Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

terça-feira, 20 de março de 2018

20/03/2018 - Novas Notícias sobre o Assalto dos Bancos de Pitanga !!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Boletim da Policia Militar detalha todos os fatos no assalto ocorrido nas agencias bancarias, desde as explosão ate apreensão de carros, explosivos, Armas e munições. Entenda o que aconteceu até agora.


Uma submetralhadora, carregadores, munições, pistolas, artefatos explosivos, miguelitos e ferramentas foram apreendidos, além de três automóveis, por policiais militares do 16º Batalhão de Polícia Militar (16º BPM), pertencente ao 4º Comando Regional da PM (4º CRPM), após um roubo a banco em Pitanga (PR), Centro-Sul do estado. A ação aconteceu na madrugada desta segunda-feira (19/03) e resultou também em um veículo recuperado. Dois suspeitos entraram em óbito durante confronto.

De acordo com informações contidas no Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi informada de que algumas pessoas estariam próximas a uma agência bancária da cidade em atitude suspeita. Equipes da 3ª Companhia do 16º BPM ao saíram da sede foram surpreendidas por disparos de arma de fogo na direção do prédio em que estavam. Os policiais revidaram à agressão e, após se protegerem, deslocaram-se até a praça central da cidade.

Segundo informações do 16º BPM, foram explodidos caixas de três agências da região. Durante a ação houve um novo confronto e duas pessoas entraram em óbito no local. Nas proximidades um veículo Duster, roubado em Curitiba (PR), que teria sido usado pelo grupo, foi encontrado abandonado, sendo localizado no seu interior uma submetralhadora com um carregador (com 30 munições), além de duas pistolas, três carregadores, artefatos explosivos, um cilindro, miguelitos e ferramentas.

Os militares estaduais fizeram patrulhamento e bloqueios na região, mas não localizaram os outros envolvidos. Pouco tempo depois, os policiais foram informados de que dois homens haviam dado entrada no Hospital São Vicente de Paulo, os quais teriam sido feridos durante a troca de tiros.

Ainda de acordo com o 16º BPM, pouco antes da situação o grupo envolvido teria roubado um ônibus de turismo na PR 466 e ateado fogo para bloquear a passagem de veículos. Nas agências bancárias foram encontrados artefatos explosivos, sendo acionado o Esquadrão Antibombas (EAB) do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) para os procedimentos adequados.

Por volta das 11 horas, equipes do 16º BPM localizaram mais três carros na área rural de Pitanga que teriam sido usados pelo grupo, sendo uma Saveiro, um Ágile e um Cruze. Todas as armas, as munições, os veículos e demais objetos apreendidos foram entregues na 45ª Delegacia Regional de Polícia que investigará o caso.

Fonte: Marcia Santos Jornalista PM/PR.






Assista a entrevista exclusiva com o Sargento Moraes da ROTAM de Pitanga comentando sobre o assalto a Três Bancos e Bandidos mortos e fotos exclusivas no Blog do Beto.


Hoje dia 19/03/2018 a equipe de reportagens do Blog do Beto, esteve na cidade de Pitanga – PR, aonde ocorreram os assaltos por volta das 01:10 da madrugada às agências do ITAÚ, BANCO DO BRASIL e CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, sendo possível se ouvir várias rajadas de tiros de Fuzil e Explosões ao longo da noite, Entrevistamos ainda o Sargento Moraes da ROTAM de Pitanga, onde ele comentou em primeira mão que foi recuperado pela Polícia Militar, certa quantia de dinheiro, armamento e munições de diversos calibres, e vários veículos utilizados neste assalto.

O Blog do Beto também gostaria de deixar aqui registrado os Parabéns a todos os soldados e Oficiais envolvidos em conter este assalto, especial ao nosso Querido Amigo Sargento Moraes da ROTAM de Pitanga, aonde obterão êxito, pois não foi levado muito dinheiro das agências e deixaram dois meliantes mortos no local. Parabéns a toda Polícia Militar, ROTAM e Policia Federal sempre a postos para manter a segurança e paz nas nossas cidades !!!
Veja os outros vídeos e Fotos:




























Identificado casal de Terra Roxa que perdeu a vida em acidente.


Um grave acidente registrado no final da tarde segunda-feira (19), vitimou um casal de Terra Roxa.

Conforme informações repassadas a nossa redação, pela equipe da Policia Rodoviária, a Saveiro de Terra Roxa seguida sentido Cianorte, na pista contrária vinha um caminhão, momento em que o condutor da Saveiro perdeu o controle da direção e colidiu contra o mesmo.

Devido a gravidade do impacto o casal morreu na hora.

Eles foram identificados como sendo Márcio José da Silva de 42 anos e Ivanilda.

