Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

quinta-feira, 30 de março de 2017

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Eleitor de Santa Maria do Oeste desabafa contra ameaça do Prefeito. Assista ao Vídeo.


O Eleitor Eugênio Stachiu de Santa Maria do Oeste manifestou em vídeo sua indignação com o telefonema em tom ameaçador do Prefeito Reinoldo e desabafou citando vários fatos ocorridos na Prefeitura de Santa Maria, avalie e tire suas conclusões.

O vídeo viralizou nas Redes Sociais contando com várias pessoas apoiando o vídeo do Sr. Eugênio.

O Blog do Beto Recebeu o Vídeo de vários moradores da cidade querendo a publicação do mesmo, a postagem do vídeo foi autorizada pelo declarante. 


Criança de 03 anos desaparecida é encontrada por Policia Militar e Moradores em Pitanga.


No dia 29 de março de 2017, às 13h30min, atendendo solicitação de uma agente comunitária da localidade Pitanga Abaixo, zona rural, a equipe deslocou até a zona rural borboleta abaixo, no local a Noticiante que sua filha de apenas 03 anos havia desaparecido desde as 07 horas da manhã.

Diante do fato a equipe auxiliou nas buscas juntamente com a equipe do Corpo de Bombeiros de Pitanga e moradores da região, sendo que por volta das 15h00min da tarde a equipe foi informada que moradores locais haviam localizado a criança, que a mesma havia aparecido no quintal da casa de um casal morador da Localidade Pitanga Abaixo, sendo que a mesma foi entregue aos seus pais em estado integro.

Fonte: Polícia Militar.


Moto sem placa e baixada é apreendida em Pitanga.

Resultado de imagem para motocicleta Yamaha/XTZ 125K de cor vermelha
                                                                                                                       Imagem ilustrativa

 No dia 29 de março de 2017, às 11h20min, a equipe policial de serviço, visualizou um indivíduo em atitude suspeita conduzindo uma motocicleta sem placa pela Rua Duque de Caxias, foi dada voz de abordagem e identificado o condutor de 19 anos o qual não é habilitado, e o veículo uma motocicleta Yamaha/XTZ 125K de cor vermelha se encontrava sem placa e com chassi pinado, cuja placa constante no sistema é baixada pelo DETRAN em 05/08/2013.

 Diante dos fatos o condutor e a motocicleta apreendida foram conduzidos para a 3ª CIA PM para os procedimentos cabíveis.

Fonte: Polícia Militar.


Cristina Silvestri anuncia ciclovia e restauração da PR - 540, mais a construção do destacamento da PM em Entre Rios

   A mostrar efa70ffb-b266-4205-baea-b97c06df63a5.jpg

Deputada destaca compromisso do governo e o seu trabalho pessoal para a concretização dessas obras, algumas esperadas há mais de 30 anos

A deputada estadual Cristina Silvestri anunciou mais uma conquista para a Região Central do Estado, desta vez no distrito de Entre Rios, em Guarapuava: acompanhada de lideranças locais, a parlamentar se reuniu com o diretor do DER do Paraná, Nelson Leal Junior, e recebeu a confirmação da revitalização do asfalto da PR-540, que liga as cinco tradicionais comunidades suábias, e também a construção de uma ciclovia interligando as colônias Jordãozinho, Vitória e Cachoeira.

Após participar de outra audiência, na Secretaria da Segurança Pública, Cristina Silvestri assegurou a construção da sede própria do destacamento do 16º Batalhão da Polícia Militar na Colônia Vitória, em Entre Rios, que há muito é esperada. A obra já tem dotação orçamentária, no valor de R$ 807.752,79, e está em fase de licitação para escolha da empresa construtora.

"O destacamento e a ciclovia são reivindicações que se estendem há 30 anos e agora estamos colocando todo o nosso empenho para que sejam efetivamente concretizados", salientou a deputada, lembrando que, além de requerimentos oficializados através da Assembleia Legislativa, foi pessoalmente diversas vezes às Secretarias de Estado para reiterar a importância dessas benfeitorias.

