Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

quarta-feira, 7 de março de 2018

07/03/2018 - Deus é Fiel !!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Policia Militar apreende dois carros duas armas e uma moto em Santa Maria do Oeste. Assista entrevista com o Cabo Toni.


Hoje dia 06/03/2018 a Policia Militar com o apoio da Rotam e Policia Rural, tiveram uma denuncia de que tinha carros de procedência duvidosa em Santa Maria do Oeste e seguindo em diligência apreenderam dois homens com dois carros furtados uma moto e duas armas sendo elas de calibres 22 e 32.

Sendo que o calibre 22 estava municiado e os projeteis estava intactos já a arma de calibre 32 não estava municiada. Mas ainda foi encontrada projeteis intactos de calibre 38.

Sendo assim foram tomadas as devidas providências e encaminhados os mesmos para a Delegacia de Pitanga. 


Jovem de 19 anos fica em estado grave ao ser baleado


Na noite de ontem (06) por volta das 19h30 socorristas do Siate de Foz do Iguaçu foram acionados para deslocarem até o final da Avenida Parati, já a localidade conhecida como Vila Bras, para darem atendimento a uma vítima de ferimento por arma de fogo.

No local foi socorrido a vítima quer apresentava varias perfurações, sendo que devido a gravidade foi acionado apoio médico. 

A vítima de 19 anos de idade foi encaminhada em estado grave ao Pronto Socorro do Hospital Municipal.

No local os militares apreenderam uma faca, sendo possível identificar o autor da tentativa de homicídio. 

A vítima foi encaminhada ao Pronto Socorro do Hospital Municipal.

As informações são da Tribuna Popular.


Montadora inaugura nova fábrica no Paraná, com apoio do Estado.


A montadora Renault do Brasil ampliou o investimento no Paraná e inaugurou nesta terça-feira (06), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, uma nova fábrica de alumínios para blocos e cabeçotes de motores. O investimento, de R$ 350 milhões, tem o apoio do programa de incentivo Paraná Competitivo, do Governo do Estado. O governador Beto Richa participou da solenidade e reafirmou o compromisso do Estado com o setor produtivo.

“Estivemos em várias inaugurações da Renault aqui no Paraná. Essa nova unidade, como as outras, representa mais geração de renda, riquezas e oportunidades de emprego para quem mora em nosso Estado”, disse Richa. O governador enfatizou que o Estado resgatou a confiança do setor produtivo, que estava abalada, graças ao diálogo aberto com os empreendedores, programas de incentivo, como o Paraná Competitivo, e segurança jurídica. “Esse conjunto de fatores nos levou a ter hoje o maior ciclo industrial de toda a nossa história”, afirmou Richa.

Desde o início do programa Paraná Competitivo já foram mais de R$ 42 bilhões em investimentos produtivos no Estado. A Renault tem como benefício do programa o diferimento do pagamento do ICMS da fatura de energia elétrica e do gás natural da fábrica de injeção de alumínio por 48 meses.

O presidente da Renault do Brasil, Luiz Pedrocci, afirmou que a construção da nova unidade só foi possível devido ao profissionalismo do Governo do Estado. “O Paraná, que consideramos nossa casa, estimula o investimento e a atividade das empresas”, afirmou ele.

Para o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, o Paraná se destaca, também, pelas vantagens logísticas e pelo peso de sua indústria. “O Paraná, com suas fábricas de caminhões e automóveis, além de todo o setor de fornecedores, é um grande motor de desenvolvimento para o Brasil”, disse.

FÁBRICA – Com uma área construída de 14 mil metros quadrados, a Curitiba Injeção de Alumínio - CIA, nome dado à nova fábrica da Renault, tem capacidade produtiva anual de 250 mil blocos e 250 mil cabeçotes do motor 1.6 SCe. Aproximadamente 100 profissionais trabalham na unidade atualmente, em dois turnos. Além dos R$ 350 milhões na nova unidade, o grupo investiu mais R$ 400 milhões na ampliação de sua fábrica de motores.

