Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sexta-feira, 20 de abril de 2018

20/04/2018 - Deus é Fiel !!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


JOVEM DE 24 ANOS É PEGO COM MACONHA PARA CONSUMO PESSOAL EM PITANGA.


Às 00h20min, quando em patrulhamento pela praça do redondo, foi abordado um masculino, 24 anos e em revista pessoal foi localizado em seu bolso um invólucro contendo substância análoga a maconha. Diante do fato ele foi conduzido até o cartório da 3ª Cia, para a lavratura do termo circunstanciado e apreendido o entorpecente, o qual foi pesado, totalizando em 1,2 gramas.

Fonte: Polícia Militar.



Cercado pela polícia, acusado de abuso sexual se joga contra carreta.


O homem de 24 anos que era intensamente procurado pela polícia Argentina acabou morrendo atropelado.

Segundo as primeiras informações ao se ver cercado pelas equipes policiais numa tentativa de continuar sua fuga ele foi atravessar a rodovia Ruta 12, em Garupa – Posadas – Arg. momento em que acabou sendo atropelado por um caminhão.

Ele morreu na hora, a equipe de socorro chegou a ser acionada mas apenas constatou o óbito.

PROCURADO

O suspeito de 24 anos, era intensamente procurado pela Polícia de Misiones, desde a tarde de sábado, quando foi apontado como autor de um caso de agressão, sequestro e estupro, envolvendo duas irmãs, na cidade de Pozo Azul, distante a 70km da fronteira.


O suspeito foi identificado através de informações prestadas pela adolescente de 12 anos, irmã da menina que foi sequestrada e estuprada, a qual também foi agredida pelo homem.

Com as informações repassadas pela menor a polícia conseguiu identificar o suspeito como sendo F.E.S de 24 anos, ele que seria morador da cidade de San Pedro, no entanto, após o crime teria viajado até Posadas, e se escondido na casa da ex-namorada.

Ao todo mais de 300 policiais de várias unidades da polícia de Misiones participam intensamente das buscas pelo homem.

As informações são do Fronteira Online.



Trabalhador rural morre eletrocutado.


Um homem de 59 anos foi morreu após sofrer um choque elétrico, na tarde desta quinta-feira (19), na Colônia dos Produtores, em Apucarana. 

Segundo informações do Polícia Militar (PM), uma equipe patrulhava o local quando foi chamada por uma pessoa que estava à beira da pista pedindo ajuda. Os policiais informaram que quando chegaram no local, o homem já não esboçava nenhum tipo de sinal. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)  foram acionados e constataram o óbito. 

"Tudo indica que ele estava mexendo nos tirantes que seguram o poste. Não sabemos se ele estava tirando ou tentando ajeitar, e deu contato com a rede de alta tensão. Nada pode ser feito", disse o sargento Altemar Oliveira Silva. 

O corpo do trabalhador rural foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML). A Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) foi acionada para verificar o que ocorreu com a fiação. 

As informações são do TN Online.



Menor furta tampa de vaso sanitário.


Um adolescente de 16 anos foi detido ao furtar a tampa de um vaso sanitário, no Centro de Ponta Grossa. Na tarde desta quinta-feira (19), ele teria entrado no banheiro de um comércio entre as ruas Sete de Setembro e Júlia Wnaderley para cometer o crime. 

Funcionários do local perceberam o furto e seguraram o jovem. Segundo informações do Programa COP/aRede, o menor disse que entregaria a tampa a um homem que o esperava em uma rua próxima. 

A Polícia Militar foi chamada e conduziu o adolescente à delegacia. O suposto 'patrão' do infrator, que estaria em uma caminhonete segundo ele, não foi localizado. 


O texto é do site A REDE.



Aluno é apreendido com drogas dentro de colégio.


Um aluno foi flagrado com drogas dentro da mochila em um colégio no município de Dois Vizinhos na tarde de quarta-feira (18).

Segundo informações, o diretor do colégio acionou a Polícia Militar e Conselho Tutelar após receber uma denuncia que um dos alunos estaria com entorpecentes dentro da mochila.

Ao ser verificado os pertences do aluno, foi encontrado uma pacote com um grama de maconha.

Diante da situação foi chamado os pais e todos encaminhados para a 2ª CIA e em seguida para a Polícia Civil.

Fonte: NP1



Quina paga quase R$ 6 milhões a aposta de São Paulo.


Um apostador acertou as cinco dezenas do concurso 4.659 da Quina. O bilhete de São Paulo vai render ao ganhador a premiação de R$ 5.898.262,80. Os números sorteados nesta quinta-feira (19), em Governador Valadares (MG), foram os seguintes: 02, 12, 16, 57 e 65. O prêmio estimado para o próximo sorteio é de R$ 600 mil. Confira o rateio oficial:
Quina - 5 números acertados - 1 aposta ganhadora, R$ 5.898.262,80
Quadra - 4 números acertados - 81 apostas ganhadoras, R$ 7.109,99
Terno - 3 números acertados - 8147 apostas ganhadoras, R$ 106,30
Duque - 2 números acertados - 199805 apostas ganhadoras, R$ 2,38

Fonte: FOLHA PRESS.


