diferenciadas para atender a esse grande número de visitantes. É um cenário que inspira e anima todo o setor, mas, sobretudo, sinaliza fomento da economia iguaçuense”, disse Enio Eidt, presidente do Fundo Iguaçu.

A cidade se preparou mesmo. A rede hoteleira aumentará a oferta de leitos de 30.847 leitos em 2017 para 38 mil nos próximos cinco anos. Empreendimentos já anunciaram a construção de novos hotéis e também a expansão de existentes. Somente quatro novos empreendimentos somam 2.892 leitos e outros dois grandes hotéis devem abrir mais dois mil leitos nos próximos anos. Os investimentos privados passam dos R$ 500 milhões. 

“Foz do Iguaçu vive um momento impar. Estamos entregando obras importantes como o viaduto na BR-277 e temos ainda para executar a ampliação da pista do aeroporto, a segunda ponte e a perimetral leste. São obras estruturantes que vão receber com melhor qualidade os turistas e os visitantes”, afirma o prefeito Chico Brasileiro (PSD).

Feriadão 
 Por 2020 ser um ano bissexto (366 dias), as folgas vão ocorrer nas segundas ou nas terças-feiras. São os casos dos feriados de Tiradentes (21 de abril), Independência (7 de setembro), Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e Finados (2 de novembro).

O primeiro feriado prolongado de 2020 será o de Carnaval no dia 25 de fevereiro (uma terça-feira) e a lista conta ainda com o Corpus Cristhi, em 11 de junho (10 de junho é aniversário da cidade). Já o primeiro feriado do ano, 1º de janeiro, cai na quarta-feira. “A hotelaria e a gastronomia também estão preparadas para receber o grande número de famílias. Temos condições para atender turistas de todas as idades, origens e vontades”, disse  Carlos Silva, presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo).

“O êxito será ainda maior com a entrada em vigor, a partir de 1º de janeiro, da medida que eleva a cota de compras para US$ 500, o que tornará a cidade ainda mais atraente e procurada por turistas. É preciso destacar, também, que os hotéis atingirão 38 mil leitos de qualidade e excelente estrutura de turismo, eventos e lazer nos próximos anos”, completou

Ano de ouro 
Outro ponto é destacado pelo presidente da Abav-PR, Felipe Gonzales. “O destino se tornou uma excelente opção para o turismo de feriados prolongados dada às características diversificadas nas ofertas e também pela grande afluência no período de visitantes regionais, que viajam com seu próprio veículo das cidades de até seis a dez horas de distância”.

Gilmar Piolla, secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, diz que 2020 será um ano de ouro para Foz do Iguaçu. “Não só pelo número maior de feriados e a perspectiva de incremento do fluxo turístico. Mas pela melhoria da conectividade aérea, a captação de novos voos, e os investimentos que estão transformando a nossa infraestrutura, para que a cidade possa receber mais e melhor os seus visitantes. Será um ano inesquecível”.

Fonte: CGN.


Alcolumbre atua para 2ª instância passar na Câmara.


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), costurou nesta quinta-feira, 21, um acordo para priorizar o andamento, na Câmara, da proposta de emenda à Constituição (PEC) que autoriza a execução de pena de condenados em segunda instância, em detrimento ao projeto de Lei sobre o mesmo assunto que tramita no Senado. O acordo, decidido em reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deputados e senadores, desagradou parlamentares “lavajatistas”, que veem uma manobra para atrasar para o ano que vem a aprovação de uma proposta neste sentido.

Em nota, o presidente do Senado argumentou que é necessário construir um consenso no Congresso. “A importância do tema exige de nós, senadores e deputados, um debate amplo. Trabalhamos pela construção e aperfeiçoamento de uma proposta comum entre as duas Casas”, afirmou Alcolumbre.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou, anteontem, uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para que uma ação seja considerada transitada em julgado, permitindo a execução da pena, após a decisão de um colegiado no tribunal. Já o Senado deu prioridade a um projeto de lei para mexer em três artigos do Código de Processo Penal (CPP), para estabelecer que o tribunal de segunda instância determine a execução provisória da pena e poderá, “excepcionalmente”, deixar de autorizar a prisão se houver “questão constitucional ou legal relevante”. Pelo menos 43 senadores já se manifestaram a favor da alteração da lei.

