Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

14/10/2019 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Veículo é Furtado em Santa Maria do Oeste.

Resultado de imagem para pm pr

No dia 13 de outubro de 2019 ás 20h20min, uma equipe policial deslocou até a Rua Alexandre Kordiak, Centro, Onde havia acontecido um furto de veículo. No local o dono do veículo passou a informações sendo um veículo fiat/uno placas CDF-7670 cor azul, este relatou que havia deixado o veículo no estacionamento no estabelecimento religioso e ao sair do local verificou que já não estava mais lá. Realizadas buscas, mas sem êxito.

Fonte: Polícia Militar.


Trator Massey Ferguson é Furtado de fazenda em Nova Tebas !!!

Imagem relacionada

No dia 13 de outubro de 2019 às 10h, policiais militares deslocaram a localidade Estrada principal Abacateiro, onde o solicitante, com 28 anos, relatou que é arrendatário da fazenda que se localiza na divisa entre o Município de Nova Tebas e Arapuã e que na data de 10 de outubro deixou seu Trator Massey Ferguson 292 de cor vermelha, ano 94, estacionado dentro da propriedade e se deslocou para sua casa na cidade de Ivaiporã retornando na data de hoje, onde verificou que o trator havia sido furtado.Orientado.

Fonte: Polícia Militar.


Veículo Furtado em Santa Maria do Oeste é localizado em Pitanga.

Imagem relacionada

No dia 13 de out. 19, às 23h30min, a equipe policial, deslocou até a PR 460, KM 86, onde o solicitante relatou que ao chegar de viagem se deslocou até o pátio da mecânica para apanhar seu veículo e percebeu que o veículo gol placa AHA-9718 havia sido furtado, relata ainda que no referido pátio havia um veículo uno com placa CDF-7670 abandonado. O solicitante ainda relata que o seu veículo gol placa AHA-9718 foi furtado pelos mesmos masculinos que abandonaram o veículo uno e posteriormente tomaram rumo ignorado conforme imagens das câmeras de segurança. A equipe deslocou até o local e constatou que o veículo se tratava do veículo furtado no município de Santa maria do Oeste. O veículo uno placas CDF-7670 foi encaminhado para a 45º DRP para ser dado sequência aos procedimentos cabíveis.

Fonte: Polícia Militar.


Homem é encontrado morto em Palmital !!!

Imagem relacionada

No dia 13 de outubro de 2019 às 08h20min, policiais militares deslocaram a Agua Quente, Estrada do Rio Serelepe após solicitação de populares que teriam visualizado um masculino, 33 anos deitado na estrada do Rio Serelepe, aparentemente em óbito. No local localizou um masculino já em rigidez cadavérica, com marcas de tiros nas costas e no rosto. Foram acionados a policial civil e o IML, sendo repassado a ocorrência ao investigador. Consta que os pertences pessoais da vítima, bem como dinheiro e celular estavam ainda em seus bolsos.

Fonte: Polícia Militar.


Primos se afogam no Litoral do Paraná e banhistas fazem cordão humano para salvá-los.

Primos se afogam no Litoral do Paraná e banhistas fazem cordão humano para salvá-los

O Corpo de Bombeiros realiza buscas, desde o início da tarde deste domingo (13), por um jovem de 21 anos que se afogou no mar em Guaratuba, Litoral do Paraná. Ao lado do primo, ele foi se banhar e acabou submerso na água.

Em uma cena de cinema, um cordão humano foi feito por banhistas e um rapaz foi resgatado, mas infelizmente o outro acabou desaparecendo.

A segurança Ana Paula Salino estava em Guaratuba, por volta das 13h15, quando fazia cerca de 28°C, e os primos se afogaram. “Fizemos uma corrente humana para salvá-los, mas não foi possível alcançar. Meu marido pulou na água e salvou um, mas infelizmente o outro sumiu. Agora, a mãe dele está aqui chorando e esperando o corpo do filho”, lamentou à Banda B.

Segundo a segurança, não havia nenhum posto do guarda-vidas no local, em frente a Praça da Bíblia. “Aqui está cheio de gente e, lamentavelmente, não havia um bombeiro na hora”, reclamou. 

Ana Paula ainda lamentou a falta de apoio à mãe do menino que desapareceu no mar. “A mãe estava ali, em estado de choque, e a Polícia Militar me orientou a chamar o Samu. Pra mim, faltou humanidade neste sentido”, disse, confirmando ainda que o rapaz resgatado está bem. “Ele estava bem, mas em estado de choque também, já que o primo não voltou”, contou. 

O Corpo de Bombeiros confirmou a ocorrência. Buscas seguem feitas para localizar o jovem desaparecido.

