Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

07/10/2019 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Conselheiro Tutelar e Candidato a reeleição, perde a linha e acaba brigando no Colégio Balbina e menor de idade fala que foi agredido por ele.


No dia 06 de outubro de 2019, a equipe foi acionada pelos fiscais de votação do conselho tutelar de Santa Maria do Oeste, que se realiza no Colégio Balbina Almeida de Souza, no qual foi relatado que havia acontecido, uma ocorrência de vias de fato.

Chegando ao local, a equipe foi abordada pela pessoa de *** o qual é conselheiro e também candidato a umas das vagas para conselho tutelar (reeleição). Este relatou que as pessoas de ***, e sua ****, lhe agrediram fisicamente após lhe acusarem deste ficar tirando fotos dos veículos que estavam puxando as pessoas para votação.

Diante disso, causando um grande tumultuo dentro do Colégio, onde algumas pessoas que estavam presentes tentaram apartar a briga, acabaram se envolvendo. A pessoa de **** o qual é testemunha relatou que a pessoa de ***, desferiu socos em ***, mas *** não tem certeza tem certeza sobre esta agressão.

Então diante disso, foram encontradas todas as partes da situação e deslocado ao DPM de Policia de Santa Maria do Oeste para realização do termo circunstanciado do fato.

O menor e idade que estava presente no local relatou a outro Conselheiro, que foi agredido.

Fonte: Polícia Militar (adaptado).


Homem é morto com disparo de arma de fogo.

Nova Prata do Iguaçu: Homem é morto com disparo de arma de fogo

Na noite de domingo (06) foi registrado um homicídio na comunidade de Colônia Nova, interior de Nova Prata do Iguaçu, onde foi morto com disparo de arma de fogo C.P., 46 anos.

Segundo o que foi apurado pela Polícia Militar, ele estava em casa onde também possui um bar e ao sair para a parte externa foi atingido por um disparo de arma de fogo, voltou para dentro de casa, balbuciou algumas palavras e caiu morto.

A Polícia Militar foi acionada e foi até uma casa onde estava um suposto desafeto da vítima, que negou qualquer envolvimento, porém foi encaminhado a delegacia da Polícia Civil para prestar depoimento.

O corpo da vítima foi removido ao IML de Francisco Beltrão.

Fonte: PP NEWS FB.


Idoso de 76 anos morre atropelado por caminhão ao tentar atravessar a BR-369.

Idoso de 76 anos morre atropelado por caminhão ao tentar atravessar a BR-369

Um idoso de 76 anos morreu atropelado na noite deste domingo (06) por uma caminhão-tanque, ao tentar atravessar a rodovia BR-369, no distrito de Piquirivaí, em Campo Mourão. 

A vítima morava no distrito e voltava de uma chácara, próximo a Piquirivaí. O motorista do caminhão, relatou que não conseguiu evitar o acidente.

“Ele seguia pelo acostamento, na mesmo direção do caminhão, quando tentou atravessar a rodovia. Tentei evitar o acidente, quase tombei o caminhão, mas não teve jeito”, lamentou o motorista.
O caminhão, com placas de Chapecó (SC), transportava biodiesel.

O idoso morreu no local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão. 

Fonte: Tá Sabendo.


Caminhoneiro morre baleado em conflito com a PM na PR-170.

Caminhoneiro morre baleado em conflito com a PM na PR-170, em Florestópolis

Um caminhoneiro que transportava uma carga de cigarros morreu em um confronto com a Polícia Militar (PM) na tarde deste sábado (5), na PR-170, em Florestópolis (Região Metropolitana de Londrina). 

De acordo com a PM, o 5º BPM (Batalhão de Polícia Militar) de Londrina recebeu informações de que indivíduos da região de Londrina estariam em um caminhão de cor prata, com carroceria de madeira, vindo das proximidades da fronteira com o Paraguai, carregado possivelmente com armas e drogas, além de possível alerta de furto.

O veículo deveria utilizar rotas menos movimentadas para tentar evitar fiscalização com trajeto por Florestópolis e Primeiro de Maio. A equipe do Choque iniciou patrulhamento e, por volta das 15h, no quilômetro 20 da rodovia, foi visto um veículo com as características suspeitas.

A PM teria utilizado giroflex e sirene para tentar abordagem, mas o motorista teria acelerado o veículo por vários metros, bem como teria tentado diversas vezes 'fechar' e colidir contra a viatura, parando de maneira abrupta.