Segundo a parlamentar, o diretor do DER assegurou que as obras de restauração asfáltica e de sinalização na PR-540 terão a qualidade necessária para comportar o intenso tráfego de veículos, leves e pesados. A rodovia faz conexão com a área rural e industrial de Entre Rios com a PR-170, que absorve todo o fluxo de carga agrícola de vários municípios da Região.

Justamente por essas características, a construção da ciclovia interligando as colônias tornou-se emergencial para facilitar a circulação de trabalhadores que vão ao serviço de bicicleta, e também para servir como opção de esporte e lazer para a população em geral. O estilo europeu das colônias suábias (povo remanescente do antigo Império Austro-Húngaro) é um convite para passeios ciclísticos em meio à natureza e às lavouras, numa das áreas com maiores índices de produção e produtividade rural do Brasil. "A ciclovia é uma obra útil em todos os sentidos, e a revitalização do asfalto, indispensável", observou a parlamentar.

A exemplo da reunião no DER, Cristina Silvestri foi à Secretaria da Segurança Pública acompanhada dos vereadores de Guarapuava  Valdemar Santos, Celso Costa e  do representante da Cooperativa Agrária, Sérgio Cacilho. A conversa foi com o chefe de Gabinete da Secretaria, Roberto Milaneze.

Cristina Silvestri destacou que a dotação de recursos financeiros e a licitação da construtora são garantias plenas de que a sede da Polícia Militar será definitivamente construída. Ela  mencionou os benefícios que serão conquistados – a possibilidade de aumento do efetivo policial e as melhores condições de trabalho dos soldados, com mais espaço e área para abrigar equipamentos.

Fonte: Marcia Saad Assessora Parlamentar Gabinete Deputada Estadual Cristina Silvestri


Deputado acompanha autorização de quase R$ 50 milhões em financiamentos que beneficia Santa Maria.


O Deputado Estadual Bernardo Ribas Carli acompanhou na manhã desta quarta feira (29) de março, o Governador Beto Richa na autorização de quase R$ 50 milhões em financiamentos para municípios do Paraná.
Oito cidades representadas por Carli foram contempladas nesta etapa, cujos Prefeitos foram acompanhados pelo parlamentar na assinatura dos documentos. São eles Cruz Machado, Goioxim, Iretama, Laranjal, Mangueirinha, Manoel Ribas, Nova Tebas e Santa Maria do Oeste.
Os recursos serão aplicados em obras e investimentos de áreas prioritárias dos municípios e deverão dar melhores condições de vida a toda a população.

Fonte: Rede Sul.


Apenas 25% das crianças com menos de 4 anos frequentam creche ou escola.


Em 2015, das 10,3 milhões de crianças brasileiras com menos de 4 anos, 25,6% (2,6 milhões) estavam matriculadas em creche ou escola. Entretanto, 74,4% (7,7 milhões) não frequentavam esse tipo de estabelecimento nem de manhã, nem à tarde.

Desse contingente de 7,7 milhões de crianças que ficavam em casa, 61,8% de seus responsáveis demonstravam interesse em matricular na creche, o que representa 4,7 milhões dos casos. O interesse do responsável em matricular a criança crescia com o aumento da idade, passando de 49,1% em crianças com menos de 1 ano e atingindo 78,6% entre as crianças de 3 anos.

As informações constam do suplemento Aspectos dos cuidados das crianças de menos de 4 anos de idade, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, divulgado hoje (29) no Rio de Janeiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, o percentual de crianças de menos de 4 anos cujos responsáveis tinham interesse em matriculá-las em creche ou escola diminuía nas classes de renda média domiciliar per capita mais altas.