A CIA se soma à fábrica de automóveis, a de automóveis leves e a de motores, que compõem o Complexo Ayrton Senna, conjunto de empresas da Renault instalado em uma área de 2,5 milhões de metros quadrados em São José dos Pinhas.

No Brasil, a Renault tem cerca de 7.300 colaboradores diretos e gera cerca de 25 mil empregos indiretos. A marca atingiu em 2017 seu recorde, com 7,7% de participação no mercado automotivo, além do recorde de exportações, com mais de 98 mil unidades – um aumento de cerca de 40% sobre 2016.

CONTRAPARTIDA - Durante a solenidade, a Renault do Brasil doou um microbus, no valor de R$ 170 mil, para o Hospital Erasto Gaertner, que é parceiro da empresa do setor automotivo. As chaves do veículo foram entregues ao superintendente do hospital, Adriano Lago, pela secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa.

Para a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, como contrapartida ao apoio recebido do Governo do Estado pelo Paraná Competitivo, a Renault entregou, desde 2011, 28 veículos Master adaptados (para municípios do programa Família Paranaense) e um minibus (não adaptado) para atendimento de pessoas com deficiência do município de Irati, no Centro-Sul do Estado. O investimento soma R$ 4,8 milhões.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade os secretários de Estado da Família e do Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, João Carlos Bonetti; da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e da Comunicação Social, Deonilson Roldo; o prefeito de São José dos Pinhais, Toninho da Farmácia; o presidente do Instituto Ambiental do Paraná, Luiz Tarcísio Mossato Pinto; o diretor-presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Adalberto Netto; os deputados estaduais Ratinho Júnior, Maria Victoria e Francisco Bührer.
Fonte: AEN.


Polícia Militar apreende R$ 4,7 mil em notas falsas.


Durante cumprimento de mandados judiciais, a equipe Rotam do 7º BPM apreendeu 235 notas de dinheiro falso em Cruzeiro do Oeste. A ação aconteceu na manhã desta terça-feira (6), por volta das 6h.
De acordo com a PM, a equipe encontrou em uma das residências, onde eram realizadas buscas, uma porção de maconha, um coldre de arma de fogo e dentro de um saco plástico, que estava em um guarda-roupa, 235 notas falsas que somaram R$ 4,7 mil. 
O proprietário das notas disse que pegou o dinheiro em troca de uma motocicleta e sabia que era falso. Na casa também foram encontradas uma lavadora de alta pressão e uma bomba d’água, além de R$ 600,00 em notas verdadeiras de diversos valores. O homem não soube explicar a procedência dos objetos e dinheiro.
O suspeito foi encaminhado para a sede do 7º BPM e posteriormente seria levado para a Polícia Federal de Guaíra.
Fonte: O Bem Dito.


Candidatos têm dificuldade com inscrição no Fies, MEC nega problema no sistema.


Apesar do relato de alguns internautas sobre falhas no sistema de inscrição do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Ministério da Educação (MEC) garante que não há problema com o sistema. A lista de pré-selecionados na chamada regular pode ser consultada no site do programa.

Nas redes sociais, estudantes reclamam que não é possível clicar no botão Prosseguir, para finalizar a inscrição. O MEC explica que a complementação das informações pode ser feita até quinta-feira (8). “Portanto, o sistema será habilitado a qualquer momento desta terça-feira, 6, para o complemento das informações, seguindo previsão no edital”, diz a pasta.

Ansiedade

Os resultados do Fies só foram liberados nos últimos minutos desta segunda-feira (5), o que acabou causando ansiedade nos candidatos, que relataram seu descontentamento nas redes sociais. “Sou a favor do Fies aumentar 100 vagas a cada minuto de atraso”, disse um internauta. “A criminalidade no Brasil tá grande mesmo, sequestraram até o botão de 'prosseguir' do Fies, disse outro candidato.


Segundo o MEC, o horário da divulgação foi esticado por causa da necessidade de validar as informações, para evitar erros, em virtude de ser um novo processo, e também por conta da prorrogação do prazo de inscrições.

