Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

20/02/2019 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.



Defesa Civil mantém atenção na Região de Guaratuba após alagamentos, que afetaram 1,2 mil residências e cerca de 5,5 mil pessoas. Veja as fotos.


As equipes da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil estão monitorando a situação de Guaratuba, no Litoral do Estado, que foi atingida por fortes chuvas neste fim de semana. De acordo com o Simepar, o acumulado de chuvas de sexta feira (15) a domingo chegou a 196 milímetros, 60% da média prevista para o mês de fevereiro.

O grande volume causou alagamentos em toda a cidade, com 1,2 mil residências e cerca de 5,5 mil pessoas afetadas. Como a previsão para a semana é de chuvas irregulares, com pancadas típicas da estação, a Defesa Civil mantém o monitoramento das áreas afetadas e daquelas com risco de deslizamentos. Entre os atingidos, 600 pessoas ficaram desalojadas e 150 desabrigadas.

Até o final da manhã desta segunda-feira (18), 50 pessoas ainda estavam desalojadas e 150 desabrigadas. Os desabrigados estão no Ginásio Municipal José Richa e recebem auxílio da Defesa Civil Municipal, Defesa Civil Regional e do Corpo de Bombeiros.
ATUAÇÃO
No fim de semana, as equipes da Defesa Civil estadual e do Corpo de Bombeiros atuaram na retirada das pessoas das áreas de alagamento, auxiliando no direcionamento de quem precisou deixar suas casas. As equipes de resgate do Corpo de Bombeiros retiraram 130 pessoas que haviam ficado ilhadas. O Provopar Estadual também está recebendo doações e já enviou duas vans com mantimentos e alimentos para o município.
ALERTAS
A população do Litoral foi informada sobre as chuvas fortes através de alertas por SMS desde o fim da tarde de sexta. Na madrugada e na manhã de domingo, diversos avisos foram enviados aos moradores da região informando sobre as condições meteorológicas que se aproximavam. A Defesa Civil Municipal também foi informada desde a manhã de sexta sobre condições climáticas adversas que poderiam afetar o município e causar estragos, de maneira a se preparar para um eventual desastre.
PREVISÃO DO TEMPO
Segundo o Simepar, as condições meteorológicas de chuva continuam nos próximos dias, mas com menor intensidade. Nesta segunda feira (18), deve chover no período da tarde. Apesar da diminuição na quantidade de chuva, as pessoas ainda devem permanecer alertas, especialmente nas áreas propícias a deslizamentos.
Segundo o Simepar, de sexta-feira até às 11h deste domingo, choveu 184,4 milímetros em Guaratuba — Foto: Francisco Carvalho/Reprodução



Homem é preso com drogas pronto para venda em Pitanga.

Resultado de imagem para várias buchas de maconha prontas
Foto ilustrativa

No dia 19 de fevereiro de 2019, através de denuncia anônima foi abordado um masculino no Parque São Basílio, o qual confirmou sem qualquer coação física ou moral, a equipe policial que teria certa quantidade de droga, e essa droga estava escondida em um matagal. Foi deslocadas ao local onde continha várias buchas de maconha prontas para venda e mais uma porção maior que estava para ser preparada para a venda e uma balança de precisão. O masculino, balança e a droga foram encaminhados a 45DRP para as demais providências legais.
Fonte Policia Militar 

Goioxim - Indivíduos são baleados na localidade de Cochos.

Goioxim - Indivíduos são baleados na localidade de Cochos

A equipe da Policia Militar foi acionada até a localidade de Cochos, Zona Rural do município de Goioxim, para verificar uma situação de disparo de arma de fogo, onde um homem teria sido vítima e estaria pedindo por socorro. 

No local foram identificadas duas vítimas de disparos de arma de fogo, sendo o masculino, 30 anos, atingido por três disparos na região do tórax e o masculino, 23 anos atingido por um disparo na coxa direita e um na lateral direita do tórax, os quais relataram que se encontravam na residência, quando alguém bateu na porta, que ao ser aberta, acabaram sendo surpreendidos por diversos disparos de arma de fogo e devido a escuridão no local, não conseguiram identificar características dos autores.
A Policia Militar fez consulta operacional e constatou que a vítima, 30 anos possui um mandado de prisão em aberto, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.
Diante dos fatos a equipe encaminhou as duas vítimas para atendimento médico e após liberados o masculino, 30 anos foi conduzido até a 2ª SDP de Laranjeiras do Sul.
Fonte Portal Cantu

Homem promete 'anel' para encontro com garoto de 14 anos, mas tem ação descoberta. Mãe passou sendo seu filho.