Os policiais saíram para abordar o condutor do caminhão, que teria descido com uma arma de fogo em punho, apontando-a em direção à equipe da PM. Ainda conforme a PM, foi dada ordem para que o motorista largasse a arma, mas o suspeito não obedeceu. Então, os policiais atiraram no caminhoneiro, que foi a óbito no local.

O IML (Instituto Médico-Legal) de Londrina fez o recolhimento do corpo do indivíduo, identificado pelas iniciais T. M. T.

Em vistoria no caminhão, foram constatados indícios de adulterações e uma grande quantidade de cigarros, encaminhados à PF (Polícia Federal). 

Fonte: Bonde.


Bolsonaristas lançam 'plano B' em SP após articulação de Joice.

Bolsonaristas lançam 'plano B' em SP após articulação de Joice

Em conversas reservadas, lideranças bolsonaristas de São Paulo dizem que o principal objetivo do PSL na disputa pela capital paulista é ter um candidato absolutamente leal e engajado com o projeto de poder do presidente Jair Bolsonaro.

Nesse cenário, a deputada Joice Hasselman (PSL-SP), líder do governo na Câmara, que se coloca como pré-candidata, passou a ser vista com desconfiança, devido a sua proximidade e amizade com o governador João Doria (PSDB).

Esse foi o componente que levou ao surgimento da pré-candidatura do deputado estadual Gil Diniz, conhecido como "Carteiro Reaça", e considerado "os olhos e os ouvidos" da família Bolsonaro no Estado

"Joice se colocou como candidata, sem dar espaço para ninguém", disse Diniz em entrevista recente ao jornal O Estado de S. Paulo. Nenhum membro do clã Bolsonaro saiu em defesa da líder do governo.

O pano de fundo dessa movimentação é uma disputa silenciosa travada entre o governador João Doria e o presidente da República com vistas à eleição presidencial de 2022. Para ambos, é imprescindível que um aliado vença na capital e impeça o avanço do adversário.

No caso de Doria, um novo mandato para o prefeito Bruno Covas (PSDB) amarraria o prefeito a seu projeto presidencial, bloquearia uma possível tentativa de Geraldo Alckmin (PSDB) de disputar o governo estadual e abriria caminho para o apoio da legenda tucana à candidatura do vice, Rodrigo Garcia (DEM), ao Palácio dos Bandeirantes.

Mas seria arriscado para Doria depender apenas da tentativa de reeleição Covas. Por isso dois nomes de outras siglas já orbitam na área de influência do governador no cenário da eleição municipal: Cláudio Lottemberg, ex-presidente do hospital Einstein, e Felipe Sabará, presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado. Ambos são do Novo e estão no processo seletivo do partido para disputar a Prefeitura.

Os candidatos do campo "dorista" enfrentarão um candidato que luta pelo mesmo eleitorado tucano histórico: o ex-vereador e ex-ministro Andrea Matarazzo, que deixou o PSDB e migrou para o PSD.

Há ainda no campo da direita dois nomes com forte potencial eleitoral: o apresentador José Luiz Datena e Celso Russomanno (PRB). O primeiro teria que deixar a TV, e por isso desistiu de disputar o Senado em 2018. O segundo costuma largar bem nas disputas, mas despencar na reta final.

Esquerda

No campo oposto, o PT discute internamente se lança um candidato próprio ou apoia um nome que consiga reunir a centro-esquerda em uma frente anti-Bolsonaro e anti-Doria na capital. Um cenário seria apoiar Márcio França (PSB), que venceu Doria na capital na disputa pelo governo e conta com um grande recall eleitoral.

Mas, segundo aliados de França, o apoio do PT precisa ser avaliado com muita cautela, pois o antipetismo ainda é forte na capital, onde Bolsonaro venceu Fernando Haddad no 2° turno da eleição presidencial.

Diante do impasse, se acumulam pré-candidatos à Prefeitura no PT: Jilmar Tatto, Carlos Zarattini, Nabil Bonduki, Paulo Teixeira e Eduardo Suplicy.

Correndo por fora, o PCdoB já lançou Orlando Silva, em um movimento inédito na história do partido. E PSOL avalia lançar Guilherme Boulos. 

Fonte: O Estado de S. Paulo.