Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

15/11/2017 - Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.



Veja as ultimas ocorrências em Pitanga e Palmital.


PITANGA

AMEAÇA
No dia 14 de novembro de 2017, a equipe deslocou ao Parque São Basílio, onde a solicitante, relatou que seu ex - genro chegou a sua residência e passou a ameaça-la dizendo que batia nela e em seu namorado. Relata a solicitante que isso aconteceu porque Leonar vem atrás de sua filha, a qual possui uma medida protetiva contra ele. Com a equipe no local o mesmo não foi encontrado, a vítima foi orientada.

PALMITAL

FURTO QUALIFICADO

No dia 14 de novembro de 2017, compareceu a este Pelotão, uma mulher a qual relatou que se ausentou de sua residência e ao retornar à casa se deparou com a porta arrombada. Informou ainda que vários pertences foram furtados, dentre estes documentos pessoais, cartão do banco do Brasil, cartão do banco Sicredi, dinheiro em espécie, uma roçadeira, um motosserra, e uma serra elétrica.  Foi oriento a solicitante quanto os procedimentos cabíveis. 


Sanepar recomenda aplicativo de celular para solicitar serviços.

                            

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) informa que suas centrais de relacionamento estarão fechadas neste feriado de 15 de novembro, comemorativo à Proclamação da República. Caso o cliente precise de serviços da empresa, poderá usar o site da Sanepar ou o aplicativo de celular Sanepar Mobile. Na quinta (16) e na sexta feira (17), o atendimento personalizado volta ao horário normal.

“O uso do aplicativo da Sanepar é recomendado pela empresa para que o cliente tenha uma opção ágil e disponível de atendimento sem precisar se deslocar a uma central de atendimento. Nos feriados, aos sábados e domingos, quando nossas centrais estão fechadas, muitos clientes usam o aplicativo”, ressalta o gerente comercial da Sanepar, Luiz Carlos Braz de Jesus. Segundo ele, desde que foi lançado, em outubro de 2016, o Sanepar Mobile demonstrou sua eficiência e vem sendo cada vez uma forma inteligente, segura, rápida e econômica de prestação de serviços.

ONLINE

Tanto pelo aplicativo quanto pelo site, o cliente pode atualizar cadastro, solicitar outra data de vencimento ou a entrega da conta em outro endereço, localizar centrais de relacionamento e locais credenciados para pagamento da fatura. Poderá também obter código para pagamento, consultar informações sobre pagamentos efetuados, débitos, leitura e consumo e ainda verificar falta d’água, solicitar serviços de conserto de cavalete e de verificação da qualidade da água.

O Sanepar Mobile é compatível com os sistemas operacionais Android e iOS e pode ser baixado nas lojas Google Play Store e App Store.

COMO USAR

O acesso aos serviços é feito pelo titular da conta, por matrícula cadastrada. No caso de condomínios, o acesso será feito pelo síndico ou outro responsável pela gestão da conta. Cada matrícula é identificada por um apelido escolhido pelo cliente, quando houver a gestão de mais de um imóvel.

A senha de acesso utilizada no Sanepar Mobile é a mesma cadastrada no autoatendimento virtual, que funciona no site da Sanepar. Caso o cliente não lembre ou deseje trocar a senha, basta cadastrar uma nova senha no aplicativo ou no site.

CONTATOS

A Sanepar também mantém um serviço 24 horas por dia para atendimento via telefone pelo número 0800 200 0115.

Fonte: Redesul.


Capitania Fluvial do Rio Paraná lacra 11 embarcações por irregularidades de segurança no interior do Estado do Paraná.

