Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

domingo, 3 de maio de 2015

Após 20 dias de sequestro, empresário de Candói pede ajuda em pátio de prefeitura e volta para casa.


   empresario-candoi

O empresário Arnon Felipe Hamud foi encontrado com vida depois de passar mais de 20 diasdesaparecido. Ele havia sido sequestrado no dia 14 de abril na cidade de Candói, na região central do Paraná. Segundo a Polícia Militar (PM), Hamud pediu ajuda no pátio de máquinas daPrefeitura de Goioerê, no Noroeste do Estado, contando que foi sequestrado e queria voltar para casa.
O soldado Fracaro, da PM de Candói, falou sobre o caso à Banda B. “No Boletim de Ocorrência (BO) consta que ele foi localizado no pátio de máquinas da prefeitura pedindo ajuda, porque estava há algum tempo sequestrado. São as informaões iniciais que a gente viu no sistema da PM. Agora ele está em casa e passa bem”, descreveu.
Fracato comentou o final feliz no caso. “Tudo se resolveu da melhor maneira, porque a vítima foi preservada. Ainda não conversamos com o empresário e agora a Polícia Civil é quem deve passar mais informações”, concluiu o soldado.
Goioerê está localizada a 282 km de Candói, cidade que Hamud foi levado. Amanhã, a Polícia Civil deverá passar mais informações sobre o caso.
O sequestro
O empresário foi levado de casa por volta das 23h do dia 14. A esposa dele contou que estava no quarto com o marido no momento em que a casa foi arrombada. Os criminosos renderam o casal, exigiram dinheiro e joias e fugiram levando o carro do empresário, que foi localizado no dia seguinte. Desde então, chamava a atenção o fato de nenhum pedido de resgate ter sido pedido pelos marginais, de acordo com o informado pela polícia.
Notícia Relacionada

Fonte : Banda B

Santos bate o Palmeiras nos pênaltis e conquista o seu 21º título paulista.


   Jogadores do Santos comemoram a conquista do título no Campeonato Paulista | PAULO WHITAKER/REUTERS

Diferentemente do ano passado, quando perdeu o título paulista nos pênaltis, o Santos se sagrou campeão estadual neste domingo (3), na Vila Belmiro, ao vencer o Palmeiras nas penalidades por 4 a 2 após sair vitorioso no tempo normal por 2 a 1.
Com a conquista, o Santos alcançou o seu 21º título estadual na história. A equipe santista, que fez a sua sétima final do Campeonato Paulista consecutiva, havia sido campeão da competição pela última vez em 2012.
De quebra, o time do litoral paulista contou ainda com o artilheiro do torneio, o atacante Ricardo Oliveira, um dos goleadores do Santos na partida ao lado do zagueiro David Braz. O lateral Lucas descontou para o Palmeiras já na etapa final e levou a decisão para os pênaltis.
O título também marcou a primeira conquista do novato técnico Marcelo Fernandes, comandante da equipe há menos de dois meses. Iniciou o ano como auxiliar e subiu de cargo depois da demissão de Enderson Moreira.

