Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

terça-feira, 21 de abril de 2020

21/04/2020 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Exclusivo: Vídeo está viralizando no WhatsApp, aonde um homem mostra um cemitério e diz que já foram mais de 60 mortos enterrados somente durante a parte da manhã. ASSISTA AO VÍDEO:

A equipe de Reportagens do Blog do Beto recebeu um vídeo aonde um Homem fala sobre um cemitério onde foram enterrados mais de 60 mortos somente na parte da manhã, com uma certa quantidade de pesquisas sobre os fatos narrados no vídeo, descobrimos que este cemitério é em Manaus, mais precisamente o Cemitério Nossa Senhora Aparecida, localizado no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, Nas imagens também é possível observar uma fila de carros de funerárias aguardando para realizar os procedimentos. A pessoa que gravou o vídeo ainda faz alguns questionamentos. "Estão pensando que é brincadeira o que está acontecendo na nossa cidade? Os coveiros falaram que pela manhã foram enterrados 60 corpos", fala o homem em tom de indignação.

Apesar do decreto municipal da cidade de Manaus, que limita a quantidade de pessoas em velórios e sepultamentos, a população insiste em acompanhar o enterro do ente querido mesmo sabendo que também estão correndo o risco de morte, devido ao contágio do novo corona-vírus. É o que mostra um vídeo divulgado nas redes sociais, na tarde desta segunda-feira (20), onde várias pessoas aparecem aglomeradas próximas a túmulos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, Zona Oeste de Manaus, segundo o representante do Sindicato das Empresas funerárias do Amazonas (Sefeam), Manoel Viana, explicou que a alta demanda tem congestionado o trabalho dos profissionais que atuam nos cemitérios. Ele ainda confirma que o vídeo divulgado aconteceu nesta segunda (20), por volta das 12h, horário de almoço dos coveiros.

"Anteriormente eram feitos 30 sepultamentos diários, agora o número quadruplicou. De ontem para hoje foram 122 mortes, de todos os tipos. Casos de Covid-19 confirmados foram entorno de 20, mas também existem muitos casos de mortes por doenças respiratórias", explicou Manoel.

O representante do Sefeam esclareceu, ainda, que para evitar novos acúmulos, a partir desta terça-feira (21), as equipes que atuam no cemitério do Tarumã, devem trabalhar em regime de escala.

"Deve ocorrer uma espécie de rodízio para sempre ter equipes disponíveis, enquanto uns estiverem em intervalo, outros continuarão trabalhando", pontou Manoel.

Manoel Viana ainda lamentou a insistências das pessoas em ir ao cemitério.  "Mesmo sabendo que há uma limitação estabelecida ainda existem pessoas que não são conscientes e tentam gerar aglomeração. Existem guardas municipais fazendo a orientação na porta do cemitério, mas a demanda ainda é alta. Precisamos da compreensão das pessoas, pois todos estamos vulneráveis, pois estamos lhe dando com um inimigo invisível", contou. 

Decreto:

Dezenas de pessoas aparecem aglomeradas próximas a túmulos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida
Dezenas de pessoas aparecem aglomeradas próximas a túmulos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida | Foto: Divulgação


Foi estabelecido no Decreto 4.801, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), que os velórios e sepultamentos para pessoas cujas mortes não foram provocadas pela Covid-19, entre elas a limitação de dez pessoas por velório e a redução para até 2h do tempo dessas cerimônias. Ao sepultamento, só está permitida a presença de, no máximo, cinco pessoas. Entre outras normas.

No caso de morte por confirmação ou suspeita de Covid-19, uma vez realizada a preparação do corpo pela prestadora de serviço, esse deve seguir de imediato para cremação ou sepultamento, sem a realização de velório; nesses casos, o cortejo só deverá só deverá ser integrado pelo carro que conduz a urna funerária e um veículo particular. Só três pessoas devem assistir o sepultamento.

Doença no Amazonas:

Segundo o último boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), o Amazonas tem 2.160 pessoas com diagnóstico de Covid-19 e 185 mortes causadas pela doença. Entretanto, o perigo pode muito maior, conforme anunciou o governador do Estado, na semana passada, em entrevista a uma rádio local. “Pessoas  estão morrendo com Covid-19, que a gente não consegue fazer a testagem, que a gente não consegue fazer a comprovação", alertou Wilson Lima.

Colapso Funerário:

Se as mortes continuarem pode não haver espaço suficiente nos cemitérios para dar conta da demanda de corpos. Há dez dias, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, se pronunciou sobre o número de mortes causadas pela Covid-19 e declarou "colapso funerário".



