Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

segunda-feira, 29 de maio de 2017

29/05/2017

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Loja da Filha do Ex – Prefeito Zampier de Pitanga é assaltada hoje pela madrugada.


No dia 29 de maio de 2017, às 04h02min, a equipe mediante solicitação na central, deslocou ate a Avenida Brasil, nº 240, para verificar um arrombamento na loja Zampier e Poletto decorações. 

No local constatado, onde registrado por câmeras de segurança que um indivíduo tinha adentrado a loja, que ao disparar o alarme evadiu-se do local sem levar nada até então observado.

A equipe fez varreduras pelos terrenos baldios dos fundos da loja e realizou patrulhamentos, porem não obteve êxito na localização do autor sendo orientada a vítima.

Fonte: Policia Militar.


Residência é furtada em Pitanga.


No dia 28 de maio de 2017, às 09h00min, por solicitação via 190ª equipe deslocou até a Rua Duque de Caxias onde a proprietária da residência informou que durante a madrugada forçaram o portão eletrônico da frente e entraram no interior da casa pelos fundos levando uma TV marca Philco de 32’ polegadas; Relata que não foi notada nenhuma movimentação e somente pela manhã constataram o furto; Foi orientada quanto aos procedimentos.

Fonte: Polícia Militar.


Detento é flagrado com maconha na cueca na Penitenciária Industrial de Guarapuava.


Um detento de 24 anos foi flagrado com maconha dentro da cueca na tarde desse domingo (28) na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG).
A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar às 15h30 e, conforme um agente carcerário, o preso retornou de uma visita e durante a revista pessoal, foram encontradas 50,3 gramas de maconha picada e embalada em seis pedaços dentro da cueca.

O preso e a droga foram conduzidos para a 14ª SDP. Após os procedimentos, ele retornou para a cela na PIG.

Fonte: Rede Sul.


Policial Militar é encontrado morto com tiro em Guarapuava.


Um policial militar foi encontrado morto em casa com um disparo de arma de fogo na tarde deste domingo (28) no bairro Bonsucesso, em Guarapuava.

O caso ocorreu por volta das 13h, na rua Inácio Karpinski. No local, Adriano Franciego Mallmann, de 30 anos, foi encontrado em óbito. Colegas de trabalho estranharam que ele não compareceu ao 16º BPM hoje e foram verificar o que houve. Ele foi encontrado morto, com um tiro no queixo.

O corpo do policial foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava.

Adriano não será velado em Guarapuava. Após uma rápida despedida dos colegas do 16º BPM, o corpo segue para sepultamento em Quedas do Iguaçu nesta segunda (29). A suspeita é que Adriano tenha tirado a própria vida.

Fonte: Rede Sul.


Motorista foge após atropelar jovem em Guarapuava.


Um motorista fugiu com o carro do local após ter atropelado uma jovem na noite desse no Jardim das Américas, em Guarapuava.

O acidente foi registrado pelo Corpo de Bombeiros às 21h05, na rua Aragão de Mattos Leão. No local, os socorristas encaminharam Juliana da Silva, de 21 anos, para atendimento médico na UPA do Batel. Ela foi atropelada e teve ferimentos leves.

Ninguém soube dar informações obre o veículo ou sobre o motorista que causou o atropelamento.

Fonte: Rede Sul.


Bandido morre em confronto com a PM após assalto.


Um bandido foi morto e outro preso na manhã desta segunda-feira (29), após assalto, em Ivaiporã, no Vale do Ivaí. A dupla roubou uma ótica no centro da cidade e depois tentou fugir, no entanto, foi localizada pela Polícia Militar (PM).
De acordo com a PM, os dois invadiram a Ótica Rubi por volta das 9 horas. Após o crime fugiram sentido o Jardim Luiz XV. Viaturas da PM foram até a região e localizaram um dos bandidos perto do Córrego Pindauvinha. Os policiais conseguiram prender um dos ladrões que estava desarmado. 
O segundo envolvido começou a atirar contra as equipes, que revidaram. O homem foi atingido e morreu no local. A polícia ainda não informou o nome dos assaltantes. 
fonte: TN ONLINE.

Adolescente morre em acidente entre moto e carreta.