O indivíduo procurou o menor pelo Facebook e, então, a mãe do garoto passou a responder as referidas mensagens se passando pelo filho. O suspeito, no diálogo, disse que queria encontrar o adolescente e prometeu um anel.
O encontro foi então marcado para a UPA 24H e o suspeito informou que estaria de roupa azul.
Desta forma, o pai informou do menor à equipe da PM, sendo deslocado ao referido local e abordado o suspeito, o qual estava no interior da UPA, sendo realizada busca pessoal, mas nada de irregular encontrado, somente o celular usado para mandar as mensagens ao menor. 
Diante disso, foi indagado o suspeito sobre os fatos, o qual entregou o celular e negou as acusações. Foi verificado no celular que realmente havia trocado mensagens com o menor citado. Compareceu no local o pai do rapaz, o qual entregou o celular do filho que continha também as mensagens. 
Desta forma, a equipe encaminhou os envolvidos para a Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis. O Conselho Tutelar foi informado sobre o ocorrido.
Fonte CGN

TCE-PR corrige em três dias, edital de licitação da prefeitura de Manoel Ribas.



Foram necessários apenas três dias para que o Município de Manoel Ribas, na Região Central do Paraná, retificasse o Edital de Licitação nº 7/2019, após um cidadão acionar a Ouvidoria do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) e a corte, na sequência, recomendar à prefeitura que corrigisse o documento.
A reabertura do pregão presencial está marcada para essa quarta-feira (20 de fevereiro). A solução rápida evidencia a importância do controle social para ampliar a efetividade da fiscalização exercida pelo Tribunal. Originalmente, o valor máximo estimado da licitação era de R$ 352.242,00. Com as correções, o valor diminuiu para R$ 327.992,00 — uma redução de 6,9%.
O certame visa o registro de preços para eventual contratação de empresa especializada na prestação de serviços de locação de infraestrutura para a promoção de festas tradicionais locais, como palco e equipamentos de som e iluminação.
RAPIDEZ
A alteração de diversos itens do edital foi necessária pois, originalmente, o documento continha exigências que extrapolavam o que prevê a Lei nº 8.666/1993 (Lei de Licitações e Contratos). O fato foi comunicado no dia 5 de fevereiro por um cidadão à Ouvidoria do Tribunal. Dois dias depois, após receber Apontamento Preliminar de Acompanhamento (APA) do TCE-PR, a Prefeitura de Manoel Ribas suspendeu a licitação. Em 8 de fevereiro, o edital foi retificado de acordo com todas as recomendações fornecidas pela corte, tendo sido republicado no dia seguinte.
APONTAMENTO
A reclamação recebida pela Ouvidoria foi encaminhada à Coordenadoria de Acompanhamento de Atos de Gestão (CAGE), unidade técnica do TCE-PR responsável pela fiscalização preventiva das ações praticadas pelos administradores públicos do Paraná.
Ao analisarem o edital, os técnicos da CAGE constataram a existência de critérios abusivos para a habilitação de licitantes, entre os quais: exigência de alvará de licença para localização e funcionamento expedido por município; prova de quitação de anuidades junto à entidade profissional competente; e comprovação de registro da empresa e de seu administrador no Conselho Regional de Administração (CRA).
Na avaliação da unidade técnica, as falhas encontradas na primeira versão do edital restringiam a competitividade do processo e poderiam acarretar prejuízos à administração pública.
OPORTUNIDADE DE CORREÇÃO
Instituído pela Instrução Normativa nº 122/2016, o APA é uma oportunidade concedida pelo TCE-PR aos gestores para corrigir falhas verificadas pelo órgão na fiscalização preventiva, sem que seja necessária a abertura de processo administrativo, cujo trâmite é mais demorado e custoso.
Quando os administradores não corrigem as falhas apontadas, ficam sujeitos a Comunicação de Irregularidade, que pode ser transformada em Tomada de Contas. Nesse caso, a Lei Orgânica do TCE-PR (Lei Complementar Estadual nº 113/2005) prevê a aplicação de multas administrativas, fixas e proporcionais ao valor do dano ao patrimônio público, devolução dos recursos e outras sanções.
Desde sua criação, em abril de 2018, a CAGE, por meio da fiscalização preventiva, já conseguiu evitar a perda ou o uso indevido de R$ 22,5 milhões pertencentes aos cofres públicos do Paraná.
OUVIDORIA
Principal canal de comunicação do Tribunal com o cidadão paranaense, a Ouvidoria avalia todos os atendimentos que são registrados e, quando necessário, os encaminha à unidade técnica correspondente àquela reclamação, para análise e manifestação, como ocorreu no caso de Manoel Ribas.
Os contatos com a Ouvidoria podem ser feitos de quatro maneiras: pela internet, via portal do TCE-PR; por ligação telefônica gratuita, pelo número 0800-645-0645; pessoalmente, no sexto andar do Edifício-Anexo do TCE-PR; ou por carta endereçada à Praça Nossa Senhora de Salete, s/n, Centro Cívico, Curitiba-PR, CEP 80530-910.
Fonte RSN


