Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

                       Previsão Do Tempo


Santa Maria Do Oeste 

Pitanga

Palmital
                               
                              Guarapuava



Para toda família, para todos os estilos, no seu 

dia a dia, em seus melhores momentos!

PLANETA JEANS

RUA FRANCISCO TEIXEIRA - Nº: 37 - Bairro:
                   Piadas
                                           


                                                 

                                       
                                     

BODEGÃO




Cerveja SKOL PREÇO UNITARIO 1,83.




REFRIGERANTE PEPSI 2L R$ 3,99
 (Alep) foi tomada por manifestantes no 

final da tarde desta terça-feira (10). A 

invasão aconteceu logo após os 

deputados estaduais levarem o projeto do 

“pacotaço” para Comissão Geral.

   

Os manifestantes que se reuniam em frente à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) desde as primeiras horas do dia decidiram invadir e ocupar o prédio no final da tarde desta terça-feira (10). A ação aconteceu logo após a aprovação de Comissão Geral, o chamado “tratoraço”, para deliberar sobre o pacote de redução de gastos proposto pelo Governo do Estado. Funcionários públicos, em especial os professores, são contra o projeto devido a cortes que afetam diretamente os servidores.
Após aprovação por 34 votos a 19, os manifestantes que estavam do lado de fora derrubaram o muro e tomaram o prédio. Imediatamente o presidente da Casa, Ademar Traiano (PSDB), decidiu suspender a sessão.
Dentro do plenário, os manifestantes cantaram o hino nacional e puxaram o grito de “retira, retira” ao projeto. Eles prometem passar a noite acampados na Assembleia e a APP Sindicato já orientou a todos a manterem o plenário limpo. Até 19h30 não havia nenhum registro de vandalismo na Casa legislativa.
A APP Sindicato denuncia ainda que o ar condicionado da Assembleia foi desligado para forçar a saída dos manifestantes, que temem que a sessão extraordinária possa ser retomada.
Sessão quente
A sessão na Assembleia foi conturbada e vários deputados estaduais foram até a tribuna para pedir a retirada do projeto. O líder do governador, Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), foi o único a se pronunciar favoravelmente ao projeto. Debaixo de vaias, ele garantiu ainda que os pontos mais polêmicos do projeto seriam mantidos.
Nereu Moura (PMDB) e o líder da oposição, Tadeu Veneri (PT), chegaram a apontar irregularidades no projeto em comissão geral. “Se esse projeto for aprovado hoje, vamos recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF)”, disse o petista.
Nas galerias da Assembleia, cerca de 400 servidores públicos acompanharam a sessão.
Traiano já marcou uma reunião para amanhã com as lideranças para decidir como continuar a sessão.
DEPUTADOS DA NOSSA REGIÃO A 
FAVOR DO "PACOTAÇO" E CONTRA OS FUNCIONARIOS PUBLICO VEJÁ OS NOMES:
Alexandre Curi
Bernardo Ribas Carli
Artagão Junior
Cristina Silvestri
 

            LOJÃO DO BRÁZ

              

                


             O melhor para você

OAB Paraná divulga nota contra ‘pacotaço’ do governo.


Ordem dos Advogados do Brasil, da seção Paraná (OAB-PR), se mostrou contrária ao‘pacotaço’ do governo Beto Richa, que provoca alterações orçamentárias e corta alguns benefícios dos professores da rede estadual. “O projeto é permeado pela diversidade das matérias, muitas delas totalmente desconexas. Vai desde uma simples campanha para incentivar a população a pedir nota fiscal até a polêmica medida de desvirtuar todos os fundos públicos existentes”, declarou nota divulgada no site da Ordem na tarde desta terça-feira (10).
As medidas do ‘pacotaço’ significam “um retrocesso no sistema previdenciário paranaense”. Segundo a OAB, o Paraná Previdência foi criado para desonerar o estado do encargo de pagamento de proventos e de pensões. “A fusão dos fundos previdenciário e financeiro praticamente retira o sentido da existência da entidade, e, no futuro, corremos o risco de voltar a situação anterior a 1998, quando sabia-se do esgotamento do modelo de contribuição e partiu-se para o modelo de capitalização”, diz a nota.
oab
(Foto: Divulgação/OAB-PR)
Para a Ordem, é inadmissível a redução do valor das RPVs de 40 salários mínimos para R$ 12 mil – ou seja, dívidas que devem ser pagas em 60 dias após a expedição da requisição de pequeno valor. “Isso significa que condenações impostas contra o estado que ultrapassarem o novo limite terão que ser submetidas ao regime dos precatórios, também seriamente comprometido pelo seguido inadimplemento do governo com sua obrigação constitucional”, afirma.
De acordo com a OAB-PR, o desequilíbrio das finanças do Paraná não pode ser equacionado com uma oneração excessiva à população e aos funcionários públicos, especialmente logo após a aprovação do aumento de impostos e a concessão de inúmeros subsídios e auxílios a categorias mais privilegiadas do setor público.
“Nesse cenário, espera-se que os deputados estaduais, fiéis à representação popular e ao dever de independência como pressuposto do exercício legítimo do Poder Legislativo, atentos a relevância da matéria e à contrariedade ao interesse público que as alterações causarão, rejeitem o projeto de lei em exame”, conclui a nota.
Fonte : Banda B