Carros ficam 'amontoados' em forte colisão.


Um acidente cinematográfico foi registrado por volta da zero hora desta sexta-feira, 20, no cruzamento das ruas João de Oliveira Dias e União da Vitória, na área central de Goioerê, onde um veículo Celta parou sobre um Kadett.

A colisão envolveu um veículo Celta, que trafegava pela Rua João de Oliveira Dias, sentido ao centro da cidade, e um veículo Kadett, que descia a rua União da Vitória.
Acredita-se que ao perceberem que haveria a colisão, os motoristas dos dois veículos tiraram para o mesmo lado. Com a colisão o Celta ficou em cima do Kadett. Os carros pararam no portão de uma residência, que por pouco não foi invadida. Os veículos chegara a derrubar uma árvore.
Havia duas pessoas em cada veículo e equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para atender às vítimas. No entanto, apenas uma pessoa, com ferimentos leves, foi encaminhada ao Pronto Atendimento pela equipe do Samu. As outras três pessoas que estavam nos veículos acidentados recusaram atendimento.

As informações são do Goionews.


Carreta carregada com soja tomba na BR-277.


Uma carreta carregada com mais de 30 toneladas de soja tombou no começo na noite de ontem (19), próximo a Laranjeiras do Sul.

O motorista saiu de Cascavel e tinha como destino Paranaguá.

O veículo tombou em uma curva no KM-482, da BR-277.

O condutor ficou ferido e foi encaminhado com lesões leves.


A pista não chegou a ficar interditada, pois o caminhão tombou em um trecho de terceira faixa.

A Policia Rodoviária Federal esteve no local e fez o atendimento à ocorrência.

Fonte: CGN.


Motociclista é atendido pelo Siate após colisão na Vila Yolanda.


Na noite de ontem, quinta-feira 19 de abril de 2018, por volta das 19h:30min, socorristas do Siate de Foz do Iguaçu, equipe em serviço no Posto Maracanã foram acionados para deslocarem até a Rua Doutor Dirceu Lopez, cruzamento com a Rua Francisco Guaraná de Menezes, no Bairro Vila Yolanda, para darem atendimento a um acidente de trânsito envolvendo uma motocicleta e um automóvel.

No local foi constatada a colisão envolvendo a motocicleta Yamaha / YBR Factor de Foz do Iguaçu e o veículo VW / Golf.

Socorristas do Siate deram atendimento ao motociclista, que foi encaminhado ao Pronto Socorro do Hospital Municipal.

Fonte: Tribuna Popular


Paraguai vê consenso contra aborto e união gay.


Em fevereiro, pela primeira vez na história um filme paraguaio ganhou o Urso de Prata do Festival de Berlim. "As herdeiras", de Marcelo Martinessi, foi premiado nas categorias novas narrativas e melhor atriz, para Ana Brun, que estreou no cinema aos 68 anos.

O ineditismo não foi o único impacto da conquista. A relação de 30 anos de Chela, personagem de Brun, e Chiquita (Margarita Irún) levantou um tabu no país às vésperas das eleições presidenciais.

O choque se viu em 22 de março, na homenagem no Senado ao cineasta e à atriz premiados, em que a maioria dos 45 membros da Casa deixou o plenário para não formar quórum.

A senadora Zulma Gómez, do Partido Liberal, saiu da sessão dizendo em guarani: "Só falta agora que os viados venham se casar aqui".

O Paraguai é o único país do Mercosul a proibir a união homossexual em qualquer hipótese. Na América do Sul, está ao lado de Bolívia, Peru e Venezuela –só são superados pela Guiana, onde a homossexualidade é crime.

No caso do aborto, só permite em caso de risco de morte da mãe, excluindo situações aprovadas no Brasil, como estupro e má formação do feto. Se seguidas as declarações dos presidenciáveis, isso não deve mudar até pelo menos 2023.

Mario Abdo Benítez, do governista Partido Colorado, encampou o discurso contrário desde o início. Já o liberal Efraín Alegre se declarou contra o aborto, mas mudou em relação ao casamento homossexual durante a campanha.

Em seu programa de governo, chegou a cogitar a aprovação de direitos para uniões do mesmo sexo, como herança. Mas chega às urnas a favor da proibição, contrariando seu parceiro de coalizão, a esquerdista Frente Guasú.

Como tampouco os nanicos assumiram a defesa das causas, tanto feministas como pessoas LGBT ficaram em dúvida sobre quem escolher –o voto é obrigatório no Paraguai.

O ativista Sergio López, da ONG SomosGay, vê a mudança de Alegre como eleitoreira. Para ele, a sociedade está muito mais favorável às reivindicações dos LGBTs do que em épocas anteriores.

"Entendemos esses discursos que saem nesta época de eleições como uma discussão forçada. A sociedade não é mais tão conservadora como o que se mostra na política eleitoral."