“Nas classes sem rendimento a menos de ¼ do salário mínimo, essa proporção era de 61,5%, crescendo até a classe de ½ a menos de 1 salário mínimo (63,9%). A partir da classe de 1 a menos de 2 salários mínimos, verificava-se redução da proporção, com estimativa de 60,1%, chegando a 54,4% na classe de rendimento domiciliar per capita de 3 ou mais salários mínimos”, informa o documento.

Das 4,7 milhões de crianças de menos de 4 anos não matriculadas em creche ou escola, mas cujos responsáveis tinham interesse em fazê-lo, em 43,2% (2,1 milhões) dos casos os responsáveis tomaram alguma ação para conseguir uma vaga. Dentre as medidas adotadas, as mais recorrentes foram o contato com a creche, a prefeitura ou secretaria para informações sobre existência de vagas (58,7%) e a inscrição em fila de espera para vagas (37,3%).

A assistente administrativa Dayse Fernandes Bezerra Arruda, de 39 anos, busca uma vaga em creche municipal para seu filho de 6 meses desde o ano passado para poder voltar a trabalhar. Ela recorreu à Justiça para que a prefeitura do Rio de Janeiro matricule seu filho em uma creche.
“Estou com processo em andamento e até agora nada. Fiz a inscrição em cinco creches em bairros próximos de casa, mas ele não foi sorteado. Eu não tenho com quem deixá-lo. Meu marido trabalha. Uma creche particular é inviável, a mais barata está na faixa de R$ 1,5 mil. Vivemos de aluguel, é complicado pagar uma creche”, disse Dayse.

PNE

O Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado em 2014, estabelece na sua primeira meta a universalização da educação infantil na pré-escola para crianças de 4 a 5 anos até 2016 e a ampliação da oferta de educação em creches de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de até 3 anos até 2024.

Segundo o IBGE, os dados de 2015 da Pnad mostram que a taxa de frequência de crianças de 4 a 5 anos na pré-escola está em 84,3%. No caso das crianças com menos de 4 anos, apenas 25,6% estavam em creches.

O PNE estabelece metas e estratégias para melhorar a qualidade da educação até 2024. As metas vão desde a educação infantil até a pós-graduação e incluem valorização dos professores e melhorias em infraestrutura.

PERFIL

A Pnad 2015 estimou que os 10,3 milhões de crianças com menos de 4 anos no país correspondem a 5,1% da população brasileira. A presença de crianças desse grupo etário foi registrada em 13,7% dos domicílios.

Segundo a pesquisadora do IBGE Adriana Araújo Beringuy, o aspecto mais distintivo entre os domicílios foi o rendimento domiciliar per capita: a presença de crianças de menos de 4 anos é maior nas classes menos elevadas. “Quase 74% dos domicílios com crianças até 3 anos estavam nas faixas de rendimento domiciliar per capita até um salário mínimo. É perceptível que as crianças desse grupo etário estão em domicílios de renda mais baixa”, disse.

Fonte: Rede Sul.


Idoso tenta matar esposa de 86 anos a facadas.

   Idoso tenta matar esposa de 86 anos a facadas

Um homem de 79 anos tentou matar sua esposa de 86 anos a facadas na madrugada de terça dia 28 em Maringá, no Paraná (PR).

O idoso desferiu diversos golpes na mulher e depois ainda tentou tirar a própria a vida.

Quem flagrou a cena do crime foi a filha do casa que mora com os pais no Jardim Bertioga. Ela ouviu gritos vindo do quarto do casal e correu para ver o que estava acontecendo.

A mulher se deparou com seu pai esfaqueando a sua mãe e tentou impedir a ação, momento em que o homem passou a golpear a si mesmo.

A filha chamou a Polícia Militar (PM) e o casal foi encaminhado ao hospital.

Os dois ficaram bastante feridos no entanto o caso na mulher inspira maiores cuidado. O estado dela é considerado grave. 

Fonte: TN Online.


Caminhão pega fogo e motorista morre queimado.