As balsas interditadas receberam um lacre administrativo, na cor vermelha, bem como aviso de que a retirada do lacre constitui-se em crime previsto no artigo 336 do Código Penal. Fotografia: Capitania Fluvial do Rio Paraná


A Capitania Fluvial do Rio Paraná (CFRP) realizou a Operação Balsa no período de 5 a 11 de novembro de 2017, durante a qual foram realizadas 39 abordagens no interior do Estado do Paraná, com ênfase na fiscalização de embarcações de travessia de passageiros e carga nas bacias dos rios Iguaçu, Ivaí, Piquiri e afluentes. A Operação constituiu-se numa ação preventiva que demandou esforço de pessoal e viaturas na organização de três equipes que, simultaneamente e de surpresa, realizaram ações de fiscalização do tráfego aquaviário em 27 municípios da área de jurisdição da CFRP, Agente da Autoridade Marítima Brasileira na região centro-oeste paranaense, durante as quais foram percorridos 8.258 km de estradas e caminhos rurais. As 39 abordagens resultaram em 32 Inspeções Navais com fulcro na Lei 9.537/1997 (Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário) e no Decreto 2.596/1998, que regulamenta a Lei, durante as quais foi constatado que:

• apenas três balsas operando em condições satisfatórias;
• 11 balsas lacradas devido ao grave risco que impunham à salvaguarda da vida humana, à
segurança da navegação e ao meio ambiente;
• seis embarcações inacessíveis devido às condições de tráfego nos acessos, em maior parte
constituídos por estradas de terra com cascalho;
• 14 balsas inoperantes;
• uma balsa inexistente; e
• quatro balsas notificadas por apresentarem irregularidades que não comprometiam a
segurança da navegação, mas que devem sanar as discrepâncias junto à CFRP.

As 11 (onze) embarcações interditadas apresentavam as seguintes infrações à legislação:
alagamento dos compartimentos internos; operação com número insuficiente de tripulantes; risco operacional no guincho de suspensão e descida da rampa de acesso; falta de barras de proteção lateral para os passageiros; extintor de incêndio com validade vencida; sem luzes de navegação; mangueira de combustível furada; fiação elétrica exposta; falta de coletes salva-vidas; eixo do motor exposto; e documentação vencida ou falta de documentos obrigatórios. Até o dia 14 de novembro de 2017, uma das embarcações lacradas, a balsa “Antonelo”, que realiza a travessia do rio Chopim entre os municípios de Verê e São João, já havia obtido a sua regularização perante o Agente da Autoridade Marítima.

Apoio

O trabalho das equipes da Marinha do Brasil durante a Operação Balsa foi possível graças ao apoio logístico prestado por organizações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado do Paraná. A oportunidade reforçou os laços de amizade institucional anteriormente existentes. Em paralelo à execução das Inspeções Navais, a CFRP realizou uma campanha de Comunicação Social com o propósito de manter a sociedade informada das ações da Marinha do Brasil no interior do Estado do Paraná, e, especialmente, esclarecer as populações dos municípios afetados pelas onze interdições de travessias quanto aos riscos envolvidos na utilização de embarcações sem condições de segurança. Por meio da imprensa também buscou-se envolver os usuários dos serviços a apoiarem a fiscalização das balsas e denunciarem suspeitas de irregularidades, como um ato de cidadania, a fim de contribuir, em caráter permanente, para a segurança do tráfego aquaviário, por meio do telefone (45) 3523-2332 ou pelo e-mail cfrp.secom.@marinha.mil.br. 


A balsa “Cavernoso”, na travessia do rio Cavernoso entre os municípios de Cantagalo e Candói, foi lacrada devido ao tripulante não ser habilitado e outras discrepâncias. Fotografia: Capitania Fluvial do Rio Paraná


Mapa da área abrangida pela Operação Balsa. A distância entre a CFRP, em Foz do Iguaçu, e Porto Vitória, no extremo leste da área de jurisdição, é de aproximadamente 522 km, por via rodoviária. Imagem: Capitania Fluvial do Rio Paraná.

Capitania Fluvial do Rio Paraná
Comunicação Social
Telefone: (45) 3523-2332 (ramal 34)
E-mail: cfrp.comsoc@marinha.mil.br


Caminhão de Guarapuava se envolve em acidente na BR 277, em Palmeira.