O JOGO

Precisando da vitória para levar a decisão, ao menos, para os pênaltis, o Santos buscou mais o ataque e foi bem melhor que o Palmeiras nos primeiros 45 minutos. Por isso, os donos da casa foram para o intervalo com um placar que já assegurava o título estadual.
De volta ao time santista depois de não jogar a primeira final por causa de um edema na coxa esquerda, o atacante Robinho conduziu a equipe da Vila Belmiro na partida e participou das melhores jogadas do ataque alvinegro. Se não fosse o goleiro Fernando Prass, o camisa 7 santista poderia ter marcado em chutes aos 3min e aos 19min.
Mas, quando atuou como garçom, ajudou o Santos a fazer 2 a 0 ainda na primeira etapa. Aos 29min, após uma cobrança de falta pela lateral, Valencia lançou Robinho na grande área. A defesa do Palmeiras parou pedindo impedimento e o atacante, em posição legal, tocou para o zagueiro David Braz, com o gol aberto, abrir o placar na decisão.
Já aos 43min, após toque de Robinho, Ricardo Oliveira ganhou da defesa palmeirense na dividida e, na saída do goleiro Fernando Prass, chutou no canto esquerdo para aumentar o placar para os santistas. Foi o 11º gol do camisa 9 na competição e encerrou sua participação como artilheiro isolado.
O Palmeiras, lento na troca de passes e refém dos contragolpes santistas, pouco produziu ofensivamente. Valdivia errou muito e foi presa fácil da marcação adversária. Para piorar, outra esperança alviverde no ataque, Dudu também não fez uma boa partida individualmente e ainda foi expulso nos acréscimos juntamente com o santista Geuvânio após troca de agressão fora do lance.
A entrada de Cleiton Xavier no lugar de Robinho logo no começo do segundo tempo fez o Palmeiras aumentar a sua produção ofensiva. Com isso, os visitantes rondaram com muito mais frequência a grande área santista. Rafael Marques e Zé Roberto quase diminuíram o placar, mas o goleiro Vladimir fez duas belas defesas.
E, melhores em campo, os palmeirenses chegaram ao gol. Aos 19min, Valdivia recebeu passe na intermediária e, sem marcação, deu belo lançamento para o lateral Lucas, nas costas da defesa santista, chutar na saída do goleiro Vladimir e descontar o placar para o Palmeiras.
Porém uma expulsão do zagueiro Victor Ramos, por falta dura em Valencia, freou a reação do Palmeiras nos minutos finais do confronto. E, mesmo com nove jogadores em campo, a equipe alviverde segurou a derrota parcial e levou a decisão para os pênaltis.
Nas cobranças, os palmeirenses Jacskon e Rafael Marques desperdiçaram as suas finalizações, enquanto todos os santistas converteram, selando a vitória nas penalidades por 4 a 2.

Fonte : Gazeta do Povo

Operário massacra Coxa e é campeão paranaense pela primeira vez.


 Jogadores do Operário comemoram o primeiro título estadual da equipe. | Daniel Castellano/Gazeta do Povo


O Operário é campeão paranaense! Depois de 103 anos de história, o time de Ponta Grossa sagrou-se campeão ao vencer o Coritiba por 3 a 0 no Couto Pereira – já havia vencido no Germano Krüger por 2 a 0 –, neste domingo (3).
O mistério feito durante os trabalhos da semana de nada adiantou, o Coritiba entrou para a final do Campeonato Paranaense modificado, com três zagueiros em campo, mas não conseguiu furar o bloqueio defensivo do Operário. Jogando fechado e esperando espaços para contra atacar, o Fantasma fez seu jogo e aproveitou a má jornada dos donos da casa para conquistar o título.
A mudança na forma de jogar do Coritiba para a final não surtiu o efeito esperado pelo técnico Marquinhos Santos. A entrada de Welinton como terceiro zagueiro deu liberdade para a subida dos laterais mas acabou confundindo o time alviverde em campo. Sem conseguir impor a pressão necessária, os donos da casa foram se perdendo no nervosismo e na pressão da torcida e acabaram sucumbindo ao bem montado Fantasma, que chegou a ameaçar na primeira etapa, mas não conseguiu concluir em gols as chances que teve.
Com a modificação desfeita no começo da segunda etapa – saiu o terceiro zagueiro para a entrada do atacante Wallyson – o time alviverde ficou aberto e deu os espaços que o Fantasma queria. Já com 12 minutos da etapa final, o atacante Juba aproveitou o contra ataque puxado pelo lateral Danilo Baia e completou para o gol, abrindo o placar.
O gol desesperou o Coritiba, que partiu com tudo para cima, sem ser efetivo nas chances criadas. E o Fantasma castigou no contra golpe.
Aos 30 e aos 33, o Operário aproveitou a pouca dedicação defensiva Coxa Branca e marcou mais dois gols, selando a conquista da taça de Campeão Paranaense pela primeira vez em sua história.

Craque

Juba
Com mobilidade e velocidade, o atacante foi o encarregado de puxar os contra ataques do Operário e acabou aproveitando os espaços deixados pelo Coxa para marcar dois gols e dar uma assistência.