                                                                                                     ID: 303277.
MARCIO LOJÃO DO BRÁZ TEL: (42) 3644-1096
TEL: (42) 9149-1201 VIVO    
TEL: (42) 9968-3882 

Professores de universidades estaduais do Paraná entram em greve.


   Servidores em greve protestam na entrada do Hospital Universitário, em Londrina (Foto: Alberto D'Angele/RPC)
Professores de universidades estaduais do Paraná entraram em greve por tempo indeterminado nesta terça-feira (10). A greve se deve ao chamado “pacotaço” encaminhado pelo governador Beto Richa (PSDB) à Assembleia Legislativa. As medidas, de acordo com o governo estadual, tem o intuito de gerar economia e aumentar a arrecadação. Para isso, por exemplo, alguns benefícios do funcionalismo público seriam cortados. Os professores universitários dizem ainda que no "pacotaço" há medidas que afetam a autonomia universitária.
Ao todo, as sete universidades estaduais do Paraná têm juntas 7 mil docentes, 8,6 mil agentes universitários e mais de 75 mil alunos.
UEPG
Professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) votaram a greve na quinta-feira (5) em assembleia no campus central da instituição em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná.
Assembleia foi na tarde desta quinta (5) no Grande Auditório do campus central (Foto: Reprodução/RPC)
Segundo o presidente da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Sinduepg), Marcelo Engel Bronosky, cerca de 200 pessoas participaram da assembleia. A UEPG tem perto de mil professores.
As aulas começaram na segunda-feira (9). Conforme Bronosky, os professores explicaram aos estudantes os motivos da paralisação.
A estudante do 4º ano de jornalismo da UEPG, Mariele Morski, afirma que apoia a greve e os professores. "O governo precisa tomar uma providência para que a paralisação não continue. Nós, que estamos terminando a faculdade, somos bastante prejudicados. Com a greve, por exemplo, temos menos tempo para nos dedicarmos ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), o que pode prejudicar nossa formatura", diz.
Ao todo, a greve na UEPG prejudica 7,2 mil estudantes.
Unicentro
Cerca de 400 professores da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) aprovaram greve durante assembleia na tarde de segunda-feira em Guarapuava, na região central do Paraná.
As aulas começam só dia 19 de fevereiro, entretanto, segundo o secretário-geral do Sindicato dos Professores (Adunicentro), Denny William da Silva, os docentes iniciaram a paralisação logo após a assembleia. A Unicentro tem cerca de 850 docentes e, conforme o sindicato, a adesão será em todos os campi da instituição.
Com a greve, 8,7 mil alunos são afetados.
Fonte : G1




Supermecado Oeste Rua Generoso Karpinski - Centro - SANTA MARIA DO OESTE - PARANÁ.

Servidores de hospitais do Paraná paralisam atividades em protesto.


   

