Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Reunião no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Maria do Oeste.


Ontem dia 10/02/2017, aconteceu em Santa Maria do Oeste uma reunião no Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Foram abordados vários temas como a reforma da previdência e a importância do trabalhador rural nos dias modernos entre outros assuntos.

O Blog do Beto esteve acompanhando de perto mais este movimento !!!




Vende - se Loja em Pitanga



Homem mata a esposa e tira a própria vida.


Um matou a esposa e logo após tirou a própria vida na tarde dessa sexta feira (10) em Prudentópolis.

O fato ocorreu na localidade de Ligação, a cerca de 80 quilômetros do Centro da cidade.

Os dois corpos foram encaminhados ao Instituo Médico Legal (IML) de Guarapuava.

O caso está sendo investigado pela polícia.

Os nomes das vítimas ainda não foi divulgado.

Fonte: Rede Sul.


Caminhoneiro está desaparecido após ter caminhão roubado.
O motorista morador em Barracão, Flávio de Paula, funcionário da empresa de transportes Benini, está desaparecido desde a noite de sexta-feira (10), após ter o caminhão roubado. Ele conduzia um caminhão Volvo que tracionava uma câmara fria carregado com Salmão, avaliada em aproximadamente R$ 700 mil. O assalto ocorreu em um posto de combustíveis em Balneário Camboriú, no litoral catarinense.

Segundo informações do proprietário, dois homens teriam abordado o motorista, roubaram o caminhão placas BEN-1437 de Barracão, adesivado com a escrita da empresa Transportes Benini. Não há informações do paradeiro do motorista.

Qualquer informação pode ser dada nos telefones (49) 3644-2154 ou (49) 99956-1475 ou ainda na polícia mais próxima. 

Fonte: portal tri.
Saveiro atropela e mata pedestre na BR - 158.

Laranjeiras - Saveiro atropela e mata pedestre na BR-158

Na noite desta sexta dia 10, a equipe do Siate foi acionada até a BR-158, próximo ao trevo que de acesso a BR-277.

No local um homem tinha sido atropelado por uma camionete VW/Saveiro e entrou em óbito no local.

A vitima foi identificada apenas como Antônio, morador das redondezas da rodovia. Segundo informações o homem estava tentando atravessar a rodovia quando foi atropelado pelo veículo.

O IML foi acionado e conduziu o corpo do Homem para a cidade de Guarapuava, Policia Militar e PRF atenderam a ocorrência.

Filipe Trento, condutor do veiculo, quebrou o braço e foi levado para atendimento hospitalar, onde passará por cirurgia. A equipe do Siate realizou os primeiros socorros com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.




Fonte: Portal Cantu.


Homem fica ferido em acidente entre carro e caminhão na PR - 493.

 

O acidente foi registrado na noite de sexta-feira (10) por volta de 21h40 na rodovia PR-493, entre Verê e Dois Vizinhos.

A colisão frontal envolveu um caminhão Acura 17.230, placas e Pinhalzinho (SC) conduzido por Andre Rugiski, 27 anos e um Gol placas de Dois Vizinhos, conduzido por Dirceu Felippi, 55 anos, que sofreu ferimentos e foi socorrido ao Hospital Pró Vida de Dois Vizinhos.

A Polícia Rodoviária Estadual registrou a ocorrência.

Fonte: PPnews.


Fiesta e Strada batem na rodovia BR - 277.



Uma mulher e um homem ficaram feridos na tarde deste sábado (11) após se envolverem em um acidente de trânsito. A colisão entre dois carros aconteceu na BR-277 proximidades do trevo do Turisparque, em Cascavel.

Socorristas do Siate e da Ecocataratas foram mobilizados à ocorrência.

Segundo informações, o Fiesta estava na rodovia quando acabou batendo na Fiat Strada, que saiu do trevo acessando a BR-277. O Fiesta atingiu em cheio a lateral da picape, que rodou na pista e parou no barranco.

As equipes precisaram cortar a porta da Strada para retirar a condutora, de aproximadamente 60 anos. Ela estava com fraturas nas costelas e contusões e escoriações no lado esquerdo do corpo.

Um senhor que estava de carona no Fiesta também ficou ferido. Ambos foram socorridos e encaminhados à Casa Hospitalar com lesões moderadas.

Uma equipe da PRF (Polícia Rodoviária Federal) também foi acionada e registrou o fato. Apesar dos carros não estarem em meio às vias, o trânsito na rodovia ficou mais lento.


Fonte: CGN.


