Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sábado, 19 de janeiro de 2019

19/01/2019 Deus é Fiel !!!!!!!!!!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.



Ciclista morre após ser atingido por caminhão na BR-277.



Um ciclista de 38 anos de idade morreu na manhã deste sábado (19) na BR-277 em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba.
A vítima, que circulava pelo acostamento lado a lado com um amigo, teria enroscado um dos pés no pedal da bicicleta. Ao olhar para baixo, perdeu a noção de onde terminava o acostamento e acabou por invadir a pista.
Um caminhoneiro que vinha logo atrás tentou frear, mas não consegui evitar o acidente. A mesma versão foi relatada à Polícia Rodoviária Federal (PRF) tanto pelo amigo da vítima quanto pelo motorista do caminhão.
O acidente ocorreu no quilômetro 112 da BR-277, na pista sentido interior do estado, por volta de 10h30.
Uma equipe do Samu prestou os primeiros socorros, mas o ciclista, que trabalhava como administrador, morreu no local do acidente.  Ele sofreu traumatismo craniano. A bicicleta não teve danos.
O corpo foi encaminhado ao IML de Curitiba. A PRF encaminhou o motorista para a Delegacia da Polícia Civil em Campo Largo, onde ele assinou um termo comprometendo-se a comparecer em uma audiência para prestar esclarecimentos sobre a ocorrência.
Fonte CGN
Mulher e duas crianças morrem em grave acidente na PR-281.


Uma mulher e duas crianças morreram em um grave acidente registrado por volta das 18h30 desta sexta-feira (18) na rodovia PR-281 entre Coronel Vivida e Mangueirinha.
A colisão frontal foi entre uma caminhonete Nissan/Frontier, placas de Mangueirinha, e um caminhão caçamba MB 2428, placas de Chopinzinho. A caminhonete seguia sentido Mangueirinha e o caminhão fazia o trajeto contrário.
O condutor da caminhonete e a esposa sofreram ferimentos graves e foram socorridos a UPA de Coronel Vivida. Uma mulher e duas crianças (um menino e uma menina) que estavam no banco de trás morreram no local do acidente.
O motorista do caminhão não se feriu, já o caroneiro teve ferimentos e também foi transportado a UPA.
A Criminalística realizou a perícia no local e em seguida os corpos foram removidos ao IML de Pato Branco. A identidade da mulher e das crianças ainda não foi confirmada.


Informações Adelino Guimarães/Rádio Voz
Quatro pessoas morrem após acidente na PR-468.


Um gravíssimo acidente de trânsito foi registrado no início da noite desta sexta-feira (18) na rodovia PR-468, entre Umuarama a Mariluz.
Segundo informações, a colisão envolveu um Corsa e um Astra, sendo que duas pessoas morreram na hora.
No Astra estava um casal. A mulher que estava grávida faleceu no local. Os socorristas realizaram o parto da gestante já em óbito, dentro da ambulância, conseguindo retirar o bebê. Ele foi encaminhado ao hospital em Umuarama, mas não resistiu e faleceu durante a madrugada de hoje.
O homem chegou a ser socorrido à casa hospitalar, mas também não resistiu.
A condutora do Gol morreu no local do acidente.
Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML).
Informações CGN

Seis pessoas ficam feridas em acidente na BR-373.



O acidente foi nessa sexta feira (18), na BR-373 em Imbituva e envolveu uma carreta carregada com areia e um ônibus da prefeitura de Guamiranga, que transportava pacientes que retornavam de consulta médica em Irati.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, ao cruzar a BR-373 no Trevo da Localidade de Mato Branco, o ônibus obstruiu a passagem da carreta com placas de Ponta Grossa. Após a colisão a carreta tombou na pista derramando a carga de areia nas duas faixas.

Com o impacto, o ônibus também tombou no canteiro lateral. Dos oito passageiros do ônibus, cinco ficaram feridos sem gravidade e foram encaminhados para hospitais de Imbituva e Irati. O motorista do ônibus sofreu escoriações e o do caminhão não se machucou.


(Foto: Ascom/Polícia Rodoviária Federal) e RSN


Criança de 10 anos vítima de acidente na PRC – 280 morre no hospital.