Um caminhão Mercedes Benz/LS 1634 com placas de Guarapuava se envolveu em um acidente no KM 177,8 da BR 277, em Palmeira. A ocorrência foi registrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por volta das 16h10 dessa segunda feira (13).

De acordo com a PRF, o caminhão seguia o fluxo da rodovia quando ao perder o controle retornou em marcha ré, derramando parte da carga de sacos de cimento por sobre a rodovia, saindo da pista e bloqueando o fluxo, pois ficou imobilizado transversalmente na rodovia. O condutor saiu ileso.

Ainda segundo a polícia, as condições ambientais eram de tempo bom com pista seca no momento do acidente. O condutor efetuou o teste de bafômetro sendo o resultado negativo para o consumo de álcool.

Fonte: Rede Sul.


Colisão entre caminhão e moto deixa um morto na PR 466, em Guarapuava.


Uma colisão entre um caminhão e uma moto deixou um morto na PR 466, em Guarapuava. O acidente ocorreu por volta das 11h35, no trevo de acesso principal à cidade. No local, os socorristas do Siate e do Samu prestaram o primeiro atendimento ao motociclista. Porém, ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava. A ocorrência ainda está em andamento e os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

Fonte: Rede Sul.


Acidente entre carro e caminhões deixa 5 mortos.


Cinco pessoas morreram em um acidente envolvendo um carro e dois caminhões na rodovia BR-116, no km 267, em Teófilo Otoni (MG), na tarde desta terça-feira (14).
Uma carreta que transportava eucalipto tombou por volta das 15h em um trecho de descida e curva da rodovia, espalhando a carga na pista.
Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), um caminhão cegonha e um carro da Prefeitura de Crisólita não conseguiram desviar e se envolveram no acidente.
Quatro ocupantes do carro e o motorista da carreta morreram no acidente. O nome das vítimas não foi divulgado pela polícia.
O motorista do caminhão cegonha ficou ferido e foi levado a um hospital da região. O estado de saúde dele não foi informado.
A rodovia ficou parcialmente interditada até às 23h para socorro às vítimas, perícia e limpeza do trecho onde ocorreu o acidente.
Fonte: CGN.


Veado causa transtornos ao invadir salão de beleza na Região de Curitiba. Veja o vídeo.

Um veado assustou clientes e funcionários de um salão de beleza no bairro das Nações, em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), nesta terça-feira (14).
O animal invadiu o estabelecimento, por volta das 8h30, e derrubou diversos produtos antes de ser dominado, conta o cabeleireiro Marcelo de Britto Junior. Muitos vizinhos se aglomeraram para ver o bicho.
"O veado entrou correndo, batendo em tudo, derrubando hidratantes, xampús e tudo o que via pela frente. Foi um susto enorme para todo mundo. Ele ficou se batendo, até que conseguimos prendê-lo no banheiro", relata.
A dona do salão, Jana Jordan, diz que demorou a perceber que era um veado.
"O veado veio lá da praça correndo, e o trem pulava, e o trem pulava, pulava. E eu falava: 'O que é isso? É um camelo, um canguru, um cachorro? Mas que cachorro mais magrelo, esquisito'. Aí ele veio, deu uma passeada no salão e foi para o banheiro", conta. "Acho que ele queria comprar uns produtos", brinca ela.
Veado deve ser solto em mata por funcionários da prefeitura (Foto: Reprodução)

O animal foi fechado no banheiro pelos funcionários até a chegada de agentes do Ibama e da Secretaria de Meio Ambiente do município. Ele tinha um ferimento nos cascos das patas, mas nada grave, segundo a dona do salão.
Fonte G1

Colisão frontal na PR-180 mata duas pessoas e deixa outra em estado grave.