Bonde

João Paulo
Sem conseguir dar a saída de bola que o técnico gostaria, foi sacado no inicio da segunda etapa.

Guerreiro

Ruy
Dono do meio de campo, o jogador foi responsável por cadenciar o ritmo da partida, na medida da necessidade do Operário. Acabou demonstrando sua boa presença ofensiva marcando o segundo do Fantasma na partida.

Gols

2º Tempo
0x1 – Juba – 13 mins.: No contra ataque, Douglas Baia recebe na direita, vai ao fundo e cruza rasteiro, Juba se antecipa a Vaná e toca para o fundo do gol.
0x2 – Ruy – 30 mins.: Juba recebe na direita, corta para o meio e enfia para Ruy, que entra no meio da zaga e toca na saída de Vaná para ampliar o placar.
0x3 – Juba – 33 mins.: Chicão arranca pelo meio, bate da entrada da área e a bola acerta a trave. Na sobra, Juba, com o gol livre, completa para as redes.

Chave do jogo

Com a forte defesa, o Fantasma esperou o Coritiba, aproveitou o desespero do adversário e matou a conquista.
Fonte gazeta do povo

Com astros de volta, Santos e Verdão decidem título paulista na Vila Belmiro.


   Montagem Robinho X Valdivia (Foto: Globoesporte.com)

Santos e Palmeiras têm reforços muito importantes para a partida que decidirá o campeão paulista de 2015. Robinho e Valdivia estão recuperados de lesão e serão os líderes de Peixe e Verdão neste domingo, às 16h (horário de Brasília), na Vila Belmiro.
Com um edema na coxa esquerda, Robinho não teve condições de ajudar o Alvinegro na primeira partida da final, no último domingo, na arena alviverde, que terminou 1 a 0 para o time da casa. Já Valdivia está recuperado de dores no joelho esquerdo, que também o tiraram do jogo de ida, e estará em campo para ajudar sua equipe a manter a vantagem do empate. O Santos precisa vencer por dois gols para ser campeão no tempo normal. Caso vença pela diferença mínima, pênaltis. 
O Peixe, que está em sua sétima final consecutiva do Paulistão, tenta chegar ao 21º título da competição e voltar a ser campeão, o que não acontece desde 2012, quando venceu o próprio estadual e a Recopa Sul-Americana. 
Já o Verdão busca o 23º título paulista. O último foi em 2008. A conquista mais recente é a Série B de 2013. Em 2012, o time venceu a Copa do Brasil. 
Guilherme Ceretta de Lima apita a partida, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro. A TV Globo transmite a decisão para todo o estado de SP (com Cleber Machado, Casagrande, Caio Ribeiro e Leonardo Gaciba) e o SporTV exibe para todo o Brasil (com Jota Jr, Mauricio Noriega e Belletti). O GloboEsporte.com acompanha todo o clima antes, durante e depois do jogo a partir de meio-dia, em Tempo Real, com vídeos. 
HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)

Santos: Marcelo Fernandes deverá escalar quase todos os seus jogadores titulares. A exceção é o goleiro Vanderlei. Depois de sofrer com desfalques no jogo de ida, o técnico escalará o Peixe com: Vladimir, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique (Werley) e Chiquinho; Valencia (Lucas Otávio), Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho.
Palmeiras: o técnico Oswaldo de Oliveira fez mistério em relação ao time que começa o jogo, mas a tendência é que o volante Arouca não entre em campo por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda. Já o chileno Valdivia, que ficou fora da primeira partida, deve voltar. A provável escalação do Verdão na Vila Belmiro é a seguinte: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Robinho; Rafael Marques, Valdivia e Dudu; Leandro Pereira. 
HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)



Santos: Vanderlei (fratura na face)
Palmeiras: Allione (cirurgia no joelho direito), João Paulo (lesão nos ligamentos do tornozelo direito), Leandro (cirurgia no pé esquerdo) e Mouche (cirurgia no joelho direito).

Fonte : globo

Entre semelhanças e diferenças, Coxa e Fantasma decidem o Paranaense.