Clipe com cena de sexo entre Anitta e MC Cabelinho. Assista ao Vídeo:


Lançado na última sexta-feira (20), o clipe de “Até o Céu”, primeira parceria entre Anitta e o ator e cantor MC Cabelinho, passou a ser restrito para menores de idade no Youtube. A medida tem como objetivo a reclassificação indicativa do conteúdo exibido. Cabelinho, vale lembrar, atualmente pode ser visto no papel de um bandido na novela “Amor de Mãe”.


Anitta fazendo sexo no clipe
Anitta, por sinal, já é um dos assuntos mais comentados do Twitter e vem dando o que falar. No clipe, a cantora protagoniza uma garota normal em cenas muito intimas com o namorado, como cavalgar no sexo com o rapaz e até protagonizar momentos extremamente íntimos usando o banheiro.

Na cama, na privada e de fio dental são algumas cenas protagonizadas por Anitta. E até mesmo a estética do clipe é diferente, em uma pegada mais ‘documental’.


Fonte: site emtempo.



Marido discute com esposa e morre atropelado em Guarapuava.


A Polícia Militar atendeu ontem (20) três ocorrências envolvendo mortes em Guarapuava. Entre as ocorrências, uma mulher grávida foi morta a tiros. Um idoso foi encontrado sem vida em casa. E um homem agrediu a esposa e morreu atropelado em seguida.

BAIRRO JORDÃO

Por volta das 12h25, uma equipe da Rádio Patrulha foi até a avenida Rubens Siqueira Ribas, no bairro Jordão, após receber uma chamada via 190 que um homem, estaria agredindo sua ex-mulher em via pública. No local as equipes constataram que um homem de 27 anos tinha sido atropelado por um carro não identificado. Conforme a PM, o médico do Samu constatou a morte. Trata-se de uma vítima identificada pelas iniciais F.O.G, de 27 anos. De acordo com relato da mulher de 28 anos aos policiais, ela disse que havia saído do trabalho e que o marido a estava aguardando. Após uma discussão, ela informou que foi embora e que não presenciou o atropelamento. O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava e aguarda identificação oficial. A polícia investiga o caso.

TRIANON

Mais tarde, por volta das 13h15, uma equipe da Rádio Patrulha atendeu a segunda ocorrência de morte em Guarapuava. Desta vez os policiais foram até a rua 17 de Julho, no bairro Trianon. No endereço, familiares relataram que o idoso de 66 anos foi encontrado caído e sem vida, por sua cunhada. O Samu foi acionado, mas a causa da morte não foi constatada. Assim foi acionado o Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava para investigação e posterior recolhimento do corpo. Entretanto, compareceram ao local o delegado de plantão e o perito, que não constataram sinais de morte violenta. Por fim, foi solicitado novamente ao Samu a liberação do corpo para os familiares.

JARDIM DAS AMÉRICAS

E na noite de segunda-feira (20), a PM atendeu uma ocorrência de disparo de arma de fogo, onde havia duas vítimas. Conforme a polícia, por volta das 22h43, os policiais foram até a rua Jorge Silveira do Amaral, no bairro Jardim das Américas. No endereço, os policiais encontraram uma mulher e um homem caídos. Foi acionado o Samu, que constatou a morte da mulher, de 29 anos que estava grávida. A outra vítima de disparo de arma de fogo foi um jovem de 20 anos que foi socorrido e encaminhado ao hospital. De acordo com a PM, uma outra vítima, um adolescente de 15 anos, procurou atendimento na Upa Primavera. Segundo informações de uma das vítimas, o autor dos tiros chegou usando roupas escuras e após uma discussão, passou a dar tiros contra todos que estavam no local. O corpo da mulher foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava e aguarda identificação oficial. A polícia investiga o caso. Até o momento, o denunciado não foi encontrado.

Fonte: Rede Sul de Notícias.



Adolescente de 17 anos morre afogado em rio da região de Ponta Grossa.


Um jovem de 17 anos morreu afogado na tarde desta segunda-feira (20) no município de Sengés, região dos Campos Gerais. Felipe Bueno Miranda estava nadando com um amigo num rio que passa pela cidade quando o acidente aconteceu. A situação foi registrada pela Polícia Militar por volta de 15h30 na rua Liberdade, na Cohab.

Segundo a PM, os amigos estavam nadando num rio quando o jovem se afogou. Os policiais que chegaram primeiro ao local conseguiram retirar a vítima da água, mas ele já não tinha mais sinais vitais. A equipe do serviço de saúde do município também foi chamada, mas não pode fazer nada para salvar a vida do rapaz. 

O corpo do rapaz foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa e foi liberado aos familiares para cerimônias de velório e sepultamento.

Fonte: Portal A Rede.