Caminhão com combustível tomba na PR - 373.



Um caminhão com placas de Joaquim Távora (PR) carregado de óleo diesel tombou, por volta das 5h30 deste sábado (11), na PRC- 373 (prolongamento da PR-151), no sentido Carambeí-Ponta Grossa, sobre a obra da Trincheira do Los Angeles. O condutor teve ferimentos moderados e foi encaminhado ao Hospital Municipal Dr. Amadeu Puppi.

As causas do acidente ainda estão sendo apuradas. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o combustível do caminhão ainda precisa ser esgotado para que o veículo possa ser retirado. O Corpo de Bombeiros foi acionado logo após o acidente, mas não houve risco de explosão.

O trânsito no local segue normal neste momento, mas a Concessionária CCR RodoNorte trabalha no local e constatou um vazamento constante de combustível. Os bombeiros e PRE foram chamados novamente para acompanhar as operações, minimizando o risco de explosão.


Fonte: Diário dos Campos.


Strada capota na BR - 467.


Um veículo Strada capotou na tarde de hoje (11), na BR-467, próximo ao distrito de Sede Alvorada, em Cascavel. O acidente aconteceu na pista sentido Cascavel.

Informações repassadas no local de que o veículo seguia na pista da esquerda, quando foi fechado por um caminhão que trafegava pela pista da direita.

O condutor da Strada conseguiu evitar a colisão, porém, na manobra acabou perdendo o controle da direção do carro e capotou.

O motorista do carro foi identificado como Jeferson Fernando Miranda. Ele trabalha com entrega de frutas, mas a carga dele já havia sido entregue, porém as caixas utilizadas no trabalho foram dispersas durante o acidente.

Socorristas do Samu que passavam pelo local atenderam Jeferson e o encaminharam para o hospital com ferimentos moderados. Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal esteve no local e registrou o acidente. 

Fonte: CGN.


Justiça permite que Moreira Franco seja ministro, mas sem foro privilegiado.

Moreira Franco

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), com sede no Rio de Janeiro, decidiu nesta sexta-feira (10) manter a nomeação de Moreira Franco para o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, contudo, retirou a prerrogativa do foro privilegiado.

A decisão do juiz federal convocado Alcides Martins Ribeiro Filho, que atua na Sexta Turma Especializada do tribunal, suspende, parcialmente, os efeitos da liminar do juiz da primeira instância fluminense que havia impedido a nomeação de Moreira Franco para o cargo.

Na avaliação de Ribeiro Filho, são cabíveis as suspeitas de que a recriação da Secretaria-Geral da Presidência da República pelo presidente Michel Temer teve por objetivo garantir a Moreira Franco o direito ao foro privilegiado.

Moreira Franco é citado na delação premiada do ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho, que o acusou de ter recebido dinheiro para defender os interesses da empreiteira. Moreira nega as acusações.

“Como bem ressaltado pelo juízo a quo [o juízo de primeiro grau] o senhor Moreira Franco já exercia um cargo de confiança, na alta esfera hierárquica do governo federal, não se verificando qualquer urgência a justificar a sua nomeação. A extrapolação finalística ante os substanciais indícios de desvio, contudo, pode ser afastada de modo a preservar parcialmente o ato administrativo impugnado [pelo presidente da República], admitindo-se a nomeação ao cargo sem a prerrogativa do foro privilegiado”, diz o magistrado na decisão.

Moreira Franco foi empossado ministro-chefe da Secretaria-geral da Presidência da República na semana passada. Desde então, uma guerra de liminares teve início na Justiça Federal. O impasse só deve ter fim após a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello, que é relator de dois mandados de segurança nos quais a Rede e o PSOL questionam o ato de nomeação de Moreira Franco. A decisão deve ser tomada na segunda-feira (13).

Fonte: Paraná Portal.


Temer diz ao STF que não houve “má intenção” ao nomear Moreira Franco.