Um adolescente de 16 anos morreu, por volta das 23h30 deste domingo (28), quando a motocicleta Honda/CG 125, que ele pilotava, bateu na traseira de uma carreta, no Lar Paraná. Ele seguia no sentido Lar Paraná/Centro.
A colisão aconteceu na rua Guarani, próximo da esquina com a Rua Tarumã. Com o impacto, o jovem morreu no local. Uma equipe do Samu foi acionada, mas nada pôde fazer. O Instituto Médico Legal esteve no local para retirar o corpo. A mãe do adolescente esteve no local e ficou desesperada.
Informações são do site TÁ SABENDO.
Carro capota, mas não deixa consequências mais graves.


Um acidente de trânsito ocorrido na tarde deste domingo (28) na na saída de Cambira e Novo Itacolomi, por sorte n"ao teve consequências mais graves.

Um carro capotou e ficou com as quatro rodas para o alto, mas o motorista nada sofreu.

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) ainda não divulgou o nome do motorista e a causa do acidente. 

Informações são do TN ONLINE.


Equipes do Siate atendem grave acidente na PR - 486.


Um homem se feriu após um grave acidente na PR-486, próximo a Tupãssi.
A vítima seguia por uma estrada rural e teria perdido o controle do carro e batido contra um barranco, capotando na sequência.
Equipes do Corpo de Bombeiros de Cascavel foram ao local para atender a vítima que chegou a ficar preso em meio às ferragens.
O homem foi identificado como Ari José Hanauer de 53 anos que teve ferimentos considerados moderados. 
A vítima foi conduzida à UPA Brasília para atendimento médico.
Fonte: Cgn.
Barracão é consumido pelo fogo em Ponta Grossa.


Um barracão abandonado foi parcialmente destruído durante um incêndio no começo da tarde deste domingo (28) no bairro Nossa Senhora das Graças, em Ponta Grossa. As chamas começaram por volta das 14h e o caso mobilizou várias equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.
O fogo atingiu o barracão que fica na avenida Antonio Saad. No local, funcionava uma pista de kart já desativa e as chamas consumiram vários pneus armazenados no local. Três caminhões com equipes do Corpo de Bombeiros foram enviados até o local para tentar controlar as chamas.
As informações são do A Rede.
Internauta faz anuncio bem humorado de par de alianças e viraliza na Net.


Não é a primeira vez que o anúncio de venda de um par de alianças viraliza nas redes sociais em Ponta Grossa. Dessa vez, o vendedor fez sucesso diante do bom humor exposto no anúncio. O enunciado publicado em grupos de comércio no Facebook chamou a atenção dos potenciais compradores.
“Troco por fardo de Kaiser mais um de Coca [Cola]. Não foi porque não deu certo para mim que não vai dar certo para você, você vai ser FELIZ e eu bebo a sua saúde. Fechado somente para interessados”, escreveu o internauta no anúncio.
Até às 17h de ontem (28), o post do anúncio tinha quase 500 curtidas e 100 comentários. “O comercial foi muito bom”, escreveu um dos internautas. 
Informações são do site A REDE.
A cada cinco sentenças de Moro, uma é absolvição.

Juiz Sérgio Moro

O nome da jornalista Cláudia Cruz, mulher do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), voltou a ser comentado na última quinta, mas por um motivo raro no noticiário da Lava Jato: foi absolvida pelo juiz Sérgio Moro.

As condenações contra políticos, empreiteiros e ex-dirigentes da Petrobras, com penas que chegam a passar de 20 anos de prisão, dão ao magistrado uma aura de “caneta pesada”, mas os números mostram uma imagem menos severa.

Moro já concluiu 29 processos até aqui. Exceto por alguns poucos casos em que as sentenças foram suspensas, o juiz emitiu 169 absolvições ou condenações – número que considera nomes repetidos, que foram réus em mais de uma ação.

E o juiz já decidiu por 37 absolvições, ou 21,89% do total. Dito de outro modo, de cada cinco réus julgados por Moro, um acaba inocentado.

Cláudia Cruz, portanto, se junta a um grupo de mais de 30 pessoas, inclusive nomes como o doleiro Alberto Youssef, o lobista Júlio Camargo e o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada, que já têm penas pesadas na ficha, mas escaparam da condenação pelo menos uma vez.

Boa parte dos absolvidos, porém, é de personagens “acessórias”: parentes, amigos ou subordinados dos protagonistas da corrupção. Em geral, o MPF (Ministério Público Federal) os denuncia por participarem de alguma forma da lavagem do dinheiro do crime, por exemplo, mas não consegue provar a culpa deles na Justiça.

