Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

19/02/2020 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Câmara de vereadores reprova as contas do Ex – Prefeito João Adolfo  Schreiner.


Ontem dia 18/02/2020 foi reprovada as contas do Ex – Prefeito João Adolfo Schreiner (FOFO), a votação terminou com um placar de 06 x 03, os vereadores que votaram a favor  do Fofo, foram Marcio, Pintado, Alex.

Os Vereadores que foram contra foi Elio, Vermelhinho, Zé do Leite, Arlete, Aguinaldo, Jorlei.

Estavam presentes um grande número de pessoas na Câmara assistindo a sessão, sendo que foi necessário a presença da Polícia Militar, para garantir que tudo acontece-se em ordem.

Fonte: Redação do Blog do Beto.


Ex-Marido com medida protetiva, ameaça mulher de morte em Palmital.


   Na data de 18/02/2020 por volta das 21h20min, fomos solicitados por uma senhora relatando que tem uma medida protetiva contra seu ex-convivente um masculino de 46 anos, conforme boletim de ocorrência anteriormente registrado e que nesta data o mesmo estava dentro de sua casa sem sua autorização a ameaçando de morte, dizendo que não tem mais nada a perder, privando a mesma de sair de sua residência e lhe proferindo palavras de baixo calão. Abordado o mesmo feito revista pessoal onde nada de ilícito foi encontrado, o masculino no momento encontrava-se em visível estado de embriaguez, devido ao seu estado o mesmo veio a desequilibrar-se e cair durante a abordagem. Diante dos fatos as partes foram conduzidas até a 44ª Delegacia de Polícia Civil para os demais procedimentos e orientadas quanto às medidas a serem adotadas.  

Fonte: Polícia Militar.


Casa de madeira é destruída pelo fogo em Pato Branco.


Um incêndio na manhã desta terça-feira (18) destruiu uma residência de madeira na Rua Caetano Manuel da Rocha, no Bairro Menino Deus, em Pato Branco.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, controlou as chamas e realizou o trabalho de rescaldo.

Não há informações sobre como o fogo começou. Felizmente, não houve feridos.

Fonte: PP News com Rádio Itapuã.


Tubarão de dois metros de comprimento é encontrado em praia paranaense.


Um tubarão de dois metros, que seria um filhote, foi encontrado encalhado, na manhã desta quarta-feira (19), na areia do Balneário Eliane, em Guaratuba, no Litoral do Paraná. Pescadores da região encontraram o bicho ainda com vida, mas ele acabou morrendo. O peixe estava exatamente no local em que, há alguns dias, um surfista levou uma mordida no pé.

O marinheiro Gabriel Bonfim contou que foi dar uma olhada no mar e encontrou o ‘bichão’ encalhado. “Ah, a gente, que é aqui do Litoral não se assustou, até no ano passado encontramos um tubarão martelo. Para nós, é normal aparecer um bicho desses, mas para a população em geral, vê-lo na areia, é diferente”, explicou à Banda B. 

Bonfim confirmou que o caso aconteceu no mesmo local em que o surfista foi mordido. “O pessoal estava em dúvida de ter sido um peixe espada ou um tubarão, mas aconteceu dele aparecer no mesmo local em que o surfista foi mordido. Ali, é um ponto em que a turma surfa direto”, explicou.

A Prefeitura de Guaratuba foi acionada para fazer o atendimento no local e recolher o animal marítimo.

Fonte: BANDA B.


Homem é detido pela PM após ameaçar os próprios pais com uma marreta, um taco e uma espada.


No início da tarde de segunda-feira (17), a Polícia Militar de Vitorino prendeu um homem que estava ameaçando de morte os próprios pais no Bairro Camargo.

Conforme a PM, quando os policiais chegaram, o homem largou a marreta e tentou fugir, mas acabou preso. Ao ser identificado, foi constatado que havia contra ele dois mandados de prisão expedidos pela Vara Criminal de Pato Branco, pelos artigos 174 (ameaça) e 331 (desacato).

Ele foi entregue na 5ª SDP junto com os objetos usados nas ameaças, uma marreta, uma espada e um taco.

Fonte: PP News.


Motorista fica ferida após perder o controle e capotar carro.


Uma motorista de um Ford Focus foi socorrida ao hospital após perder o controle do veículo e capotar. O acidente aconteceu por volta as 8h na Linha Verde, em Curitiba, na pista sentido Atuba.

Segundo o agente Dombroski, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), acidentes assim são comuns em dias de chuva. “Em dias de chuva, se não se toma mais cuidado na direção, acidentes assim podem acontecer. Ela perdeu o controle sozinha e captou”, disse à Banda B.

A condutora foi socorrida com ferimentos leves ao hospital. O trânsito apresentou lentidão devido ao acidente.

Fonte: BANDA B.


Mulher de 32 anos morre em acidente com moto.


Uma motociclista de 32 anos morreu depois de ser atingida por um veículo Montana na noite desta terça-feira (18), na Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, marginal do Contorno Sul, na Cidade Industrial de Curitiba. De acordo com testemunhas, os dois seguiam no mesmo sentido e a colisão aconteceu quando o motorista do carro tentou fazer uma conversão proibida no local.

A tenente Tonelli, do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), afirma que o acidente foi grave e que o condutor do Montana estava nervoso com o ocorrido. “Pelas lesões da motociclista, o acidente foi grave. O condutor do carro estava nervoso e não quis falar, mas o que ele teria relatado aos bombeiros foi que os dois transitavam no mesmo sentido e a moto acabou colidindo na lateral do carro dele”, disse a tenente.

Ainda segundo testemunhas, a mulher teria caído no chão sem o capacete, que ‘voou’ da cabeça da vítima com a batida.