Um grave acidente na rodovia BR-376, entre Ponta Grossa e o trevo de acesso à Tibagi, deixou um caminhoneiro morto durante a madrugada de quinta-feira (30). Uma carreta ‘cegonha’ descarregada bateu contra o guard hail e pegou fogo. O motorista, ejetado e preso embaixo do veículo, morreu carbonizado. O caso foi registrado por volta de 1h30 nas proximidades da Cervejaria Ambev, no km 462.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, que atendeu a ocorrência, o caminhão com placas de São Paulo seguia no sentido Norte do Paraná-Ponta Grossa e iria até Curitiba, quando o motorista perdeu o controle do veículo em uma curva. Ele acabou ejetado do caminhão e caiu na rodovia, sendo arrastado por alguns metros até o guard hail. O veículo entrou em combustão e o condutor morreu carbonizado, preso às ferragens.
O caminhão ainda era ocupado por outro homem, que estava dormindo no momento do acidente e também acabou ejetado. Ele não sofreu ferimentos mais graves, mas não teve chances de salvar o colega.
Equipes do Corpo de Bombeiros controlaram o incêndio e fizeram o rescaldo do veículo, mas o motorista já estava morto. O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico-Legal (IML) e encaminhado para a sede do órgão, ao lado da 13ª Subdivisão Policial (SDP).
Fonte: CGN.
Farmácia Popular deve fechar unidades próprias e manter particulares.

   

As unidades próprias do Farmácia Popular devem acabar. Em reunião marcada para esta quinta (30), em Brasília, o Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde vai apresentar seu voto favorável à extinção desse formato do programa, lançado em 2004 e um dos símbolos do governo Lula (PT). O conselho vai propor que recursos sejam transferidos para custear a compra de medicamentos distribuídos nas unidades básicas de saúde.
As discussões sobre o fim das unidades próprias começaram há alguns meses. Ministério da Saúde e secretários estaduais já haviam se manifestado favoravelmente a essa ideia. Faltava apenas o aval de representantes de secretários municipais, que agora será formalizado na reunião tripartite, marcada para esta quinta.
Caso a decisão se confirme, serão mantidas apenas as redes de farmácias particulares credenciadas, o braço do programa batizado de "Aqui tem Farmácia Popular".
"O modelo da unidade própria é dispendioso, pouco eficaz. É muito dinheiro para pouco remédio distribuído", resumiu o presidente do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde, Mauro Guimarães Junqueira. Atualmente, existem no País 516 unidades próprias de farmácias populares, distribuídas em 410 municípios. Dos R$ 96 milhões destinados para esse programa, apenas R$ 13 milhões foram efetivamente gastos com a compra de medicamentos. O restante dos recursos foi consumido em infraestrutura e pessoal.
O modelo de unidade própria foi o primeiro lançado dentro do programa Farmácia Popular. Nesse formato, prefeituras ou estados mantinham uma farmácia (que deveria atender exigências específicas ) onde eram colocados à venda 112 medicamentos para tratar hipertensão, diabetes, úlcera gástrica, depressão, asma, infecções e verminoses, enxaqueca, queimaduras e inflamações, por exemplo, além dos anticoncepcionais. Os consumidores pagavam o equivalente a 10% do preço dos remédios, mediante a apresentação da receita.
Esse formato, no entanto, nunca teve o desempenho esperado pelo governo. A maior parte das adesões ocorreu no primeiro ano do Farmácia Popular. Diante da falta de entusiasmo, o governo lançou o novo modelo, de farmácias particulares credenciadas, considerado bem sucedido.
Junqueira acredita que a proposta de transferir os recursos das unidades próprias para ajudar nas despesas da Farmácia Básica será aceita tanto pelo Ministério da Saúde quanto pelo Conselho de Secretários Estaduais de Saúde. O governo federal repassa anualmente R$ 980 milhões para que municípios comprem os medicamentos distribuídos nas farmácias das unidades básicas de saúde. "Na prática, a transferência da verba das unidades próprias representaria um aumento de 10% nesse valor."
Em alguns Estados, o modelo de unidade própria já foi colocado em desuso. Na Bahia, por exemplo, o Farmácia Popular funciona apenas com as unidades de farmácias particulares, credenciadas no programa. Somente este ano, mais cinco unidades foram fechadas, a pedido dos municípios.