Veículo carregado com cana bate contra trem em Jandaia do Sul.


Um caminhão tipo treminhão carregado de cana bateu contra um trem em Jandaia do Sul, durante a noite de ontem (20). O acidente aconteceu na passagem de linha férrea que liga as BR-369 com a BR-376, na saída para Mandaguari, ou conhecido trevo do Panela de Pedra.

O veículo, com placas de Jandaia do Sul, seguia sentido à BR-369 quando o acidente aconteceu.


O impacto foi tão violento que uma parte do treminhão foi arrancada e ficou totalmente destruída. A carga de cana ficou toda espalhada pelo local.

Conforme foi apurado no local, o vigia da empresa que administra a linha férrea que estava no local, disse que sinalizou para o condutor do treminhão parar, mas ele não obedeceu, avançando a linha férrea. Já o motorista disse que não teria visto o trem, e que o vigia não estava sinalizando a passagem de linha férrea no momento da batida.

As imagens de câmeras de monitoramento instaladas no local não mostram o momento do acidente, mas somente o caminhão após a batida. Segundo a empresa que realiza o trabalho de monitoramento, a câmera foi baixada para uma melhor visualização das placas, já que o objetivo delas é para segurança.

Ninguém se feriu no acidente.

Fonte: Portal do Tossinha.



Veículo capota após ser atingido na traseira na BR-277, em São José dos Pinhais.


Um homem de 28 anos ficou ferido após capotar o carro na BR-277, na região do Afonso Pena, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. O acidente aconteceu na noite desta segunda-feira (20), quando a vítima estava trafegando sentido a São José dos Pinhais.

Marcelo, socorrista do Resgate Voluntário Parceiros da Vida, disse à Banda B que estava próximo do local do acidente e foi prestar apoio à equipe do Siate. “Ele teve ferimentos leves e algumas escoriações. Só não foi grave, pois ele estava utilizando o cinto de segurança”, disse. 

De acordo com a vítima, em dado momento o veículo que estava na frente dele freou bruscamente e ele conseguiu frear a tempo de não colidir, mas o carro atrás dele não. Com a colisão desse veículo na sua traseira, ele acabou capotando e invadindo a outra pista.

Mesmo com o carro bastante danificado, evidenciando a gravidade do acidente, o rapaz foi levado para o Hospital Cajuru com ferimentos moderados.

Fonte: Banda B.



Justiça nega pedido do MP e mantém reabertura do comércio, em Londrina.


A Justiça negou o pedido do Ministério Público (MP), que ajuizou uma ação civil pública para impedir a abertura do comércio de Londrina. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (20), dia em que as atividades foram retomadas no comércio do município, após decreto assinado pelo prefeito Marcelo Belinati. 

Na decisão, o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de londrina Marcos José vieira, ressalta que não cabe ao judiciário interferir nas entre manter ou abrandar as medidas de distanciamento que são feitas pelo Poder Executivo. O juiz cita, ainda, o Supremo Tribunal Federal, que na última semana, decidiu que governadores e prefeitos podem determinar o isolamento, a quarentena, o fechamento do comércio e a restrição de locomoção. 

“Trata-se de decisão de natureza política que busca equilibrar, em cada um dos pratos da balança, valores constitucionais de primeiríssima grandeza que, longe de colidirem entre si, complementam-se: de um lado, o direito à vida e à saúde da coletividade expresso nos arts. 196 e 197 da Constituição; de outro, as liberdades de trabalhar e empreender, bem assim a preservação dos postos de trabalho (formal e informal). A questão, bem se vê, é pura e simplesmente de discricionariedade técnico-política da Administração”.

Fonte: TN Online.



Eduardo Bolsonaro aciona STF para suspender prorrogação da CPMI das Fake News.


O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, entrou nesta segunda-feira (20) com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a Corte suspenda a prorrogação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

A CPMI foi instalada em 4 de setembro do ano passado com o objetivo de apurar, no período de 180 dias ,”ataques cibernéticos que atentassem contra a democracia e o debate público”. Em 2 de abril, no entanto, a Mesa Diretora apresentou as assinaturas suficientes para a sua prorrogação. O requerimento foi lido e enviado para publicação, sendo que a comissão agora pode funcionar até 24 de outubro.

A ação é assinada pela advogada da família Bolsonaro, Karina Kufa, que também é uma das coordenadoras do Aliança Pelo Brasil. Nela, Eduardo Bolsonaro argumenta que, no decorrer das sessões, os objetivos da CPMI foram “desvirtuados”.

O relator do caso é o ministro Gilmar Mendes, a quem caberá analisar o pedido para que também sejam anuladas reuniões da CPMI realizadas em dezembro do ano passado.