Foi o caso de Cláudia Cruz, mulher de Cunha; de Márcia Danzinora do ex- -deputado Pedro Corrêa (PP- -PE); de Adarico Negromonte – irmão do ex-ministro Mário Negromonte (PP-BA); de Olavo de Moura – irmão do lobista do PT Fernando Moura; de Eidilaira Gomes – mulher do ex-deputado André Vargas (PT-PR); de Maurício Bumlai – filho do pecuarista José Bumlai; e de Jorge Argello Junior, filho do ex-senador Gim Argello (PTB-DF), entre outros.

Os três desembargadores da 8ª turma do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre, que julga as apelações dos réus condenados por Moro, costumam referendar as sentenças do juiz. Até hoje, apenas quatro pessoas acabaram inocentadas na segunda instância contrariando a decisão do magistrado.

Ciência de cônjuges sobre crimes precisa ser provada.

Cláudia Cruz, Eduardo Cunha e a filha do ex-deputado gastaram US$ 526 mil em viagens e artigos de luxo, mas a culpa da jornalista, segundo Moro, não ficou provada.

Além de não haver certeza de que o dinheiro gasto por ela foi o mesmo que Cunha recebeu de propina da Petrobras – crime pelo qual ele já foi condenado a 15 anos e 4 meses de prisão –, Moro acatou o argumento de que ela não geria as finanças do casal.

“Para condenação por lavagem de dinheiro de cônjuges de agentes públicos corrompidos, é necessário ter uma prova muito clara de que o cônjuge tinha ciência dos crimes de corrupção”, escreveu Moro sobre Cláudia.

Casos parecidos já ocorreram na Lava Jato. Em abril, o ex-deputado André Vargas (PT-PR) foi condenado por usar R$ 980 mil de propina para comprar uma casa declarada por R$ 500 mil. Eidilaira Soares, mulher de Vargas, participou da transação, mas foi absolvida por falta de provas.

Gastos Claudia Cruz

Fonte: Paraná Portal.


Trocas em ministérios garantem foro a Rocha Loures.

Imagem: Reprodução TV Globo

Em pleno domingo, o presidente Michel Temer (PMDB) decidiu trocar o Ministro da Justiça. Ele demitiu o deputado paranaense Osmar Serraglio, do PMDB, que ficou menos de três meses no cargo. Quem assume a pasta é Torquato Jardim, que estava à frente do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União. Mas Serraglio não deve retornar para a Câmara dos Deputados. Temer deve nomeá-lo para o lugar de Jardim, mantendo Serraglio no alto escalão do Governo, mas no Ministério da Transparência.

A manobra evita que Rodrigo Rocha Loures, antigo assessor direto e apontado como pessoa de confiança do presidente, perca o mandato de deputado e o foro privilegiado. Rocha Loures era apenas suplente e só assumiu uma cadeira na Câmara no dia 08 de março, quando Serraglio se tornou ministro. Antes de assumir o mandato, Rocha Loures trabalhava no gabinete de Temer.

Se Osmar Serraglio voltasse para a Câmara, Rocha Loures perderia a cadeira, correndo o risco de ser investigado em primeira instância, por não ter foro privilegiado. Esse foi um dos motivos para o presidente manter Serraglio como ministro. Rocha Loures está afastado do cargo, mas continua recebendo salário de quase R$ 34 mil e com direito de ser investigado no Supremo Tribunal Federal.

O deputado foi citado nas delações premiadas da JBS como uma espécie de “intermediário” de Temer, indicado para resolver assuntos de interesse da empresa. Ele também foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil em propina. De acordo com executivos da JBS, o dinheiro seria destinado ao presidente Temer e coube a Rocha Loures apenas receber a mala com dinheiro.

Nos bastidores, o meio político também queria a saída de Serraglio do Ministério da Justiça. Muitos parlamentares diziam que ele não tinha pulso firme e cobravam mais interferência na Polícia Federal. Em Brasília, já circula a informação de que Torquato Jardim pode substituir o diretor-geral da PF, Leandro Daiello. A mudança na pasta já ligou sinal de alerta entre os investigadores da Lava Jato.

Em nota, a Associação dos Delegados da Polícia Federal, a ADPF, também demonstrou preocupação e disse que foi surpreendida com a notícia, por desconhecer qualquer proposta de Torquato Jardim para a pasta. Além disso, a ADPF cobrou autonomia para a Polícia Federal.

Edição: Narley Resende Fonte: Paraná Portal.