Fonte: Banda B.


Grave acidente envolve caminhão e mais quatro veículos na BR-277, em Laranjeiras do Sul.

Grave acidente envolve caminhão e mais quatro veículos na BR-277, em Laranjeiras do Sul

Um grave acidente de trânsito foi registrado na noite deste domingo (13), no quilômetro 446 da BR-277, em Laranjeiras do Sul.

De acordo com informações, um caminhão carregado com gado tombou na pista.

Outros quatro veículos também se envolveram na colisão, sendo que um dos carros saiu da pista e bateu em uma árvore, ficando destruído.

Uma vítima fatal foi o ex-vereador de Virmond, Nicolau Russein. Ele estava com a esposa em um Uno, quando se envolveram na batida. Ambos foram encaminhados ao hospital, mas infelizmente o homem não resistiu aos ferimentos e entrou em óbito.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para orientar o fluxo de veículos e registrar a ocorrência.

Informações de outras possíveis vítimas e identificações ainda não foram informadas.

Fonte: CGN.


Grave acidente termina com seis pessoas mortas.

Grave acidente termina com seis pessoas mortas

Um grave acidente de trânsito terminou com seis pessoas mortas, ontem (13),  na PR-092, no trecho que liga Doutor Ulisses a Cerro Azul, trecho de aproximadamente 50 quilômetros, todo de chão batido.

Um grupo de 26 pessoas retornava de uma cerimônia religiosa em Doutor Ulisses, na comunidade de Cerrado, com destino a comunidade de Teixeira, localizada a 30 quilômetros do centro da cidade. O grupo estava na carroceria de uma caminhonete F-4000, que estava com bancos e cadeiras improvisados para o transporte dessas pessoas.

Em uma curva, cerca de 10 quilômetros do centro de Doutor Ulisses, a caminhonete saiu da pista e despencou de uma ribanceira bastante inclinada de aproximadamente 50 metros. O veículo caiu com as rodas para cima dentro de um córrego.

Durante o capotamento do veículo, as pessoas que estavam na carroceria foram arremessadas na ribanceira.

A primeira vítima a conseguir subir a ribanceira e ter acesso a rodovia para pedir ajuda foi uma menina de 9 anos. Mesmo ferida ela conseguiu abordar um motorista que passava pela região e pedir ajuda.

Iniciou-se então uma força tarefa envolvendo policiais militares do 22° Batalhão lotados em Doutor Ulisses e moradores da região, já que a equipe de resgate mais próxima estava na cidade de Rio Branco do Sul, 95 quilômetros do local do acidente. Outras equipes de socorro foram de apoio de Curitiba.

Os policiais e moradores da região, com talas improvisadas, imobilizaram e resgataram as vítimas da ribanceira. As vítimas foram colocadas em tábuas improvisadas e caminhonetes, sendo transportadas até uma unidade de saúde próxima. Foi lá que várias ambulâncias de Curitiba e região metropolitana socorreram os feridos até a cidade de Cerro Azul, para que fossem estabilizadas e na sequência, transportadas para a capital.

Dos 21 feridos, o estado de três era muito grave. Os mais graves foram levados a hospitais de Curitiba, mas um deles não resistiu e morreu a caminho do pronto socorro. Um outro ferido identificado por João Maria Rosner, chegou sem vida ao hospital de Doutor Ulisses.

No local do acidente morreram quatro pessoas, sendo três da mesma família.

Entre as vítimas fatais que morreram no local estão Assis Rosner Cavalheiro, 40 anos, era o motorista da caminhonete F-4000, ele sofreu um traumatismo craniano grave e morreu na hora. Lucas Rosner Cavalheiro, 18 anos, que era cadeirante, filho de Assis.

A cunhada de Assis identificada por Eneziane Timóteo.

O Pastor Valdomiro dos Santos que acompanhava o grupo.

João Maria Rosner que também era parente de Assis foi a vítima que morreu no hospital de Doutor Ulisses.

Uma sexta vítima teria falecido ontem à noite.

Os bombeiros militares e civis tiveram muito trabalho para retirar os corpos do local. O trabalho de resgate durou aproximadamente duas horas e as vítimas fatais precisaram ser puxadas de cordas que foram primeiramente amarradas em uma maca “mamute”. Na sequência os bombeiros resgataram os corpos utilizando o “bandejão” do IML, também amarrado em cordas.

Havia no local o comentário, que em embaixo das ferragens da caminhonete, uma pessoa viu a mão de uma criança. Os bombeiros então com auxilio de um cabo de aço ligado a trator, desviraram a caminhonete e realizaram buscas, porém não foram encontrados mais corpos.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Curitiba.

Fonte: PLANTÃO 190.