Na prática, as duas mudanças têm o mesmo efeito, mas tramitam de forma diferente. Para alterar a Constituição, uma PEC deve ser aprovada em dois turnos por dois terços dos parlamentares) das duas Casas. Já um projeto de lei necessita do apoio da maioria simples – metade mais um dos parlamentares – na Câmara e no Senado.

Reservadamente, parlamentares avaliam que a estratégia de Alcolumbre leva em conta que a Câmara dificilmente votará a PEC rapidamente. Ou seja, esperar a Câmara e evitar que o Senado aprove outra proposta deixaria o assunto em “banho-maria”, segundo esta avaliação.

Manobra

Mesmo após o anúncio do acordo, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), manteve a votação da proposta para a próxima quarta-feira. Alcolumbre, no entanto, anunciou uma sessão do Congresso para o mesmo horário da CCJ, às 10 horas. A sessão plenária, destinada a votar projetos que abrem crédito extra no Orçamento, inviabilizaria a votação do texto na comissão.

A bancada “lavajatista” reagiu e vai tentar mudar o horário da CCJ na quarta para votar a proposta. “O pretexto é descabível. Todos nós sabemos que a PEC da Câmara tem uma tramitação demorada. Ficou visível a estratégia de protelação”, disse o líder do Podemos no Senado, Alvaro Dias (PR). O projeto foi elaborado por senadores, com a participação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O líder do DEM no Senado, Rodrigo Pacheco (MG), porém, foi escalado para escrever outro projeto com a previsão de prisão após condenação em segunda instância.

Pacheco e Moro se reuniram ontem em Belo Horizonte para falar sobre o tema. “Posso garantir que não haverá nenhum tipo de engavetamento de proposta alguma em relação a isso. O que vai se estabelecer é um acordo de vontades, que é um anseio da sociedade e uma necessidade do País”, disse o senador. Na próxima terça-feira, a CCJ do Senado vai realizar uma audiência com participação de Moro para discutir o tema.

O líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), admitiu que a discussão pode ser adiada para o ano que vem, mas defendeu cautela na discussão. “Estamos a três semanas do fim do exercício legislativo. Dependendo do encaminhamento, é melhor o Brasil ter um dispositivo legal consolidado no começo de 2020 do que tentar atropelar um processo legislativo”, afirmou. “Isso que pode ser visto como atraso, protelação, mas também pode ser uma grande oportunidade para o entendimento estratégico.”

Alcolumbre já havia tentado emplacar outro texto sobre a questão, considerado mais “leve” por senadores favoráveis à prisão após condenação em segunda instância. Conforme minuta revelada pelo Estadão/Broadcast, Alcolumbre sugeriu um texto condicionando a possibilidade a regras previstas para a prisão preventiva. A prisão após decisão em segundo grau não seria automática. 

Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo.


Operação Elétron mira em ex-diretor da Aneel por rombo de R$ 12 milhões.

A Polícia Federal realiza, na manhã desta sexta-feira, 22, a Operação Elétron, para apurar o suposto recebimento de propinas por um ex-diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel. Com apoio da Controladoria-Geral da União (CGU), os agentes estão cumprindo dois mandados de busca em Brasília em face de três investigados.

A investigação teve início em 2016, a partir de uma Nota Técnica da CGU, que identificou indícios de irregularidades em decisões tomadas por diretores da Aneel entre 2010 e 2013. As escolhas contrariavam os pareceres técnicos da própria agência, em benefício de empresas do ramo de energia, e causaram prejuízo de mais de R$ 12 milhões ao Estado, indica a Controladoria.

A PF e a CGU apuraram ainda que, sete meses depois de deixar a agência, um ex-dirigente foi nomeado diretor de treze empresas na área de energia. Além disso, o homem abriu uma empresa de consultoria na área de energia elétrica.

Segundo a CGU, o ex-diretor começou a receber diversas transferências empresas, sendo que, em alguns casos, quando na Aneel, o homem teria atuado como relator em decisões que beneficiaram tais companhias.

A investigação identificou ainda que, entre 2014 e 2015, houve um aumento de 300% nos depósitos nas contas vinculadas ao ex-diretor e sua empresa, isso em relação aos anos anteriores, de 2011 a 2013.

A Controladoria-Geral da União apontou que parte dos valores depositados não consta na declaração de ajuste anual dos dois anos do ex-diretor. O órgão e a PF suspeitam que os valores seriam uma contraprestação pelos benefícios obtidos pelas empresas em face das decisões do então Diretor da Aneel.

Fonte: CGN.