Funcionários de hospitais de Londrina, no norte do Paraná, e de Cascavel, no oeste do estado, paralisaram parcialmente as atividades nesta terça-feira (10). Segundo o Sindicato dos Servidores Estaduais da Saúde (SindSaúde), o ato é em protesto contra o pacote de medidas encaminhado pelo governador Beto Richa (PSDB) à Assembleia Legislativa, que corta alguns benefícios do funcionalismo público. As medidas, de acordo com o governo, tem o intuito de gerar economia e aumentar a arrecadação.
As paralisações foram feitas nos hospitais da Zona Norte e da Zona Sul, em Londrina, e no Hospital Universitário, em Cascavel. De acordo com a direção dos hospitais, apesar das paralisações, os atendimentos  não foram comprometidos nesta terça-feira.
Manifestação em Londrina
De acordo com o diretor do SindSaúde em Londrina, Marcelo Mendes, 50% dos servidores estão trabalhando nos hospitais da Zona Norte e da Zona Sul. A preferência no atendimento é para casos de urgência e emergência.
“Hoje o ato é especificamente contra o pacote de medidas, mostrando nossa indignação. Já não basta a situação precária dos hospitais, e ainda o governo quer tirar direitos dos servidores”, explica o diretor do SindSaúde em Londrina, Marcelo Mendes.
Além dos hospitais da Zona Norte e da Zona Sul, o Hospital Universitário (HU) de Londrina também está com o atendimento restrito nesta terça-feira. Os servidores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) deflagraram greve pela manhã, e a paralisação atinge todos os setores da universidade, incluindo os servidores lotados no hospital.
Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Técnico-Administrativos da UEL (Assuel Sindicato), 30% do atendimento será mantido, dando prioridade aos casos de urgência e emergência.
Protesto em Cascavel
Em Cascavel, funcionários do Hospital Universitário protestaram durante cerca de uma hora. Os manifestantes bloquearam o trânsito na Avenida Tancredo Neves, no acesso ao hospital. A tarde, os servidores seguem até o calçadão da Avenida Brasil e se juntam aos professores e funcionários estaduais em greve desde segunda-feira (9).
Apesar do protesto e da adesão, os atendimentos aos pacientes foram mantidos, porém com menor número de funcionários. Representantes do sindicato da categoria reclamam do atraso no pagamento do terço de férias, do auxílio alimentação e das horas extras trabalhadas, além da falta de medicmanetos, utensílios e de alimentação para os pacientes internados.
A assessoria de imprensa da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), responsável pela administração do HU, rebateu as denúncias de falta de medicamentos e alimentos, mas reconheceu dificuldades financeiras que levam à manutenção mínima da unidade. Garantiu ainda que a paralisação não teve impactos sobre os atendimentos e cirurgias.
Guarapuava
Cerca de 10% dos servidores da 5ª Regional de Saúde de Guarapuava, na região central do Paraná, aderiram à paralisação nesta terça-feira. Entretanto, segundo a direção da regional, a greve não afetou o atendimento na unidade, já que a farmácia, protocolo e o Hemocentro não paralisaram.
Governo recua em itens do 'pacotaço'
O governo do Paraná recuou em três itens do chamado "pacotaço", que propõe mudanças nos benefícios do funcionalismo público por meio de dois projetos de lei. As alterações, que foram definidas em uma reunião na noite de segunda-feira (9) com 37 deputados estaduais, mantém benefícios e não altera o plano de carreira dos servidores da educação. No acordo com os parlamentares, o governo decidiu não suspender o quinquênio e anuênio, que assegura reajustes automáticos a todo o funcionalismo.
Conforme o governo, também será mantido o auxílio transporte para servidores do magistério que estejam afastados do trabalho e o direito a licenças, cuja concessão caberá exclusivamente ao secretário estadual da Educação ou diretor-geral da pasta. Outro ajuste garante a manutenção do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) para promoção e progressões.
Fonte G1
 CANAà

                   ROUPA FEMININA





 RUA SETE DE SETEMBRO Nº 294 

  SANTA MARIA DO OESTE (42) 9968 - 4447


Blusinha com 20% de desconto

Adolescentes são detidos, suspeitos de matar e estuprar menina no Paraná.


   
    imagem inlustrativa

Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos pela polícia, suspeitos de estuprar e matar uma adolescente de 13 anos em Cambira, no norte do Paraná. Eles foram apresentados nesta terça-feira (10) na delegacia de Apucarana.
Segundo a Polícia Civil, os dois confessaram o crime. Eles relataram que viram a menina se esconder embaixo de uma árvore, para evitar a chuva que caia no dia do crime, e a levaram para uma mata. No local, ela foi estuprada e morta por estrangulamento, ainda conforme a polícia.
O corpo foi encontrado no domingo (8), jogado em um riacho. A adolescente havia saído de casa para visitar amigos em Apucarana, no dia anterior ao homicídio - nenhum deles teve participação no crime, diz a polícia. A menina chegou a avisar os pais que esperava o ônibus em um ponto.
A polícia ainda investiga a participação de um homem no homicídio, com base no relato dos adolescentes apreendidos. Até o fim da tarde desta terça-feira, porém, não havia informações sobre novos suspeitos.
Fonte : G1
                         REALIZAR IMOVEIS

Oportunidade de um bom negocio;

- Terreno no centro de Santa Maria do Oeste
1.200M2 da para fazer 04 lotes de 300 M2 por apenas R$ 250.000.00, aceita carro no negocio ou imovel na região de Curitiba.

- Terreno 300M2 no centro 150.000.00

- Terreno 516M2  no centro 180.000.00

- Terrreno 240M2 lot. tropical 52.000.00

- Terreno 260M2 lot. tropical 65.000.00, aceita camionete .

- Terreno rural 26 alq. todo em pasto da para fazer 13alq. planta apenas R$ 800.000.00

- Terreno rural25 alq. apenas 10 minutos do centro de Santa Maria do Oeste por 1.250.000.00, troca por imoveis em Guarapuava.

- Uma chacara 2 alq. na beira do asfalto troca por casa em Guarapuava.