Seus corpos foram recolhidos e encaminhados ao IML de Umuarama e posteriormente deve ser liberado para os atos fúnebres.

Fonte: Portal Palotina


Motociclista morre ao sofrer acidente na BR-158.


Um acidente fatal foi registrado por volta das 06H da manhã de hoje (20) na BR-158, entre Pato Branco e Vitorino.
A informação é que um jovem morador de Vitorino, que ainda não foi identificado oficialmente, seguia para trabalhar em Pato Branco, quando perdeu o controle da motocicleta e saiu na curva.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada. Socorristas também foram acionados mas nada puderam fazer para evitar a morte.
O corpo do rapaz deve ser recolhido ao IML de Pato Branco.
 Fonte: Imprensa Sudoeste.

Acidente entre moto e caminhão deixa um morto na 277.


Um homem morreu em um acidente na BR-277, na tarde desta segunda-feira (19), no município de Palmeira. 

A vítima conduzia uma moto e, segundo informações preliminares, bateu na traseira de um caminhão depois de fazer uma ultrapassagem no km 166 da rodovia, na localidade de Pulgas.

Testemunhas informaram que o motociclista teria ultrapassado dois caminhões e, ao voltar para a terceira faixa da pista sentido Curitiba, bateu no para-choque de um bitrem. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), não há sinais de que o condutor da moto tenha freado. O Corpo de Bombeiros fez o atendimento, mas o homem morreu no local.  

Fonte: A Rede.


Motorista derruba poste e destrói ponto de ônibus.


Um motorista destruiu um poste e um ponto de ônibus em um acidente, na tarde desta segunda-feira (19), em Ponta Grossa. Ao perder o controle da direção, ele bateu em um poste de iluminação. 

Com o impacto da batida, o poste caiu sobre um ponto de ônibus e danificou a cobertura. 

O veículo também foi danificado mas, apesar do estrago, apenas uma pessoa que estava no carro teve ferimentos leves. 

O acidente aconteceu na Avenida Visconde de Mauá, no Bairro Oficinas, por volta das 18h00 desta segunda. 

Fonte: A Rede.


STF se reúne para discutir prisão após condenação em 2ª instância.


Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) marcaram para esta terça-feira (20) uma reunião para discutir o impasse em torno da prisão após condenação em segunda instância. Segundo a presidente da corte, ministra Cármen Lúcia, a reunião foi marcada a pedido do decano, Celso de Mello.
O tema interessa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado pela segunda instância da Justiça Federal em janeiro por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).
Em 2016, por 6 votos a 5, a maioria dos ministros passou a autorizar a execução provisória da pena, antes de esgotados os recursos nos tribunais superiores. Duas ações que tratam da constitucionalidade dessa medida foram liberadas em dezembro pelo relator, Marco Aurélio, para serem julgadas no plenário, mas estão fora da pauta elaborada por Cármen Lúcia.
Em entrevista à Rádio Itatiaia, de Minas, nesta segunda-feira (19), a presidente disse que a reunião desta terça foi solicitada pelo decano. "O que tem de concreto é que o ministro Celso de Mello me disse que seria conveniente nós conversarmos. Não é nem reunião formal, não fui eu que convoquei, mas é comum a conversa acontecer."
À noite, em entrevista transmitida pelo Jornal Nacional, da TV Globo, Cármen Lúcia reafirmou que não vai ceder e não vai pautar as ações que tratam do assunto.
Uma ala dos ministros quer que a questão seja julgada logo. Integrantes dessa ala dizem acreditar que há maioria para mudar o entendimento vigente a fim de que a prisão só possa ser decretada após julgamento de recurso pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), a terceira instância da Justiça, nos moldes do defendido por Dias Toffoli.
As opções da defesa de Lula para evitar eventual prisão estão em duas ADCs (ações declaratórias de constitucionalidade), que tratam da prisão em segundo grau de forma genérica, ou no pedido de habeas corpus preventivo.
O relator do habeas corpus, ministro Edson Fachin, já negou o pedido liminarmente, e decidiu que seu mérito deverá ser analisado pelo plenário (composto pelos 11 ministros), e não pela Segunda Turma (formada por cinco).
Cármen Lúcia disse à Rádio Itatiaia que o julgamento do habeas corpus pelo plenário independe de ela colocá-lo na pauta, e que cabe a Fachin levá-lo "em mesa" -no jargão do STF, levar em mesa é pedir para que seja votado. Somente o relator pode levar em mesa o habeas corpus.
Já as ADCs tiveram embargos declaratórios (um tipo de recurso) apresentados na semana passada pelo Instituto Ibero Americano de Direito Público contra uma decisão liminar do plenário que negou um pedido para suspender as prisões antecipadas.
Como os embargos declaratórios questionam um acórdão do plenário, eles precisam ser julgados pelos 11 ministros -o que é visto como uma chance para reabrir a discussão sobre o tema.
De acordo com o relator das ADCs, Marco Aurélio, não cabe a ele levar esses embargos ao plenário, pois seu voto foi vencido na ocasião do julgamento da liminar. Caberia ao redator do acórdão, Fachin, que deu o voto vencedor. Procurado, o gabinete de Fachin informou que ele está analisando a matéria.
Uma terceira opção para a defesa é algum ministro apresentar a Cármen Lúcia uma questão de ordem, durante a sessão, argumentando sobre a conveniência de julgar as ações. O regimento permite que qualquer integrante da corte faça esse movimento.
Fonte: CGN.