Uma ambulância do Siate fez o atendimento no local, mas a motociclista não resistiu aos ferimentos.

Fonte: Banda B.


Reforma da Previdência em São Paulo é aprovada em primeiro turno.


A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou em primeiro turno, na noite desta terça-feira, 18, a reforma da Previdência dos servidores estaduais. O placar ficou em 57 a 31, no limite para garantir uma proposta de emenda à Constituição (PEC).

A base de apoio ao governador iniciou a sessão sem o número necessário de votos para aprovar a PEC, e teve de manter a sessão extraordinária em andamento até que houvesse apoios suficientes. O último voto só foi garantido após a base do governo pedir uma votação nominal, que inclui o voto do presidente da Casa – o tucano Cauê Macris.

“Por isso que eu coloquei a votação nominal, você acha que eu não sabia quantos votos eu tinha?”, disse o líder do governo, deputado Carlão Pignatari (PSDB). “Achei bom. Nós acolhemos tudo que podíamos acolher, e nada do que não podíamos acolher.”

A PEC estabelece idade mínima para aposentadoria, de 62 anos para mulheres e 65 para homens, acaba com o recebimento de adicionais por tempo de serviço e proíbe a acumulação de vantagens temporárias – como o recebimento de valores adicionais na aposentadoria por ter exercido cargos de chefia no serviço público.

Para professores, a idade mínima de aposentadoria agora é de 51 anos para mulheres e 56 para homens. Policiais civis e agente penitenciários, de ambos os sexos, devem ser aposentar a partir dos 55 anos. Os militares não foram incluídos na proposta.

O relatório do deputado Heni Ozi Ocker (Novo) acolheu duas emendas apresentadas por deputados, de um total de mais de cem. As emendas absorvidas no texto criaram regras especiais para policiais civis e regras de transição para servidores que já acumulavam benefícios para futuras aposentadorias.

A votação teve momentos de incerteza para a base de apoio ao governo de João Doria (PSDB). O líder do governo, Carlão Pignatari (PSDB), testou a adesão dos deputados à proposta com duas votações preliminares – uma que determinou o roteiro da sessão e outra que pedia o voto nominal de todos os deputados. As duas, apesar de terem sido aprovadas por maioria, ficaram com o placar abaixo do mínimo de 57 votos para aprovar a PEC.

Por perceber que o governo não tinha votos suficientes, a oposição chegou a abrir mão de subir à tribuna para discursar. A base do governo passou então a usar o tempo regimental para postergar a votação – manobra rara para os governistas, que costumam ter votos garantidos. O líder do governo chegou a estourar seu tempo de fala no plenário.

A votação só foi retomada após a chegada do deputado Itamar Borges (MDB), que garantiu ao governo margem suficiente para aprovar a reforma. Enquanto a líder do PSDB, Carla Morando, discursava, um deputado fez um sinal com as mãos, indicando que ela já poderia encerrar o discurso.

“Tem deputado aqui que eu não vejo desde o dia da posse”, comentou um membro da oposição.

Macris convocou a sessão extraordinária para a apreciação da reforma na tarde desta terça, horas após uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, derrubar uma medida cautelar que havia suspendido a tramitação do texto.

Os deputados ainda não têm autorização para votar a outra parte da reforma, que consta em um projeto de Lei Complementar (PLC). A tramitação desse projeto está parada por força de outra decisão liminar, ainda vigente, que determina que o PLC deve ser votada apenas após a aprovação da PEC.

A Alesp tem sessões extraordinárias convocadas até a quinta-feira, 20, para a votação em segundo turno da reforma. Os governistas mais otimistas esperam aprovar a PEC em segundo turno na quarta, e o PLC até o fim da semana.

“Nós vamos precisar lotar a Assembleia”, defendeu o líder da oposição, deputado Teonílio Barba (PT), sobre as próximas sessões. “Se for preciso, colocar carro de som na casa de deputado.”

O PLC propõe o aumento da cobrança previdenciária, de 11% para 14%, no salário dos servidores. A proposta também estabelece que, para receber a aposentadoria integral, será necessário ter 40 anos de contribuição no serviço público.

Fonte: CGN.


Eduardo Bolsonaro ‘dá banana’ a deputadas que defendiam jornalista insultada.


Após a líder do PSOL, Fernanda Melchiona (RS), ler uma nota de repúdio, em nome das mulheres da Câmara, às críticas do presidente Jair Bolsonaro ao trabalho da jornalista Patrícia Campos Mello, repórter do jornal Folha de S.Paulo, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, subiu ao plenário e acirrou ainda mais os ânimos.

“Esse tipo de discurso também revolta, a deputada diz que fala em nome das mulheres. Calma aí, será que não tem mulher aqui comigo não? Uma banana, em nome das mulheres. Uma banana! Quero saber onde elas estavam quando o Lula falou em mulheres de grelo duro. Onde vocês estavam? Estavam perdendo dinheiro enquanto isso, estavam roubando?”

Enquanto Eduardo falava, acompanhado de homens e mulheres do PSL, começou um tumulto no plenário, com vaias de um lado e gritos de apoio ao deputado de outro.

“Isso daqui não passa de discurso político, isso aqui é a imposição do politicamente correto para tentar calar a boca do presidente Jair Bolsonaro”, gritou Eduardo. “Eu quero saber qual outro presidente machista deixou sua mulher discursar na posse? A mulher do Lula só serviu para levar a culpa da roubalheira”, continuou ele.

A oposição, no plenário, gritava “Fascista! Fascista!”. Eduardo, por sua vez, rebatia: “Raspa o suvaco, hein? Senão dá um mau cheiro do caramba, hein?”

Fonte: CGN.