Duas pessoas morreram e uma mulher está internada em estado gravíssimo na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital de Umuarama depois da colisão entre um veículo Celta e um Fiat Palio na rodovia PR-180, entre Goioerê e Moreira Sales.
Os dois condutores não resistiram aos ferimentos e morreram. Uma mulher que conduzia o Celta sentido a Goioerê e um homem de 34 anos que conduzia o Palio, no sentido a Moreira Sales.
A mulher chegou a ser socorrida, mas faleceu no hospital.
Uma passageira do veículo Palio, de 38 anos, esposa do motorista, foi encaminhada ao hospital com o helicóptero do serviço avançado do Samu, em estado gravíssimo.
Os corpos das duas vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal para exames de necropsia.
O acidente aconteceu em um trecho de reta e segundo pessoas que também estavam na rodovia no momento do acidente, a colisão foi frontal e não havia nenhuma situação de ultrapassagem. A Polícia Técnica fez um levantamento do local e poderá indicar em que circunstâncias o acidente aconteceu.
Fonte CGN
Secretários de Candói recebem 
reconhecimento popular pelo 
bom trabalho desenvolvido.
Candói vem se destacando no cenário político como sendo um município de boa gestão administrativa. De acordo com o prefeito Gelson Costa, o segredo desse sucesso é o trabalho em equipe.
Percebendo esse sucesso, o Instituto de Pesquisa Liderança fez uma pesquisa de opinião pública e simpatia em Candói, entrevistando a população para escolher os melhores profissionais do município.
Larri Nei Zago ganhou o premio com 73% de aprovação como chefe de gabinete e servidor público. O secretário de Administração, Valdecir Antônio da Silva (Tica), teve 74% de aceitação popular. O secretário de Saúde, Juarez Turco, conquistou 73% de aprovação e o secretário de Agricultura e Pecuária, Darci Picolo, adquiriu 69% da aceitação e simpatia da população candoiana.
O Instituto Liderança entregou um troféu e um diploma de consagração pública pelo mérito e reconhecimento aos serviços prestados à comunidade.
Além dos secretários premiados, o prefeito Gelson Costa agradeceu a colaboração e o trabalho desenvolvido por todos os outros secretários municipais de Candói. “Eu tenho uma equipe de grandes lideres que me ajudam com os trabalhos de desenvolvimento do municipio. É nitido a melhoria da qualidade de vida da população a cada dia que passa. E eu só tenho a agradecer a todos os meus colegas de trabalho juntamente com os servidores públicos”, declara o prefeito Gelson Costa.
Fonte: Redesul


Brasil poderá perder até US$ 5 bilhões com calotes de Caracas.