   Raphael CORITIBA x Douglas OPERARIO-PR (Foto: infoesporte)

O campeonato Paranaense chega à sua final com duas equipes que possuem alguns pontos em comuns e também muitas diferenças. Coritiba e Operário-PR são os times mais antigos do estado com mais de cem anos de história, mas possuem trajetórias bem diferentes. O alviverde disputa seu 38º título do estadual e quer retomar a hegemonia de super campeão. O Fantasma quer virar realidade e tenta a conquista inédita dois dias após comemorar o aniversário de 103 anos. 
O Operário-PR começa a partida com a vantagem de uma vitória de 2 a 0 em casa, no primeiro jogo da final, no Germano Krüger. O Coritiba conta com a pressão de sua casa e sua torcida, que não vê a equipe perder há sete meses no Couto. O jogo não promete ser simples, e os visitantes podem perder por até um gol de diferença que ficam com o título. Vitória do Coritiba por dois gols leva a partida para os pênaltis. Placar com mais de três gols dá o título alviverde.
Na comparação de desempenhos no Paranaense, o Operário-PR mostra estar em melhor fase do que o Coritiba, que se classificou em primeiro lugar, mas foi derrotado duas vezes na fase de mata-mata (Londrina, na semifinal, e o próprio Fantasma, no último domingo). A equipe de Ponta Grossa não sabe o que é perder desde a 10ª rodada.
A final também coloca frente a frente os dois principais artilheiros do Paranaense: Rafhael Lucas, do Coritiba, com 12 gols, e Douglas, do Operário-PR, com oito gols, e com outra coincidência: ambos chegam questionados. No Coritiba, a boa fase do atacante cessou ainda nas quartas de final e, nos últimos jogos, ele vem sendo poupado por conta de uma lesão. Sua presença no Couto ainda não foi confirmada. Douglas ficou de fora do primeiro jogo da final por conta de uma suspensão e viu seu substituto, Joelson, arrebentar na partida e fazer um dos gols. 
As equipes decidem quem foi a melhor do Paranaense neste domingo, às 16 horas, no estádio Couto Pereira. 
Rafael Traci apita o jogo com auxílio de Moisés Aparecido de Souza e Luciano Roggenbaum. A partida terá transmissão da RPC (afiliada da Rede Globo no Paraná) e será acompanhada pelo GloboEsporte.com, com vídeos dos principais lances, a partir das 14h30.
HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)



Coritiba: o técnico Marquinhos Santos fez mistério sobre a escalação durante a semana, fechou os treinamentos, mas a tendência é que o artilheiro Rafhael Lucas e o lateral-direito Norberto, que treinaram normalmente, sejam titulares nesta tarde. Quem também pode retornar é o zagueiro Welinton, que cumpriu suspensão na última rodada. Assim, o provável Coxa conta com Vaná; Norberto, Luccas Claro, Leandro Almeida e Carlinhos; Helder, João Paulo e Rosinei (Welinton); Negueba, Wellington Paulista e Rafhael Lucas. 
Operário-PR: Itamar Schülle deve promover o retorno do atacante Douglas Oliveira, artilheiro do time no estadual com oito gols. Joelson volta para o banco de reservas. O resto do time deve ser o mesmo do primeiro jogo da decisão. Com isso, um provável Operário-PR tem Jhonatan; Danilo Baia, Douglas Mendes, Juan Sosa e Peixoto; Chicão, Lucas Pedrinho e Ruy; Juba e Douglas. 
HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)


Coritiba: o volante Alan Santos, o zagueiro Bonfim e o atacante Giva se recuperam no departamento médico. 
Operário-PR: ninguém. 
Fonte : G1

Novo ato em apoio aos professores promete reunir manifestantes na próxima terça.