Presidente da Câmara apoia liberação de R$ 3,1 bilhões para intervenção no Rio.

Imagem relacionada

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está confiante em uma solução para o financiamento da intervenção federal na área de segurança do Rio. O deputado concorda com o interventor federal, general Walter Braga Netto, de que a intervenção precisa de R$ 3,1 bilhões em recursos para cobrir dívidas com fornecedores e botar os salários em dia na área de segurança pública. Desse valor, R$ 1,5 bilhão teria que ser liberado ainda este ano, segundo ele.

A conta de R$ 3,1 bilhões foi apresentado na manhã de hoje (19) por Braga Netto em reunião com deputados federais do Rio. Segundo parlamentares que participaram do encontro, o interventor apresentou a necessidade de obter R$ 1,5 bilhão para as ações necessárias para este ano e R$ 1,6 bilhão para passivos já existentes na segurança pública do estado.

Para Rodrigo Maia, a diferença de valores nos recursos da intervenção entre o que estima o governo, em torno de R$ 800 milhões, e o que pede o interventor, pode ser resolvida com a discussão dos projetos que já tramitam na Câmara e com a medida provisória do Executivo alocando recursos para a área de segurança. “Vai passar pelo Congresso e a gente põe pouco mais do que R$ 800 milhões”, disse.

Maia fez a análise após participar de uma palestra para empresários cariocas, organizada pelo Grupo de Líderes Empresariais (Lide) Rio.

A possibilidade de usar recursos vindos da reoneração da folha de pagamento de setores empresariais para custear os gastos com a intervenção, conforme cogitou hoje (19) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pode facilitar a aprovação da proposta, segundo Rodrigo Maia. Originalmente, o governo pretende arrecadar R$ 10 bilhões a partir da aprovação.

De acordo com o presidente da Câmara, a aprovação desse projeto de lei é difícil porque mexe com alguns setores com boa representação na Câmara, mas ponderou que, com a vinculação do dinheiro para a segurança, fica mais fácill. Maia, entretanto, disse o texto terá que sofrer alterações. Segundo ele, a proposta original, que mantém a desoneração em apenas seis setores, não passa.

“Nós chegamos a 16 setores, com 40 fora, 40 reonerados. Não dá para ser só os seis porque não tem voto na Câmara [para aprovar]. Tem que ser baseado naquilo que a gente já está negociando, que não é de economia os mesmos R$ 10 bi que o governo espera. O que a gente espera aprovar é uma economia de R$ 6 bilhões e desses R$ 6 bi, pelo menos R$ 1,5 bilhão tem que vir para o Rio de Janeiro”, afirmou.

Recursos para o governo

Maia acrescentou que a Câmara tem uma agenda de curto prazo que pode ajudar o governo federal com mais recursos, como a privatização da Eletrobras, em cujo sucesso de aprovação, apesar das dificuldades, ele ainda acredita. “Eu ainda estou otimista, mas um otimismo preocupado, porque senti, na semana passada, que o ambiente para se votar a privatização não é um ambiente tão simples. Para se instalar a comissão, na semana passada, foi difícil”, disse.

O presidente da Câmara revelou que vai se reunir amanhã (20) com a equipe econômica do governo Temer e com o Banco Central para analisar projetos de medidas microeconômicas que podem ser votados na Câmara. Como exemplo, citou o cadastro positivo do consumidor e a autonomia do Banco Central. “A gente vai amanha fechar o texto para tentar introduzir esse debate também na Câmara dos Deputados nos próximos dias”, afirmou.

Segundo Maia, a Casa também vai concentrar esforços na agenda de segurança, a partir de dois projetos que ele considera fundamentais. Um é da regulamentação do Sistema Integrado de Segurança Pública e o outro é o projeto de enfrentamento do tráfico de drogas e armas, que tem a participação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Morais. “Na área de segurança, são esses dois projetos que eu acho que a Câmara e o Senado, o Congresso, tem condição de colaborar com a política nacional de segurança e, em consequência, com a intervenção no Rio de Janeiro”.

Fonte: Agência Brasil