Veja o calendário do processo:

De 6 a 8 de março: complementação da inscrição no Fies Seleção pelos candidatos pré-selecionados na chamada única na modalidade do Fies.
12 de março: resultado da pré-seleção na modalidade do P-Fies, para renda familiar de até cinco salários mínimos.
Até 30 de março: candidatos participantes da lista de espera na modalidade do Fies em que forem pré-selecionados deverão complementar sua inscrição no Fies Seleção. O prazo é de três dias úteis, a contar da divulgação da pré-seleção.

Fonte: Agência Brasil


Traficante colombiano procurado no Brasil é preso na Espanha.


O traficante colombiano Juan Pablo Muñoz Hernández, conhecido como "Carlos Ciro", que liderava uma rede de narcotraficantes que enviava cocaína do Brasil para a Itália e a Espanha, foi capturado em Madri, informou nesta terça-feira o ministro de Defesa da Colômbia, Luis Carlos Villegas. A informação é da EFE.

Villegas disse em entrevista coletiva que o narcotraficante foi detido ontem na Operação Europa, da qual participaram agentes da Interpol, da Espanha e do Brasil, com a cooperação da Colômbia. "É um dos maiores chefes do narcotráfico procurado através da Interpol pela polícia brasileira", detalhou.

Cooperação internacional

Segundo as autoridades brasileiras, Muñoz liderava uma organização integrada por colombianos, mexicanos e brasileiros que enviava cocaína em cargas de mármore do Brasil para a Itália e a Espanha.


Na opinião de Villegas, "a operação é importante também porque honra a cooperação internacional" da Colômbia na luta contra o crime transnacional.

As autoridades colombianas capturaram no último mês de fevereiro José Steyman Poveda Cano, conhecido como "Provenzano", também acusado de enviar toneladas de cocaína à Europa em 2015.
Segundo o jornal "El Tiempo", as autoridades brasileiras tinham emitido uma circular vermelha para facilitar a captura de "Provenzano".

Fonte: CGN.


Aneel propõe reajuste médio de 25,87% na tarifa da Cemig.


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Annel) aprovou hoje (6) a proposta de aumento médio de 25,87% na tarifa de luz da Cemig. A concessionária atende a 8,3 milhões de unidades consumidoras localizadas em 774 municípios de Minas Gerais.

De acordo com os índices definidos pela agência reguladora, os valores representam impacto médio de 34,41% para os consumidores atendidos em alta tensão e de 22,73% para os clientes do segmento de baixa tensão.

A proposta consta da quarta revisão tarifária da empresa, realizado de quatro em quatro anos com o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão.


Os valores serão submetidos a consulta pública no período de 7 de março a 21 de abril. De acordo com a Aneel, haverá uma sessão presencial para discutir o tema em Belo Horizonte no dia 28 de março. Os índices finais serão aplicados em 28 de maio.

De acordo com a Aneel, a diferença de percentual entre os dois grupos é devido ao aumento de custo relacionados à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que contribuiu para um aumento do efeito médio de 2,53% na tarifa da Cemig.

Fonte: CGN.


Lula diz que usará todos os recursos para garantir candidatura.


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (6), que usará todos os recursos disponíveis para garantir sua candidatura à Presidência.

Reunido nesta tarde com representantes da CMP (Central de Movimentos Populares) em São Paulo, Lula disse que estão tentando impedir a candidatura mais forte do campo da esquerda. Segundo relato do coordenador do movimento, Raimundo Bonfim, afirmou que vai levar a candidatura até as últimas consequências. 

A conversa ocorreu durante o julgamento do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que negou por unanimidade o habeas corpus preventivo para evitar a prisão do petista antes de esgotados todos os recursos no caso do tríplex em Guarujá (SP). 

Segundo Bonfim, Lula não acompanhou a votação.

O ex-presidente aceitou o convite para participar do congresso do movimento, no dia 4 de abril, e descreveu a agenda para as próximas semanas, incluindo uma caravana para o Sul e a participação no Fórum Social Mundial, em Salvador.

Pela manhã, Lula publicou nas redes sociais trechos da entrevista concedida a uma rádio baiana. Nela, disse esperar bom senso da Justiça.

Lula também comparou o processo a uma inquisição. "Estou me insurgindo e por isso estou candidato. Espero que haja justiça de verdade. Acredito, e tanto, que estou recorrendo", repetiu.