OBS : Estamos a disposição para mostrar e aceitar propostas no emdereço AV 7 de setembro 636 ou fone 3644 1153 / 91184215
APÓS AMEAÇAR CRIANÇAS COM PISTOLA, DOIS JOVENS SÃO PRESOS POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO EM GUARAPUAVA.

   

Na segunda-feira (09) a Polícia Militar de Guarapuava recebeu ligação via 190 relatando que dois sujeitos estariam armados na Rua Almirante Tamandaré, Bairro Alto Cascavel e ameaçavam crianças que passavam pelo local.


Uma equipe deslocou para averiguação e quando se aproximava, tais pessoas vieram a dispensar algo nas proximidades, sendo então abordadas. Com os abordados nada de ilícito foi encontrado, porém em buscas no local foi localizada a pistola .380 Taurus, carregada e municiada, dispensada pelos indivíduos. Os abordados foram encaminhados a 14ª SDP por porte ilegal de arma de fogo.


Elaborado e postado por: Sd. QPM 1-0 Mugnol
Auxiliar de Comunicação Social do 16º BPM.
Revisado por: Aspirante Manfroi
Oficial de Comunicação Social do 16º BPM
Imagem: Sd. Rezende
               Vende-se 

Lote c/area 443m2 com matricula localizado na rua josé cherem, rua com calçamento valor $ 30,000 tratar : (42) 91193256

-------------------------------------
Dois subwoofer de10 ´´duas cornetas dois 

tweeter e um modulo soudgital 4x400 rms e 

Cabos tudo nas caixas forradas com carpete

NOTE POSITIVO PRA VENDER TAMBEM VALOR 900 

REAL ACEITO PLAY3 OU XBOX NA TROCA
tel : (42)98350144

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vila bombacha 2 quarto, cozinha, sala, 

banheiro,área valor 55 mil. contatos com 

Rose - 91367522

-------------------------------------------------------------

Nokia X2 - 01, valor R$250,00  

tel -  91157053 - 99009398





Ladrão do ‘picolé’ muda de alvo e volta a agir em PG.


   

Oito dias após invadir um restaurante para furtar um picolé, suspeito arrombou uma farmácia para roubar bombons importados
A região de Vila Oficinas voltou a sofrer com invasões e arrombamentos de estabelecimentos comerciais durante a madrugada de hoje (10). Desta vez uma casa de carnes e uma farmácia voltaram a ser invadidas pelo mesmo suspeito que ficou conhecido por arrombar um restaurante e furtar picolés do local.
Conhecido apenas como Jorge, o rapaz é suspeito de mais dois arrombamentos. O primeiro deles foi cometido na rua Franco Grilo em uma casa de carnes – do local o rapaz teria levado cerca de R$ 20 em moedas. Insatisfeito com o fruto do crime, Jorge decidiu invadir uma farmácia na avenida Visconde de Mauá. No local foram levados vários bombons importados da marca Ferrero Rocher.
Os arrombamentos foram notados por equipes de segurança privada que acionaram a Polícia Militar. Jorge foi flagrado pelos policiais na rua com os R$ 20 em moedas no bolso e carregando os bombons – em um primeiro momento o rapaz disse que o dinheiro era fruto da atividade como flanelinha, mas não conseguiu explicar o porquê carregava tantos bombons na rua durante a madrugada.
Rapaz pede ajuda contra o crack
Em conversa com a equipe de reportagem do portal aRede, o rapaz pediu ajuda para se livrar do vício no crack – ele cometeria os pequenos delitos para se alimentar e manter o uso da droga. Jorge seria morador da Vila Rica e, vindo de uma família humilde, não teria condições de arcar com um tratamento contra a droga.
O rapaz pediu a ajuda e contou que queria (e precisava) se livrar do vício.
Preso pela segunda vez
Jorge foi preso pela segunda vez em oito dias e levado para a 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa. Na última ocasião, o rapaz acabou preso e liberado logo em seguida – por ser um crime considerado “leve”, o jovem teve a possibilidade de responder em liberdade.
Fonte : aRede

   BRASÃO DA PREFEITURA DA CIDADE DE

                SANTA MARIA DO OESTE.

                     BRASÃO DA PREFEITURA DA CIDADE DE SANTA MARIA DO OESTE.

SARANDI: Motociclista morre após bater em traseira de caminhão.


   

Um motociclista de 19 anos morreu na Avenida Colombo, no final da tarde de ontem (09), após se envolver em um acidente com um caminhão baú em Sarandi.
Luiz Fernando Zago Satim conduzia a motocicleta CG Titan 150, quando colidiu contra a traseira de um caminhão baú. O acidente foi registrado por volta das 17h45.
A Polícia Rodoviária Federal apura as causas da colisão. Uma das faixas da pista teve de ser fechada e o trânsito apresentou lentidão.
O corpo de Satim foi levado para o IML.
Fonte : Jcattelan