Protesto de moradores fecha BR-277, em Paranaguá.




Um protesto interdita em ambos os sentidos a BR 277, no km 4, em Paranaguá, na noite desta terça (19). Cerca de 50 manifestantes pedem melhorias no acesso ao bairro, com queima de pneus.
Entre as reivindicações, estão  saída de acesso para a BR-277, resolução para ruas esburacadas no pátio Santa Fé, CEP para ruas, dragagem do rio, passarela sobre o rio, ciclovia e acesso para pedestres.
Fonte CGN

Melhor amiga de Marina Ruy Barbosa deixa escapar comentário sobre Débora Nascimento e José Loreto.


Luma Costa, melhor amiga de Marina Ruy Barbosa, teve uma reação inesperada nesta terça-feira, 19.

Após a ruiva ser apontada como o pivô da separação de Débora Nascimento e José Loreto, sua conhecida curtiu um comentário de uma fã da atriz e expôs sua opinião sobre o caso polêmico.
“Ator sem caráter. Se encantou completamente por Marina, mandou algumas mensagens que um homem casado não se deve mandar. A esposa dele leu ficou com ódio e quis separar. O erro da Marina talvez tenha sido responder com educação por serem amigos de trabalho e não ter cortado de vez. Agora cadê esse negócio de mexeu com uma, mexeu com todas? A coitada da Marina ficou sozinha nessa!”, diz o comentário que teve reação de Luma.
Marina sumiu das redes sociais e não posta uma imagem nova em seu perfil há 4 dias.

A SEPARAÇÃO
As especulações iniciais para o fim repentino é de que o ator teria traído sua esposa com Marina Ruy Barbosa. Porém, o comunicado oficial lançado durante o sábado, 16, afirmou que esse não foi o caso. “José Loreto nega traição e pede compreensão e respeito à privacidade de sua família neste momento”, pediu a nota. A assessoria de Débora também lançou uma declaração sobre o assunto, pedindo discrição. “Débora Nascimento e José Loreto não estão mais juntos. A atriz conta com a compreensão de todos os fãs e amigos da imprensa nesse momento”, anunciou.
Fonte Banda B

Com apenas 57 votos a favor, Câmara impõe primeira derrota a Bolsonaro.


Um dia depois de contabilizar sua primeira derrota no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro irá nesta quarta-feira, 20, à Câmara para apresentar o texto da reforma da Previdência. Com o movimento, Bolsonaro chama para si a responsabilidade por articular sua base política, tenta dissipar dúvidas do mercado sobre sua convicção a respeito da necessidade da propostae, por fim, virar a página da crise que culminou com a queda do ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno.