Batida frontal entre carro e caminhão deixa uma pessoa morta.

Tibagi: Batida frontal entre carro e caminhão deixa uma pessoa morta

Um acidente de trânsito foi registrado no quilômetro 189 da BR-153, em Tibagi. Uma pessoa morreu no local.

A batida frontal envolvendo um Palio e um caminhão. Levantamento da Polícia Rodoviária Federal apontou que o condutor do carro de passeio deslocava-se na contra-mão da direção quando ocorreu a colisão. 

Apos a batida, o Fiat Palio ficou imobilizado no acostamento e o caminhão Iveco, que estava carregado com 24 toneladas de adubos e que com a  colisão teve os eixos dianteiros "arrancados", parou em uma lavoura cerca de 150 m do ponto de impacto.

O condutor do caminhão, residente em Teixeira Soares/PR, 68 anos, ficou ileso. Porém o condutor Palio, J. M. C.de S., 67 anos, residente de Tibagi, morreu no local.

Veículo Fiat Palio recolhido ao pátio contratado tendo em vista a existência de débitos.

Fonte: CGN.


Carro para em buraco e motorista morre na BR-277.

Carro para em buraco e motorista morre na BR-277, em São Miguel do Iguaçu

Um motorista de 46 anos morreu no começo da madrugada de hoje (14) ao se envolver em um acidente na BR-277, em São Miguel do Iguaçu.

De acordo com informações, o motorista do Corolla bateu na traseira de um Gol e logo na sequência perdeu o controle da direção.

O Corolla bateu contra o guard rail e acabou parando dentro de um buraco.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o motorista estava sem cinto de segurança e morreu antes da chegada das equipes de socorro.

O corpo foi recolhido pelo IML de Foz do Iguaçu.

Fonte: CGN.



Sergio Moro edita nova portaria sobre deportação e revoga regra anterior.

Sergio Moro edita nova portaria sobre deportação e revoga regra anterior

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, revogou a Portaria 666, editada em julho deste ano para regular a "deportação sumária" de pessoas suspeitas de serem perigosas ao Brasil, e publicou uma nova regra mais branda. Bastante criticada, a primeira portaria previa a deportação sumária dessas pessoas em até 48 horas. O novo texto amplia o prazo para cinco dias.

Na ocasião, Moro justificou as regras mais duras como uma forma de impedir que pessoas suspeitas de condutas criminosas graves continuem no País. A portaria de julho chegou a ser considerada por parlamentares de oposição como uma tentativa de intimidação ao jornalista americano Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil e responsável por publicar supostas mensagens vazadas por hackers de integrantes da força-tarefa da Lava Jato. O ministro negou que essa fosse a intenção.

Dentre as mudanças, a nova portaria diz que será considerada perigosa ou que tenha praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal aquela pessoa sobre a qual "recaem razões sérias" que indiquem envolvimento em um dos crimes que justifiquem a deportação: terrorismo; grupo criminoso organizado ou associação criminosa armada ou que tenha armas à disposição; tráfico de drogas, pessoas ou armas de fogo; ou pornografia ou exploração sexual infantojuvenil. Na portaria revogada, para que uma pessoa fosse considerada perigosa bastava apenas que ela fosse "suspeita" da prática desses crimes.

O dispositivo da portaria anterior que determinava sigilo aos motivos que levaram ao enquadramento das pessoas como perigosas e que estariam sujeitas a deportação também ficou de fora no novo texto. A portaria de hoje cita, porém, que na hipótese em que haja necessidade de restrição de acesso, a unidade central da Polícia Federal indicará as informações disponíveis, nos termos da legislação vigente.

A nova portaria está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, dia 14. O texto foi antecipado pelo jornal O Estado de S. Paulo. O ministro Moro disse ao jornal que "o novo texto deixa expressa algumas medidas que estavam na portaria anterior, mas, como não estavam explícitas, havia dúvidas sobre o real alcance".

Fonte: CGN.




Lava Jato entra na mira do Supremo.

Lava Jato entra na mira do Supremo

O Supremo Tribunal Federal (STF) prepara uma série de julgamentos relacionados à Lava Jato com potencial para contrariar os interesses de procuradores e mudar o rumo de investigações em curso no País. Mais do que impor eventuais derrotas para a operação, trata-se de garantir "a vitória da Constituição", na definição de um ministro da Corte.

Até novembro, o STF deve analisar o mérito de ações que discutem a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, um dos pilares da Lava Jato e defendida pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. O plenário do tribunal também deverá firmar o entendimento sobre o compartilhamento de dados fiscais e bancários de órgãos como a Receita e o antigo Coaf sem autorização judicial, além de definir critérios sobre a anulação de condenações nos casos em que réus delatados não tiveram assegurado o direito de falar depois de réus delatores.