Da Redação
evento
(Foto: Reprodução/Facebook)

Um novo ato em solidariedade aos professores da rede estadual deve acontecer a partir das 9h da próxima terça-feira (5), com saída na Praça 19 de Dezembro, em Curitiba. A página do evento no Facebook conta, até o momento, com 1,4 mil confirmações.
estatua
Estátua do Homem Nu, na Praça 19 de Dezembro, foi coberta de preto em protesto nesta sexta-feira (1º). (Foto: Djalma Malaquias – Banda B)
“Estaremos todos reunidos para apoiar os professores, servidores, estudantes, jornalistas, crianças e cidadãos que apanharam da Polícia Militar no massacre do Centro Cívico ou que sofereram com a violência das bombas, balas de borracha, cachorros e gás de pimenta”, diz a convocação na rede social, se referindo ao episódio da última quarta-feira (29), que repercutiu na imprensa nacional e também internacional.
O movimento busca reunir entidades como a APP-Sindicato, que representa os professores estaduais, além de outras centrais sindicais, movimentos sociais e artistas. Na terça-feira à tarde, a APP vai organizar uma assembleia com a categoria para definir se a greve nas escolas continua ou não depois da aprovação e sanção do projeto que altera o regime da ParanáPrevidência.

Grupo protesta contra ação da PM em confronto contra professores no PR.



   Manifetantes protestaram contra o governo do Paraná (Foto: Diego Sarza/RPC)

Um grupo de manifestantes fez novo ato na tarde deste sábado (2) em Curitiba contra a ação da Polícia Militar em confronto com professores, na quarta-feira (29). Eles se reuniram na Praça Santos Andrade, no Centro, seguiram em direção ao Palácio Iguaçu, sede do governo doParaná, e encerraram o ato em frente ao Ministério Público, que investiga se houve excesso na conduta dos policiais.
A categoria protestava contra a aprovação de um projeto de lei que modifica a gestão de recursos da previdência dos servidores estaduais, a ParanaPrevidência. O grupo estava concentrado em frente à Assembleia Legislativa, aguardando a votação da lei, de autoria do Poder Executivo. Uma ordem judicial garantia a presença da Polícia Militar para evitar a invasão dos professores na Assembleia Legislativa.
Em nota, a Defensoria Pública do Paraná, porém, negou a informação. Segundo o órgão, entre os detidos havia 12 adultos e dois adolescentes. Eles eram professores, servidores e estudantes. Ainda segundo a nota da defensoria, eles "foram acusados da suposta prática dos delitos de resistência, desacato e da contravenção penal de perturbação do trabalho ou sossego alheio. Todos foram ouvidos e, em seguida, liberados, mediante termo de comparecimento a atos processuais futuros".No confronto, que deixou 213 feridos, os policiais utilizaram balas de borracha, spray de pimenta, bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e jatos d’água para dispersar os manifestantes. Foram presos 14 manifestantes que, segundo a Secretaria de Segurança, portavam paus, pedras e coquetéis molotov. O governador Beto Richa (PSDB) disse que se tratavam de “black blocks” infiltrados.
A Defensoria ainda afirma que nenhum objeto foi apreendido com eles. "Destaque-se que nenhuma das pessoas detidas foi autuada em virtude da prática de crime de dano ao patrimônio público ou privado, porte de arma ou artefato explosivo, não havendo nenhum indício de que tais manifestantes sejam integrantes de grupos denominados 'black blocs'", continua a nota.
OAB critica postura policial
O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no Paraná, José Carlos Cal Garcia Filho, também questionou o uso da força policial na manifestação. "Evidentemente, ficou muito claro o uso excessivo, o uso desproporcional da força por parte da Polícia Militar", disse.
"A força do estado deve também proteger o direito à manifestação e não dissolver a manifestação", lembrou Garcia Filho ao citar também que uma das atribuições da PM é também proteger o funcionamento das instituições democráticas, entre elas a Assembleia Legislativa.
Garcia Filho disse ainda que um grupo da OAB também acompanhou as prisões e também negou a presença de "black blocks". "Nossos representantes ficaram no 1º DP até praticamente a meia-noite. Não houve apreensão de armas, de pedras, de coquetéis molotov, de barras de ferro, de pedaços de pau", afirmou. O presidente da comissão de Direitos Humanos também aponta que a Polícia Militar deveria ter "redobrado o cuidado", se possuía informações prévias da presença de black blocks infiltrados entre os manifestantes. "Até para proteger os próprios manifestantes que não estavam ali como black blocks".
O posicionamento da OAB se juntou às manifestações de diversas entidades da sociedade civil, que repreenderam o uso excessivo de força policial.
Secretaria mantém posicionamento
O G1 procurou a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp) para que a instituição se posicionasse acerca das informações da Defensoria Pública. De acordo com a assessoria de imprensa, a Sesp mantém as informações repassadas ainda na quarta-feira, sobre as prisões e os objetos apreendidos na ocasião.
MP-PR vai investigar atuação policial
O Ministério Público do Paraná também informou que vai investigar a atuação dos policiais militares e dos manifestantes durante o confronto de quarta-feira. "O MP-PR já havia expedido Recomendação ao Governo do Estado, à Secretaria de Segurança Pública e ao Comando-Geral da Polícia Militar no sentido de que a intervenção policial se limitasse a garantir a segurança dos manifestantes, excetuada a contenção de eventuais infrações penais", informou a instituição.
Fonte : G1