Fonte: UOL.
Aprovada Lei que garante repasse de incentivos a hospitais filantrópicos.
 

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou por unanimidade, nessa quarta feira (29), o Projeto de Lei nº 88/2017, de autoria do Poder Executivo. Conhecido como Lei da Complementaridade, o projeto estabelece normas para a participação complementar da iniciativa privada no Sistema Único de Saúde (SUS). 


A matéria, que tramitava em regime de urgência, recebeu 43 votos favoráveis e nenhum contrário, em segunda discussão. Como as três emendas apresentadas ao projeto foram rejeitadas, um requerimento de dispensa de redação final foi apresentado e aprovado antes do término da sessão. Assim, a lei segue para a sanção do governador Beto Richa. 

NECESSÁRIO


“O Sistema Único de Saúde é universal e deve atender aos cidadãos em todo território paranaense de maneira igualitária. Pela Constituição, já é assegurada a participação complementar das instituições privadas na assistência à saúde, prioritariamente as sem fins lucrativos e as filantrópicas”, explica o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto. 


Segundo ele, o projeto de lei foi necessário por conta da Lei Federal 13.019/14, que exigia a definição clara do que é complementar na área da saúde. Com a aprovação da Lei, o Governo do Paraná vai poder assegurar a manutenção dos atuais programas e ações de apoio às instituições filantrópicas e garantir elas prestem serviços gratuitos de saúde à população. 

“De 2011 a 2016, o Paraná ampliou a oferta de leitos gerais e de UTI em todas as regiões e reduziu os vazios assistenciais. Com isso, foi possível, por exemplo, reduzir a mortalidade materna em 40%, a infantil em 15% e ampliar o número de transplantes realizados em mais de 200%”, afirma Caputo Neto. “Sem o trabalho desenvolvido em parceria com as instituições filantrópicas, esses resultados não seriam possíveis”, alertou. 

PÚBLICOS


O secretário destaca que o investimento constante nas estruturas públicas de saúde não vai ser afetado. “O orçamento da Saúde para 2017 prevê a aplicação de mais R$ 1,5 bilhão nos hospitais públicos estaduais e cerca de R$ 300 milhões para os filantrópicos. Nosso objetivo é ampliar o acesso da população a serviços de saúde de qualidade e isso se faz com boas parcerias”, finalizou. 


A nova Lei deverá ser regulamentada por decreto do governador, que definirá os critérios técnicos para sua aplicação.

Fonte: Rede Sul.



Cassação de Temer será julgada terça feira (04).


O TSE definiu a próxima terça, 4 de abril, como o início do julgamento da cassação de Michel Temer (PMDB).
Além de Temer, a Corte também decidirá sobre as contas da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), derrubada em 31 de agosto de 2016.
Originalmente, o pedido do PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer eleita nas eleições de 2014.
Gilmar Mendes, que preside a corte eleitoral, marcou a sessão para as 9h.
O ministro-relator da cassação, Herman Benjamin, vai pedir no voto a cassação da chapa.
PROCESSO
Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidente Dilma Rousseff e de seu companheiro de chapa, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas, por unanimidade, no TSE. No entanto, o processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. Segundo entendimento do TSE, a prestação contábil da presidente e do vice-presidente é julgada em conjunto.
A campanha de Dilma Rousseff nega qualquer irregularidade e sustenta que todo o processo de contratação das empresas e de distribuição dos produtos foi documentado e monitorado. No início do mês, a defesa do presidente Michel Temer sustentou no TSE que a campanha eleitoral do PMDB não tem relação com os pagamentos suspeitos. De acordo com os advogados, não se tem conhecimento de qualquer irregularidade no pagamento dos serviços.
Fonte: Rede Sul.