Fonte: CGN.


Indígenas protestam por saúde e bloqueio em rodovia dura mais de 7 horas.


A rodovia BR-163 foi bloqueada por grupo de 120 indígenas de diversas etnias. Interdição começou às 4 horas, na saída para Jaraguari, em Campo Grande, e só foi encerrada por volta das 11h.
O engarrafamento chegou a 5 quilômetros nos dois sentidos da via. O objetivo dos indígenas é chamar a atenção do Governo Federal para que lideranças participem de debates a respeito de melhorias na saúde.
De acordo com informações do líder indígena da etnia Ofaié, Marcelo da Silva Lins, as frequentes mudanças do governo causaram prejuízo no atendimento e podem não contemplar as necessidades da comunidade. “Com saúde não se brinca. A gente erra em educação e em esporte, mas isso dá para se reverter, a saúde não, quando se perde uma vida, não tem como voltar atrás”, afirmou Marcelo.
O objetivo do protesto é justamente chamar a atenção das autoridades para que prestem mais auxílio às tribos indígenas. Além disso, Marcelo citou a declaração sobre as terras da fazenda Buriti não ser de propriedade indígena. “Isso também é nossa pauta porque assim como a saúde, a terra também é vida”, disse.
Além do bloqueio na BR-163, saída para Jaraguari, outros grupos indígenas bloquearam as rodovias que dão acesso a Amambaí, Tacuru e Paranhos. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) permaneceu no local para evitar tumulto.
O motorista Aguimar Gonçalves Moreira, de 41 anos, saiu às 4h30 de Campo Grande com destino a uma fazenda em Bandeirantes para carregar o caminhão com soja e ficou mais de quatro horas esperando liberar a pista.“Infelizmente vamos atrasar”, disse.
Já o motorista de ônibus Ezequiel de Paula, de 45 anos, saiu de Campo Grande às 5h com destino a Rondonópolis (MT), com a expectativa de chegar lá às 12h, mas com a pista bloqueada a estimativa é de que a chegada será adiada para às 18h.“Se eles acham que estão no direito deles, tudo bem, não há o que fazer porque quem vive no trecho sabe que isso pode acontecer em qualquer lugar”, afirmou.
Fonte: Correio do Estado


Jungmann compara crise da segurança no país à hiperinflação dos anos 80.

Imagem relacionada

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, comparou nesta terça-feira (6) a atual crise do setor com os tempos de hiperinflação vividos nos anos 1980 que, segundo ele, geraram entraves na sociedade brasileira.


"Assim também hoje é a questão da violência, questão da segurança pública: é irrespirável! Nós temos que afastar esse obstáculo", disse.

Sem citar nomes, ele afirmou ainda que vai convidar os maiores empresários do país e representantes das igrejas e de sindicatos para participarem de ações contra o crime organizado.

O ministro também disse que vai usar recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para financiar a compra de equipamentos de segurança para as polícias.

As declarações de Jungmann foram feitas na abertura de uma feira de equipamentos para segurança pública em São Paulo, onde ele também se reuniu com os comandantes das Policiais Militares dos 26 estados, além do Distrito Federal.

Sobre a intervenção federal no Rio, o ministro afirmou que a situação vai melhorar. "Teremos resultados nos próximos meses". 

HABILIDOSO

Quem convive com Jungmann garante que a escolha de seu nome para a nova pasta da segurança se deu pela habilidade que ele tem em ganhar a confiança do presidente e sua capacidade de transitar entre políticos e militares.


Jungmann participou de todo o processo que resultou na intervenção federal na segurança pública do Rio e, junto com Moreira Franco, foi responsável por viajar à capital fluminense para convencer o governador Luiz Fernando Pezão (MDB) de que a ação era imprescindível para o Palácio do Planalto.

Ali ele já sabia que o presidente cogitava seu nome para chefiar o novo ministério. E mostrava-se animado. Vaidoso, Jungmann viu a possibilidade de voltar a ter protagonismo político. 