Veja 9 órgãos que abrem inscrições para 267 vagas no início da semana.


Pelo menos 9 órgãos abrem inscrições na segunda (4) e terça-feira (5) para 267 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade.
Dia 4Os salários chegam a R$ 28.947,54 no Tribunal de Contas do Rio de Janeiro. Somente no Ministério Público da Paraíba são 105 vagas.
Câmara Municipal de Guaíra (PR)
A Câmara Municipal de Guaíra (PR) vai abrir concurso para 3 vagas em cargos de níveis médio e superior. As remunerações vão de R$ 1.185,84 a R$ 3.112,83. As inscrições podem ser feitas de 4 a 25 de maio pelo site www.fauel.org.br. Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva. A validade do concurso será de 2 anos, podendo ser prorrogado, uma vez, pelo mesmo período (veja o edital no site da organizadora).
Ministério Público da Paraíba
O Ministério Público da Paraíba divulgou edital de concurso público para 105 vagas em cargos de níveis médio e superior. Os vencimentos variam de R$ 3.341,29 a R$ 4.940,25. As inscrições podem ser feitas de 4 de maio a 3 de junho pelo site www.concursosfcc.com.br. As provas serão aplicadas no dia 19 de julho (veja a matéria completa).
Prefeitura de Curitiba
A Prefeitura de Curitiba vai abrir concurso para 5 vagas de procurador municipal. O salário é de R$ 15.997,76. As inscrições podem ser feitas pelo site www.nc.ufpr.br de 4 de maio a 16 de junho. A prova está prevista para o dia 19 de julho. A validade do concurso será de 1 ano e poderá ser prorrogado, uma vez, pelo mesmo período (veja o edital no site da organizadora).
Prefeitura de Jaboticaba (RS)
A Prefeitura de Jaboticaba (RS) divulgou edital de concurso para 9 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis fundamental, médio e superior. Os salários chegam a R$ 7.333,69. As inscrições podem ser feitas no período de 4 de maio a 3 de junho pelo site www.nwclassifica.com.br. Os candidatos serão selecionados por meio de prova objetiva, prova prática e análise de títulos, de acordo com o cargo (veja o edital no site da organizadora).
Prefeitura de Sebastião do Caí (RS)
A Prefeitura de Sebastião do Caí (RS) fará concurso para 10 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de níveis médio e superior. As remunerações vão de R$ 989,75 a R$ 9.774,91. Os candidatos podem se inscrever de 4 a 18 de maio pelo site www.unars.com.br. As provas estão previstas para o dia 13 de junho (veja o edital no site da organizadora).
Tribunal de Contas do Rio de Janeiro
O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro abriu concurso para 3 vagas de auditor-substituto. O salário é de R$ 28.947,54. As inscrições estarão abertas de 4 a 29 de maio pelo site www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/tcerj. A prova objetiva será aplicada em 28 de junho, das 13h às 18h, no Rio de Janeiro. O concurso terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado, uma vez, por igual período (veja a matéria completa).
Tribunal de Justiça de Santa Catarina
O Tribunal de Justiça de Santa Catarina vai abrir concurso para 14 vagas de juiz substituto. O salário é de R$ 22.521,20. Os candidatos poderão se inscrever pelo site www.concursosfcc.com.br de 4 de maio a 2 de junho. A prova objetiva está prevista para o dia 12 de julho. O concurso terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado, uma vez, pelo mesmo período (veja o edital no site da organizadora).
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) divulgou edital de processo seletivo para 16 vagas de professor substituto. Os salários variam de R$ 2.173,85 a R$ 5.143,41, conforme carga horária e titulação. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas pessoalmente ou por procuração simples na secretaria do centro/campus entre os dias 4 e 8 de maio. O processo seletivo terá validade de um ano, podendo ser prorrogado, uma vez, por igual período (veja a matéria completa).
Dia 5
Prefeitura de Caçapava (SP)