O prejuízo do Brasil com o calote venezuelano deve aumentar significativamente nos próximos meses. Sob condição de anonimato, técnicos do governo brasileiro disseram que a perda pode ficar entre US$ 4 bilhões e US$ 5 bilhões.
O ministério da Fazenda se recusou a informar oficialmente a exposição do Brasil à Venezuela. Uma parte importante dos recursos devidos são créditos à exportação avalizados pelo Tesouro Nacional, por meio do Fundo de Garantia à Exportação.
Ou seja, no caso de calote, o banco aciona o seguro e o dinheiro sai do Orçamento do próprio governo brasileiro.
Até agora, os venezuelanos já atrasaram o pagamento de uma parcela de US$ 262 milhões desses créditos no âmbito do CCR (convênio de pagamentos e créditos recíprocos) -que funciona como uma câmara de compensação entre os bancos centrais de 12 países latino-americanos.
A parcela está vencida desde setembro, e o Brasil tentou enviar uma missão a Caracas para negociar, mas o governo de Nicolas Maduro se esquivou e não marcou data para a reunião.
O Brasil então comunicou o calote ao Clube de Paris, que reúne governos credores e do qual faz parte há um ano, para tentar receber o dinheiro de volta em conjunto com outros países.
Segundo técnicos do governo brasileiro, a dívida total da Venezuela com o Brasil no âmbito do CCR chega a pouco mais de US$ 1 bilhão (R$ 3,31 bilhões no câmbio desta terça-feira).
Boa parte desses valores são obras das construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez, envolvidas na Lava Jato, na Venezuela, que foram financiadas pelo BNDES.
LULA E CHÁVEZA
Graças a aproximação entre os ex-presidentes Hugo Chávez (1954-2013) e Luiz Inácio Lula da Silva, o BNDES emprestou US$ 3,2 bilhões para a Venezuela desde 2002.
Os dois países chegaram até a anunciar uma parceria que nunca se concretizou- entre a Petrobras e a PDVSA para a construção da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco. A estatal brasileira acabou sendo obrigada a tocar a obra sozinha.
Os financiamentos do BNDES continuaram sendo liberados no governo Dilma Rousseff até o início de 2016, quando a Venezuela deixou de depositar as garantias necessárias para operar o CCR por causa da deterioração de sua economia. Depois disso, o Brasil interrompeu a concessão de novos créditos.
Além do US$ 1 bilhão registrado no CCR, os técnicos brasileiros estimam haver entre US$ 3 bilhões e US$ 4 bilhões a dívida não paga pela Venezuela a empresas brasileiras.
Nesse cálculo, estão desde importação de alimentos até pagamentos de passagens para as companhias TAM e GOL, que operavam voos regulares para Caracas.
Com a dificuldade para receber, as empresas brasileiras abandonaram o mercado venezuelano nos últimos anos, e o comércio bilateral minguou.
Em 2008, no auge das trocas entre os dois países, o Brasil exportou US$ 5,15 bilhões para a Venezuela. De janeiro a outubro deste ano, foram US$ 388 milhões.
Fonte: CGN.
Temer assina MP da reforma trabalhista.


O presidente Michel Temer contrariou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e assinou nesta terça-feira (14) medida provisória alterando pontos importantes da reforma trabalhista. O texto foi divulgado em edição extra do "Diário Oficial".
Temer se reuniu nesta terça com Maia, que defendia que fosse enviado um projeto de lei, e explicou que não poderia romper com promessa feita em julho aos senadores governistas para que aprovassem a proposta no formato definido pela Câmara. "Ele [Maia] foi convencido de que havia um acordo para que fosse uma medida provisória", disse o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).
Maia afirmou que não gostou da decisão do presidente, mas que vai colocar a medida provisória em apreciação: "Óbvio que vou pautar o acordo que o presidente fez com o Senado Federal, mas não acho justo. Encaminhá-la enfraquece a lei que foi sancionada", disse.
O novo texto prevê uma quarentena de 18 meses para a migração de um contrato por prazo indeterminado para um de caráter intermitente. Essa regra vale somente até dezembro de 2020.
DANO MORAL
A medida provisória também estabelece uma nova parametrização para o pagamento de dano moral, que varia de três vezes o teto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), para ofensa de natureza leve, e chega a 50 vezes nos casos de natureza gravíssima. O teto dos benefícios previdenciários é hoje de R$ 5.531,31.
Da forma como foi aprovado pelo Congresso, o texto coloca o próprio salário do trabalhador como parâmetro, o que gerou diversas críticas.
A MP também prevê que a jornada de 12 horas de trabalho seguida por 36 horas de descanso deve ser negociada por meio de convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho. Há uma exceção para as entidade do setor de saúde, que também podem fazer essa negociação por meio de acordo individual escrito.
Para a trabalhadora gestante, o texto determina que elas devem ser afastadas de atividades insalubres durante a gestação, mas permite que atuem em locais com insalubridade em grau médio ou mínimo quando ela "voluntariamente" apresentar atestado de saúde com a autorização.

As alterações entram em vigor de forma imediata, mas dependem da aprovação do Senado e da Câmara para se tornarem permanentes.
Fonte: CGN.