Ele, que se casou na Argentina, não consegue regularizar a união. "Somos cidadãos que temos as mesmas obrigações que os outros, pagamos impostos, mas não somos reconhecidos pela legislação."

Constituição limita 'casal' à união de homem e mulher

A lei é o principal amparo dos grupos contrários ao aborto e ao casamento gay. Diferentemente da brasileira, a Constituição paraguaia delimita casal como aquele formado por homem e mulher, e estabelece a proteção da vida desde a concepção.

A advogada de direito penal familiar Dannia Ríos, que lida com casos de abuso infantil, diz que há outras alternativas ao aborto no caso de estupro de uma vulnerável.

"Devemos intensificar a pena aos estupradores, mas não condenar à morte sem sentença. O que se deve fazer é acompanhar a vítima desde o início, de forma integral, e oferecer a alternativa de dar a criança em adoção."

Foi o caso de uma menina de 11 anos de Assunção estuprada pelo padrasto em 2014 e que teve o filho. O caso levou a críticas de organizações como a Anistia Internacional e a Human Rights Watch.

Sobre o casamento homossexual, ela alega temer o ensino às crianças. "Se a união de pessoas do mesmo sexo fosse legalizada, seria o mesmo que considerar como algo correto, como algo bom, que deva ser ensinado às crianças. É a isso que nos opomos."

Ríos é candidata a deputada entre uma série de postulantes que tenta se eleger ao Congresso com o lema de defesa da família e da vida.

Quase um mês após o evento no Senado, Martinessi disse achar positivo que seu filme tenha levantado discussão.

"Ficamos surpresos com a exposição que teve em uma sociedade que nunca debate esses temas", disse ele. "Tomara que isso sirva para aumentar a reflexão sobre uma classe política muito voltada ao passado e em um país perdido politicamente."

Fonte: FOLHA PRESS


Brasileiro é deportado dos Estados Unidos após 30 anos vivendo no país.

Resultado de imagem para Estados Unidos

Ela esperou até o último minuto para dar a notícia aos parentes no Brasil, com medo que sua avó "tivesse um piripaque" e tentando evitar atender uma enxurrada de ligações desesperadas.

Mas não teve jeito. Cristina Viana acordou cedo em New Hampshire, o estado no nordeste americano onde mora, e levou o pai, Elvecio, até o aeroporto para que ele fizesse uma viagem sem volta.

O paulista de 65 anos que há quase três décadas trabalhava como motorista de uma fábrica de armários de cozinha nos Estados Unidos lutou, mas não conseguiu evitar a sua deportação mesmo tendo uma filha naturalizada e netos americanos.

Há duas semanas, quando um juiz acatou um recurso e pediu mais tempo para julgar seu caso, a casa da família no subúrbio de Nashua respirou aliviada, mas logo veio a notícia que não queriam ouvir.

"Estou de coração partido, porque acho que foi injusto", diz Cristina. "De repente, quando você faz tudo certinho, dão só uns dias para ele sair do país como se ele fosse criminoso. Isso dói muito."

Elvecio Viana, de acordo com o que diz seu advogado, não cometeu nenhum crime. Nascido em São Paulo, ele se mudou para os EUA em 1990.

Sua filha veio mais de uma década depois para ficar com o pai e acabou se casando com um americano, com quem tem agora duas filhas pequenas. Quando se tornou cidadã americana, Cristina tentou regularizar a situação do pai, que viveu durante anos renovando seu visto de trabalho.

"Eu acabei entregando meu pai para eles quando fiz a petição para mudar o status, porque, se não fosse por isso, não saberiam que ele estava aqui ainda", ela conta. "Só não me sinto culpada porque sei que fiz o melhor para reverter essa situação."

Elvecio, que passou a última noite no país onde construiu toda a sua vida se despedindo da família e dos amigos, não quis dar entrevistas.

Seu advogado, Robert McDaniel, que vem representando uma série de imigrantes em situação semelhante no país, continua trabalhando no caso para tentar reverter a deportação de Elvecio, mas, enquanto a resposta não chega, o cliente ficará longe dos EUA.

"Estão mandando embora uma parte da Constituição americana com ele", diz McDaniel. "Ele não teve um processo justo e tampouco a chance de ser ouvido num tribunal."

Deportações sumárias como a de Elvecio vêm se tornando cada vez mais comuns desde que Donald Trump assumiu a Casa Branca, em janeiro de 2017, com política linha-dura contra a imigração.

Outros brasileiros que vivem na cidade de Nashua, acostumados a ver Elvecio aos domingos na igreja, dizem ter medo de dirigir pela cidade, já que o fato de não terem carteira de motorista –só residentes legais têm direito ao documento no estado– pode servir de base para um eventual processo de deportação.

"Está difícil com esse governo", diz o cozinheiro João Cunha, um dos amigos de Elvecio. "A polícia está apertando quem não tem documentos."

Fonte: FOLHA PRESS