A Prefeitura de Caçapava (SP) divulgou edital de concurso para 102 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários vão de R$ 789,29 a R$ 2.799,08. As inscrições estarão abertas de 5 a 31 de maio pelo site www.consesp.com.br. As provas estão previstas para o dia 5 de julho (veja o edital no site da organizadora).
Fonte : G1

Corpo de paranaense executado na Indonésia é velado em Curitiba.


   Velório ocorre no Cemitério Parque Iguaçu. | Aliocha Mauricio/Tribuna

O corpo do paranaense Rodrigo Gulartefuzilado na Indonésia na última terça-feira (28), já está sendo velado Curitiba, onde será enterrado neste domingo (3). O sepultamento, que havia sido marcado para 16 horas, no cemitério Parque do Iguaçu, foi antecipado para as 14 horas. O corpo chegou de São Paulo na noite de sábado e o velório começou nesta manhã.
Designado para falar em nome da família, o advogado Cleverson Marinho Teixeira fez uma crítica à aplicação da pena de morte. “A família reconhece o erro do Rodrigo. Mas não consegue entender a questão da pena de morrer, o desprezo pela condição dele de doente. Há um sentimento de muita injustiça”, disse.
Gularte, que tinha 42 anos, foi morto por fuzilamento na semana passada na Indonésia. Ele havia sido condenado à pena de morte em 2005, após ser preso e julgado por ter entrado no país carregando seis quilos de cocaína em pranchas de surfe.
Familiares que acompanharam o caso no país asiático cremariam o corpo de Gularte ainda na Indonésia, mas o paranaense pediu para ser enterrado no Brasil. O pedido foi feito na segunda-feira (27), um dia antes da execução, à prima, Angelita Muxfeldt.
ExecuçãoRodrigo Gularte foi o segundo cidadão brasileiro a ser executado na Indonésia neste ano. Também foi fuzilado Marco Archer, em janeiro, condenado igualmente por tráfico de drogas.
Pelo protocolo de execução, Rodrigo ficou preso a uma estaca com as mãos amarradas para trás. Ainda não se sabe se escolheu ficar em pé, ajoelhado ou sentado ou se pediu para não ser vendado. Ele vestia uma camiseta branca com um “X” preto na altura do peito, para facilitar a mira dos atiradores – são doze em cada pelotão de fuzilamento.
O padre Charlie Burrows esteve com Gularte minutos antes da execução, a pedido da família e do próprio condenado. Depois do conforto espiritual, os atiradores recebem de um oficial do pelotão uma ordem – por meio de um sinal de apito – para preparar seus fuzis.
À meia-noite (horário local), horário marcado para a execução, um grupo de parentes e amigos também cantou hinos religiosos durante uma vigília no porto de Cilacap, ponto de saída para a prisão da ilha de Nusakambangan. Depois das execuções, familiares se abraçaram, aos prantos. Angelita também não conteve as lágrimas e teve de ser consolada por Burrows.
Além do brasileiro, foram executados dois australianos, quatro nigerianos e um indonésio. Os condenados se recusaram a usar vendas e cantaram músicas religiosas, incluindo o hino cristão inglês Amazing Grace, quando foram levados para o local da execução.
Fonte : gazeta do povo