Morreu na madrugada desta sexta-feira (18) por volta das 04 horas no Hospital São Lucas em Pato Branco Kemelly Rauane da Silva, 10 anos.
Ela foi vítima de um acidente de trânsito na tarde de quinta-feira (17) por volta de 16 horas na PRC-280 em Mariópolis, onde a Saveiro com placas de Caçador (SC) que seu pai Sidinei Morais da Silva, 33 anos, conduzia se envolveu em uma colisão frontal com uma Ford/F350, placas de Chapecó (SC).
Sidinei sofreu ferimentos médios e a filha Kemelly ferimentos graves. Os dois foram conduzidos ao hospital, porém a criança não resistiu.
O corpo de Kemelly foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e após liberado será velado e sepultado em Pato Branco.
Fotos Polícia Rodoviária Estadual

Fernando Haddad questiona patrimônio imobiliário da família de Bolsonaro.


Candidato à Presidência derrotado nas últimas eleições, o petista Fernando Haddad usou sua conta no Twitter, neste sábado (19), para questionar o patrimônio imobiliário da família do atual presidente, Jair Bolsonaro. “Afinal, como um deputado amealhou um patrimônio imobiliário de R$ 15 milhões, sem aprovar um único projeto relevante? Qual a real função da sua assessoria?”, disse Haddad na postagem junto ao link de uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo.
A matéria utilizada como base para o comentário do petista foi publicada em janeiro do ano passado e mostra que Bolsonaro, até então deputado federal pelo PSL-RJ, e seus três filhos que exerciam mandatos são donos de 13 imóveis com preço de mercado de pelo menos R$ 15 milhões, a maioria em pontos altamente valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca. “A thread do escândalo Bolsonaro deveria começar com essa esquecida reportagem”, disse Haddad hoje.
Fonte Banda B
Motoristas de Palocci confirmam entrega de ‘valores’ e ‘caixas de uísque’ a Lula.


Carlos Alberto Pocento e Claudio de Souza Gouveia, ex-motoristas do ex-ministro Antonio Palocci, corroboraram, em depoimento, com as declarações do delator sobre supostas entregas de dinheiro ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Eles narraram à Polícia Federal ‘entregas de valores’ e de caixas de uísque ao petista, chamado por Palocci de ‘barba’, no aeroporto de Brasília e na sede do Instituto Lula.
Eles falaram à Polícia Federal do Paraná no dia 30 de agosto de 2018, para prestar esclarecimentos sobre fatos investigados na Operação Lava Jato. O depoimento se deu um mês depois de o relator no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, João Pedro Gebran Neto, homologar a colaboração premiada do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil dos governos petistas.
Em depoimento prestado ano passado, Palocci afirmou ter repassado ‘em oportunidades diversas’ cerca de R$ 30 mil, R$ 40 mil, R$ 50 mil e R$ 80 mil em espécie para o próprio Lula’. Palocci detalhou duas entregas de dinheiro a Lula, uma no Terminal da Aeronáutica, em Brasília, no valor de R$ 50 mil ‘escondidos dentro de uma caixa de celular’. A outra entrega teria ocorrido em Congonhas. Ele contou que recorda-se que a caminho do aeroporto ‘recebeu constantes chamadas telefônicas de Lula cobrando a entrega’.
Segundo Palocci, os repasses a Lula teriam ocorrido em 2010. O ex-ministro relatou uma conversa que teria tido com Marcelo Odebrecht na qual o empresário acertou o repasse de R$ 15 milhões para o ex-presidente depois que a empreiteira entrou no negócio de Belo Monte.
Um dos motoristas de Palocci, Claudio de Souza Gouveia, que trabalhou para o ex-ministro desde 2002, ‘na época de transição do governo Fernando Henrique Cardoso’, respondeu à PF ‘que foram muitos os episódios em que o depoente conduziu Antonio Palocci Filho até a base aérea de Brasília/DF para levar objetos, presentes, mimos a Lula’.
Ele afirma que ‘havia pressa nos deslocamentos’ e disse se ‘recordar de caixas de uísque, de celulares, de canetas, por exemplo’, mas que, ‘no entanto, nunca soube se as caixas continham efetivamente celulares e garrafas de uísque ou outros conteúdos’.
Segundo Gouveia, ‘muitos desses episódios, Palocci deixava apenas os objetos com Lula no terminal ou no avião e, após alguns minutos, voltava ao carro’.
O motorista ainda detalha que Palocci carregava dinheiro em seu veículo e que ‘recebia, quando necessário, recursos para combustível, por exemplo’.
Gouveia relata ‘que Palocci também carregava recursos para gastos com comitê da campanha, por exemplo e que em algumas poucas oportunidades também constatou Palocci carregando quantidades elevadas de recursos’.
Segundo o motorista, ‘em algumas oportunidades, Palocci informava que estava carregando documentos, ao mesmo tempo que sinalizava, quando pronunciava a palavra “documentos”, gesto que sinalizava dinheiro, feito com o dedão e o indicador da mesma mão’.
Fonte Banda B