"Todo mundo é a favor do combate à corrupção, mas observados os meios contidos na ordem jurídica. Em Direito, o meio justifica o fim, não o fim ao meio. Não dá é para levar essa persecução penal de cambulhada (falta de ordem). Não avançamos culturalmente a qualquer custo", disse o ministro Marco Aurélio Mello ao Estado, em referência à agenda de fim de ano do STF. "Eu não posso atropelar as normas de regência que revelam franquias e garantias do cidadão."

Na Segunda Turma - composta por 5 dos 11 ministros da Corte -, é aguardada a conclusão do julgamento em que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusa Moro de agir com parcialidade quando era juiz federal em Curitiba, por condená-lo no caso do triplex do Guarujá e, depois, assumir o cargo de ministro no governo Bolsonaro.

Procuradores envolvidos nas investigações criticam a possibilidade de alterações, com o argumento de que podem abrir brecha para a anulação de condenações. Coordenador da força-tarefa de Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol já falou em entrevistas recentes em "revanchismo" e "tremendo retrocesso" para a Lava Jato.

Essas críticas também têm alimentado grupos na internet que, apoiados por parlamentares, se organizam em protestos contra o Supremo. O último deles aconteceu no fim de setembro, quando manifestantes vestidos de verde e amarelo tentaram derrubar as grades que cercam a área externa do Supremo, o que levou policiais a dispararem gás lacrimogêneo para dispersar a multidão. Os manifestantes falavam em "moralizar" o Supremo. No meio da confusão, um policial militar foi ferido a pedradas.

A pauta de fim de ano virá à tona depois de o site The Intercept Brasil publicar o teor de supostas mensagens trocadas pelo então juiz Sérgio Moro e procuradores durante o curso da Lava Jato. Alvo de tiroteio político, Moro enfrenta desgaste e dificuldades no Congresso para a aprovação do pacote anticrime. O presidente Jair Bolsonaro também tem receio de que o ministro não seja aprovado pelo Senado, para uma cadeira no Supremo, por causa da retaliação de políticos investigados em operações autorizadas por ele quando juiz. A partir de novembro de 2020 haverá duas vagas na Corte.

Polarização

Na avaliação de Davi Tangerino, professor de Direito Penal na FGV Direito São Paulo, as futuras decisões do Supremo envolvendo a Lava Jato vão reforçar o ambiente polarizado no País. "Temos vivido tempos binários. Vai ter uma turma grande tomando isso como sinônimo de impunidade e uma outra dizendo que o Supremo fez justiça ao Lula. Quem vai falar mais alto, fazer mais barulho? O tempo vai dizer", afirmou. "A Lava Jato é uma força-tarefa que teve resultados importantes, mas que há muito tempo vem cometendo excessos. O mais correto é entender que, finalmente, o Supremo percebeu que houve abusos e agora, pelos indicativos que a gente está recebendo, vai retomar o trilho constitucional."

Relator de três ações que discutem a execução antecipada de pena, Marco Aurélio já cobrou tanto o atual presidente do STF, Dias Toffoli, quanto sua antecessora, Cármen Lúcia, pedindo a inclusão do tema na pauta do plenário. Em dezembro de 2018, na véspera do recesso de fim do ano, Marco Aurélio deu liminar derrubando a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, mas a decisão acabou cassada por Toffoli no mesmo dia.

Agora, a expectativa de ministros tanto da ala alinhada à Lava Jato quanto da corrente mais crítica à atuação do Ministério Público é a de que a atual posição do STF sobre o tema seja revista. A dúvida é se o Supremo vai permitir a prisão apenas após se esgotarem todos os recursos, o chamado "trânsito em julgado". Também pode optar por uma solução intermediária, fixando como marco uma definição do Superior Tribunal de Justiça (STJ) - posição que já foi defendida por Toffoli e Gilmar. É da ministra Rosa Weber o voto considerado decisivo para definir o placar, que tende novamente a ser apertado.

Em abril do ano passado, Rosa votou contra um pedido de liberdade de Lula, ainda que também já tivesse se posicionado contra a execução antecipada de pena. Argumentou que seguiu a jurisprudência do tribunal.

Ainda em novembro, o Supremo deve decidir se confirma liminar concedida por Toffoli que suspendeu em todo o País processos sobre compartilhamento de dados da Receita e do antigo Coaf sem autorização judicial. A decisão afeta diretamente o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), que entrou na mira do MP por supostos atos cometidos quando era deputado estadual no Rio de Janeiro. Por decisão de Toffoli, essa apuração está parada. 

Fonte: O Estado de S. Paulo.