Eduardo Bolsonaro acusa o presidente da CPMI, senador Ângelo Coronel (PSD-BA), de aprovar requerimentos “em bloco e a toque de caixa, deixando de garantir os direitos regimentais e negando aos deputados da base aliada ao governo de situação seu direito ao contraditório”. O deputado aponta situações, que segundo ele, exemplificam essas aprovações. Uma delas teria acontecido na 4ª reunião, ocorrida em 25 de setembro de 2019, em que teriam sido aprovados 85 requerimentos de uma só vez.

O deputado alega que a CPMI estaria sendo usada de forma “orquestrada” e se queixa do fato de a atual líder do PSL, deputada Joice Hasselmann (SP), ter destituído da comissão diversos deputados governistas. Segundo Eduardo, Joice tomou tal atitude após assumir o cargo de líder no seu lugar, no último dia 10 de março. A ação classifica a atitude da deputada como “perseguição”.

Na ocasião, justifica, Joice retirou da CPMI os nomes do deputados Filipe Barros (PSL-PR) e Caroline de Toni (PSL-SC), além dos suplentes Carla Zambelli (PSL-SP) e Carlos Jordy (PSL-RJ).

“Os referidos deputados eram membros da comissão e, em última análise, os únicos defensores dos interesses políticos da base aliada ao governo, ou seja, a única voz que representava a atuação política do Sr. Presidente da República e do Impetrante”, argumenta a defesa de Eduardo Bolsonaro.

Desde quando passou a funcionar, a CPMI das Fake News tem gerado polêmicas por convocar personalidades famosas e gerar discussões acaloradas. No decorrer dos trabalhos, o governo Bolsonaro e funcionários do Palácio do Planalto passaram a ser alvos da CPMI. Diversos requerimentos de informações têm mirado o chamado “Gabinete do Ódio”, comandado pelo filho 02 do presidente, Carlos Bolsonaro.

Fonte: CGN.



‘Crise expôs a falta de liderança do Brasil’, diz cientista político.


No momento em que a pandemia do novo coronavírus avança no mundo e no Brasil, é fundamental discutir os desafios sociais, econômicos e políticos que a covid-19 impõem ao País. A avaliação é do cientista político Hussein Kalout, pesquisador da Universidade de Harvard e um dos idealizadores da “Brazil Conference at Harvard & MIT”, plataforma que reúne lideranças de diferentes segmentos da sociedade e de distintos matizes ideológicos para debaterem soluções para os desafios do País.

Neste ano, na sexta edição da “Brazil Conference”, os painéis online ocorrem a partir desta quarta-feira até o início de maio e serão transmitidos pelo YouTube. Na programação, estão nomes como o prêmio Nobel de Economia em 2019, Michael Kremer.

O evento é realizado anualmente pela comunidade brasileira de estudantes em Boston, nos Estados Unidos. Pela primeira vez, ele será por videoconferência e terá parceria do jornal O Estado de S. Paulo, que fará a cobertura completa e exclusiva em suas plataformas.

Qual a importância de reunir figuras de peso para discutir os desafios do Brasil?

Debater os rumos do Brasil é um imperativo. Apesar das possíveis dissonâncias de visões que existam, há denominadores mínimos que unem todos. É preciso fazer um diagnóstico do presente e pensar os caminhos do futuro em nome da democracia e do Brasil.

Como o coronavírus impacta as discussões da conferência?

A ausência de liderança do Brasil ficou plenamente exposta a partir dessa crise. A conduta de algumas autoridades tem sido contra o consenso científico internacional. Isso nos coloca diante de um cenário de incerteza.

Quais as consequências dessa conduta para o futuro?

O Brasil não tem sido capaz de liderar. A interpretação que se faz é de que o Brasil não tem apreço pela sua região como tem por outras regiões do mundo. É um vácuo que se deixa, independentemente de quaisquer circunstâncias. Hoje, o Brasil se tornou nesse momento um país que não prima por ser um bom exemplo.

Em que dimensão isso afeta as relações internacionais?

A política externa brasileira precisa ser totalmente reconfigurada. O país obliterou a sua capacidade de operar nos principais tabuleiros internacionais. Precisamos restaurar a nossa influência na América do Sul. O Brasil precisa saber como quer desenvolver, liderar e projetar os seus interesses na região. E hoje isso não está claro. Pelo contrário, o cenário é de abandono. No fundo, estamos à deriva. O Brasil não é visto mais como ator proponente de soluções, mas de um país gerador de animosidades e de conflitos. O Brasil está carente de uma visão estratégica integrada, coesa e focada nos grandes objetivos nacionais.

Fonte: jornal O Estado de S. Paulo.