Em 2005, quatro meses após ser eleito, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva levou ao Congresso sua proposta de mudanças na aposentadoria dos servidores públicos. O movimento ajudou a demonstrar que o tema era prioridade do governo e resultou na aprovação de novas regras. A reforma de Bolsonaro é mais ampla e atinge todas as categorias.
O texto chega ao Congresso no momento em que a base de apoio de Bolsonaro é incerta. Nesta terça-feira, 19, o governo não conseguiu nem mesmo maioria simples (os votos de metade mais um dos presentes) para derrubar projeto que suspende o decreto que amplia para funcionários comissionados e de segundo escalão o poder para que seja imposto sigilo de documentos públicos.
Foi uma derrota acachapante. Por 367 votos a favor, 57 contrários e três abstenções, o projeto foi incluído na pauta do plenário como urgente. O PSL, partido de Bolsonaro, ficou praticamente isolado na defesa do Planalto. Contou apenas com três votos do MDB, um do Solidariedade, um do PP, um do PSD e um do Avante. O DEM, que tem três ministérios, incluindo a Casa Civil, comandada por Onyx Lorenzoni, ajudou a impor a derrota ao governo. O texto seguirá agora ao Senado.
O revés sofrido pelo Planalto foi um recado para Bolsonaro de que o Legislativo está insatisfeito com a falta de interlocução. Um foco de descontentamento é o fim da política de toma lá, dá cá imposto por Bolsonaro.
Não foi a única derrota do dia para o Executivo. Os esforços do líder do governo para evitar incluir na pauta a proposta de convocação do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, também foram inúteis. Os líderes querem explicações sobre por que um general brasileiro foi nomeado para coordenar o Comando Militar Sul nos Estados Unidos.
Para evitar mais prejuízos ao Planalto, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recuou da decisão de colocar em votação no plenário o projeto que permite a Estados antecipar receitas ao “vender” dívidas que têm a receber. A votação da chamada securitização serviria como termômetro para Maia medir o tamanho da base.
No Senado, outra derrota. A Comissão de Transparência da Casa aprovou convite para o ex-ministro Bebianno falar sobre sua ruidosa saída do governo, ignorando tentativa de senadores do PSL de evitar a votação. Após o episódio, Fernando Bezerra (MDB-PE)foi nomeado líder do governo no Senado.
O vice-presidente Hamilton Mourão procurou amenizar a derrota e disse que o governo tem, hoje, uma base de 250 deputados favoráveis à reforma da Previdência. “A gente sabe que a oposição tem em torno de 150 votos. Então, sobram 363 para serem garimpados. Acredito que temos 250. Então, entre 60, 70 votos terão que ser buscados”, avaliou o vice.
Já Maia negou que tenha sido um recado a Bolsonaro. “Início de governo acontece isso mesmo”, disse. Em seguida, citou outras votações em que o Planalto saiu vitorioso.

Nomeações

O secretário especial da Casa Civil para a Câmara, Carlos Manato, circulou nesta terça pelo plenário após a derrota. Apesar da conta de Mourão, os governistas estão preocupados coma votação da reforma da Previdência. A reportagem apurou que o governo também deverá começar a fazer novamente nomeações no segundo escalão, nos Estados, numa tentativa de atender os deputados e angariar votos.
O Planalto montará, ainda, uma ofensiva para que ministros de determinadas áreas, como saúde e educação, se reúnam com bancadas temáticas no Congresso, na tentativa de contornar as dificuldades na articulação política e diminuir resistências às mudanças na aposentadoria.
Após a visita à Câmara, nesta quarta, o presidente se reunirá a tarde com a bancada do PSL, no Palácio da Alvorada, e já enviou emissários ao Congresso para dizer que vai apresentar o texto com as mudanças a todas as bancadas.

Baixa

Na véspera do envio da proposta da reforma da Previdência, o Planalto deverá ter mais uma baixa que pode atrapalhar a articulação política entre os deputados evangélicos: o subchefe de Ação Governamental da Casa Civil, Pablo Antonio Tatim. Com trânsito na bancada evangélica, Tatim é desafeto do grupo de militares do governo e trabalhou na equipe da transição.
Apesar da resistência dos militares, ele ficou no cargo por causa da reforma da Previdência para não causar atrito com a bancada evangélica, que tem 150 deputados. Ele é citado em relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) como um dos responsáveis por irregularidades na contratação superfaturada de uma empresa de tecnologia pelo Ministério do Trabalho. À reportagem, Tatim alegou que deixou o cargo por razões de saúde
O líder do DEM na Câmara, Elmar Nascimento (BA), avaliou que a desarticulação da base aliada é um problema grave para a votação da reforma da Previdência. “É uma reforma difícil e que exigirá muito esforço da base.”

Fogo amigo

O presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), votou contra o governo ao apoiar o pedido de urgência para o projeto que derrubou o decreto sobre classificação de documentos secretos. Procurada, a assessoria de Bivar disse que o parlamentar, em seu terceiro mandato, se confundiu ao votar.
Fonte Banda B