Na década de 1990, ele foi ministro do Desenvolvimento Agrário e de Política Fundiária do governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), mas, nas últimas eleições, em 2014, conseguiu apenas uma vaga de suplente de deputado federal pelo PPS.

Mesmo antes de ser empossado, deu declarações polêmicas sobre a ação no Rio, considerando a possibilidade de mandados coletivos de busca e apreensão e até captura coletiva de suspeitos.

O objetivo do governo Temer -e o pernambucano sabia disso- era transformar a intervenção no Rio em uma política de Estado, que, se bem executada, poderá render reflexos eleitorais para uma possível candidatura do presidente à reeleição.

Quando tomou posse, Jungmann subiu no palanque e fez um discurso longo, de quase 40 minutos, em que disse que abandonava sua vida política e culpava os usuários de droga de classe média por financiar o tráfico.

Amigos disseram, com ironia, que ele estava rememorando o período em que era filiado ao Partido Comunista Brasileiro -os políticos da sigla tinham o costume de falar por horas para pregar suas convicções.

Fonte: FOLHA PRESS


BNDES reduz taxa de juros de suas principais linhas.

Resultado de imagem para BNDES

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou nesta terça (6) a redução de taxa de juros de suas principais linhas em setores específicos.

Nos empréstimos feitos pelo BNDES, é cobrada a TLP (taxa de longo prazo válida desde janeiro), mais um spread, que remunera o banco. É esta taxa que foi reduzida nas principais linhas.

Em linhas gerais, o BNDES baixou o juro de 1,7% para 0,9% ao ano nos empréstimos feitos pelo banco para projetos acima de R$ 20 milhões nas áreas de segurança pública, saneamento, energia solar, inovação; e nas linhas voltadas à exportação. 

Também nos projetos de grande porte, mas voltados às áreas de mobilidade, energia eólica, geração, transmissão e distribuição de energia, a redução foi um pouco menor, de 1,7% para 1,3% ao ano. 

Em alguns dos empréstimos indiretos (aqueles que são repassados por outros bancos), como os que envolvem a compra de ônibus e caminhões por pequenas e médias empresas, a queda foi de 1,87% para 1,27% ao ano. 

Em algumas linhas, no entanto, houve aumento. Como nos empréstimos para equipamentos importados sem similar nacional (de 1,7% para 2,1% ao ano), e a compra de ônibus e caminhões por grandes empresas (de 1,87% para 2,1%). A alta mais expressiva foi em capital de giro para grandes empresas, de 1,27% para 2,1% ao ano. 

O BNDES também alongou o prazo de financiamento em alguns casos, como projetos de ferrovias, rodovias, hidrovias e mobilidade urbana, de 20 anos para até 34 anos. Em energias alternativas, esse prazo pode chegar a 24 anos. Capital de giro se mantém em 5 anos. 

Com as mudanças, disse o presidente do banco, Paulo Rabello de Castro, o spread médio do banco caiu de 1,7% para 1,3% ao ano.

Segundo ele, cerca de 85% das operações do banco contarão com taxas mais baixas ou similares às cobradas anteriormente.

TLP Nos empréstimos feitos pelo BNDES, a TLP (taxa de longo prazo) incide desde janeiro, em substituição a TJLP. Inicialmente, ela é igual à TJLP, mas em cinco anos, gradualmente, se igualará à taxa de mercado, tomando como base um dos títulos da dívida pública, a NTN-B.

Segundo o banco, a TLP ficou em de cerca de 2,7% em janeiro, mais a inflação do período do contrato. 

A diretoria aprovou as mudanças nos juros hoje, que passam a valer nos próximos dias.

O objetivo é acelerar os empréstimos do banco e o desenvolvimento da economia. 

O presidente disse ainda que seria desejável conseguir influenciar a redução de taxas dos bancos comerciais. 

PAGAMENTO AO TESOURO

Rabello de Castro confirmou a devolução de R$ 30 bilhões em recursos do banco ao Tesouro. 

"Acredito que hoje o BNDES, o Carlos Thadeu [diretor financeiro do banco] deve enviar o cheque de R$ 30 bilhões", disse. 

Fonte: FOLHA PRESS