Michel Temer e Moreira Franco

O Palácio do Planalto apresentou na noite desta sexta-feira (10) ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello os motivos para a nomeação de Wellington Moreira Franco como ministro da Secretaria-Geral da Presidência.
A mensagem, encaminhada à Corte pela advogada-geral da União, Grace Mendonça, é uma resposta ao pedido de Celso Mello feito ontem (9), em que o ministro deu 24 horas para que o presidente Michel Temer prestasse informações que considerasse relevantes para o julgamento de ações que impediram a nomeação de Moreira Franco.
“Não houve qualquer má intenção do Presidente da República em criar obstruções ou embaraços à Operação Lava Jato”, diz o texto subscrito por Temer, pela AGU e pela Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil.
Em mais de 50 páginas de documentos, a Advocacia-Geral da União (AGU) contesta dois mandados de seguranças impetrados no Supremo pelo PSOL e pela Rede que questionam a indicação de Moreira para a secretaria com status de ministério. Segundo os partidos, a nomeação teve a intenção de garantir foro privilegiado ao peemedebista, que é citado na Operação Lava Jato.
Desde a posse do novo ministro, na última sexta-feira (3), uma guerra de liminares teve início na Justiça Federal. Na mais recente, na noite desta sexta-feira, o Tribunal Regional da 2ª Região (TRF-2), com sede no Rio de Janeiro, liberou a posse de Moreira, mas retirou a prerrogativa do foro privilegiado. O impasse só deve ter fim após a decisão de Celso de Mello, no início da próxima semana.

Argumentos

A AGU argumenta na mensagem ao STF que não há nenhuma investigação em curso contra Moreira Franco e que o fato de impedir cidadãos de assumirem cargos públicos antes de sentenças condenatórias “viola o princípio da presunção de inocência”. Além disso, prossegue o órgão, Moreira Franco “está sujeito, ainda que no cargo, a responder por todos os atos que supostamente tenha cometido”.
“É imperioso destacar que não se tem conhecimento da existência de menção em delação premiada ao nomeado. Cumpre ressaltar que mesmo homologada, esta permanece em sigilo. Ademais, a ilação feita pelo impetrante, quanto a um efeito secundário e incerto do ato impugnado, adota pressuposto de que essa Suprema Corte seria leniente, menos capaz ou eficaz do que qualquer juízo inferior no processamento e julgamento das ações penais originárias, como que um locus [lugar específico] para proteção e impunidade”, diz a AGU no texto.
Os defensores do governo também discordam que o caso seja similar ao da nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro da Casa Civil da então presidenta Dilma Rousseff. Na época, a nomeação de Lula foi suspensa pelo ministro do STF Gilmar Mendes. Para a AGU, no entanto, as “situações fáticas e jurídicas são distintas”.
“Naquele caso, tratava-se de ato de nomeação de um cidadão, no momento sem qualquer vínculo formal com o governo, para um ministério há muito existente na estrutura da Presidência da República. No presente caso, trata-se de uma impugnação a um ato de nomeação de ocupante de cargo de natureza especial em razão de reestruturação da organização ministerial.” Antes da posse na Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco já atuava no governo, à frente do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).
Segundo a AGU, no caso de Lula, havia investigações policiais formalizadas e em andamento sobre o ex-presidente, diferentemente da atual situação de Moreira Franco.
“No presente caso, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República não é sequer investigado em qualquer inquérito ou procedimento a esse fim destinado. A alegação dos impetrantes quanto à existência de supostas citações no âmbito do instituto da colaboração premiada [documentos estes que se encontram em segredo de justiça] não se presta à caracterização de investigação formal em andamento.”
A defesa do governo também contesta a alegação de que houve desvio de finalidade por parte do Planalto ao recriar a Secretaria-Geral da Presidência. De acordo com a AGU, a medida provisória editada por Temer possui como base “relevantes razões de interesse público” e teve como objetivo não apenas a criação da pasta mas também uma “verdadeira recomposição da divisão de competências” e organização de “unidades administrativas existentes no núcleo estratégico do Poder Executivo Federal”.
Como último argumento, a Advocacia-Geral da União recorre ao princípio da separação dos Poderes para dizer que a nomeação de um ministro é “prerrogativa própria” do presidente da República e afirma que a suspensão de Moreira pode “provocar danos irreparáveis” e “grave lesão à ordem pública administrativa”.

Sem foro privilegiado

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), com sede no Rio de Janeiro, decidiu nesta sexta-feira (10) manter a nomeação de Moreira Franco para o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, contudo, retirou a prerrogativa do foro privilegiado.
A decisão do juiz federal convocado Alcides Martins Ribeiro Filho, que atua na Sexta Turma Especializada do tribunal, suspende, parcialmente, os efeitos da liminar do juiz da primeira instância fluminense que havia impedido a nomeação de Moreira Franco para o cargo.
Na avaliação de Ribeiro Filho, são cabíveis as suspeitas de que a recriação da Secretaria-Geral da Presidência da República pelo presidente Michel Temer teve por objetivo garantir a Moreira Franco o direito ao foro privilegiado.
Fonte: Paraná Portal.