Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

20/02/2020 *--* Deus é Fiel !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Homem e mulher brigam em via pública por conta de carro, em Pitanga.


Nesta data, por volta das 10h20min a equipe foi acionada para averiguar uma situação de vias de fato em via pública. Com a equipe no local, foi constatado haver um homem de nome XXXXXX ferido com pequenos arranhões no rosto e uma mulher de XXXXX com o dedo mindinho da mão esquerda ferido por arma branca. A equipe indagou os envolvidos sobre o fato, os mesmos relataram que a discussão seguida de lesão corporal entre ambos ocorreu pelo fato do pagamento ou não de um veículo. Diante dos fatos ambos foram encaminhados para confecção do termo circunstanciado. E levados para confecção do laudo de exame de lesões corporais. Ambos foram orientados e liberados. 

Fonte: Polícia Militar.


Homem é preso com Arma irregular em Prudentópolis.


Por volta das 19h45min, na Zona Rural, Terra Cortada, a equipe em atendimento a uma situação de roubo e em contato com a vítima de 79 anos de idade, a qual relatou que estava com o seu marido de 90 anos e o seu neto de 16 anos, em sua residência, momento em que foram surpreendidos por dois indivíduos encapuzados e armados de revólver, que ao adentrar à residência deram voz de roubo, amarraram seu neto com as mãos para trás e vieram a subtrair dinheiro e um “celular rural”. A vítima relata que a todo momento os autores os ameaçavam de morte, dizendo que se não houvesse dinheiro na residência, eles seriam mortos. Após o fato os indivíduos evadiram-se a pé, tomando rumo ignorado. A equipe passou a realizar diligências a fim de encontrar os autores e em determinado momento se deparou com um transeunte, qual relatou que visualizou dois indivíduos correndo nas proximidades da residência roubada, carregando sacolas com objetos. Informou ainda à equipe que reconheceu um dos indivíduos por realizar diversos roubos na região. O transeunte acompanhou a equipe até a residência indicada do indivíduo suspeito, e deparou-se com um homem que relatou ser tio do suspeito, e que às vezes ele frequenta a sua residência. Perguntado se o eu sobrinho se encontrava na residência, ele relatou que não, porém apresentou nervosismo com tremor de mãos e dava informações desconexas, perguntado se em sua residência havia alguma arma de fogo, ele relatou que possuía uma espingarda cal.32, que era para a sua proteção. Perguntado se ele possuía autorização para a posse de arma de fogo e se a referida espingarda possuía registro, ele respondeu que não. Diante disso foi solicitado pela equipe a apresentação da arma, ele assim o fez, também foram apresentados 5 cartuchos de metal, um carregado e quatro deflagrados, além de um recipiente contendo pólvora negra, e um recipiente contendo chumbo. O cidadão recebeu voz de prisão pela posse irregular de arma de fogo, foi cientificado de seus direitos e foi conduzido até a viatura policial, ele indicou aonde mora a mãe do suspeito, onde ela informou que seu filho não se encontrava em casa, que ele havia saído com um amigo. Sem mais informações sobre os possíveis autores, a equipe deslocou até a delegacia de polícia civil de Prudentópolis e realizou a entrega do preso e do armamento para a autoridade competente. As vítimas foram orientadas.

Fonte: Polícia Militar.


3 indivíduos são presos com Droga em Laranjeiras do Sul.



Ás 17h00mim, na rua Expedicionário João Maria, Centro, a equipe em patrulhamento avistou o veículo, VW/UP, o qual é de conhecimento da equipe por denúncias de entrega de entorpecentes, visualizados três indivíduos dentro do veículo. Realizada abordagem e identificado o condutor de 21 anos e os passageiros de 19 e 30 anos de idade. Com o passageiro de 30 anos, estava com uma quantia em dinheiro no bolso. Realizado busca pessoal em todos os abordados e nada de ilícito encontrado, porém em revista veicular foi localizada certa quantia análoga a maconha, em 4 partes, pesando 24,5 gramas. Em conversa com o condutor do veículo, este informou que recebeu uma ligação para realizar uma corrida de táxi, onde pegou os abordados na vila São Miguel. Diante do fato foi deslocado até a residência da pessoa do passageiro de 30 anos, na Rua São Luiz, Bairro São Miguel, onde em busca domiciliar, autorizada pelo abordado, nada de ilícito foi localizado, posteriormente deslocado até a rua Nossa Senhora Aparecida, Bairro São Miguel, com a autorização do passageiro de 19 anos, realizada busca domiciliar e nada de ilícito encontrado. Diante do fato foi dada voz de prisão aos passageiros, os quais assumiram serem os donos da droga, lido seus direitos constitucionais e encaminhado ambos até a 2° SDP, para serem tomadas as devidas providências. Cabe salientar que o condutor do veículo foi conduzido até a 2° SDP, para prestar depoimento na condição de testemunha. Durante o deslocamento os indivíduos presos, estavam alterados e chutaram o camburão da viatura policial, causando danos internos.

Fonte: Polícia Militar.


Motociclista fica ferido após colidir na traseira de caminhão em Marechal Cândido Rondon.


Um acidente de trânsito foi registrado na noite desta quinta-feira (20), por volta das 20 horas, na PRC-467, próximo ao trecho conhecido como Curva do Rodeio em Marechal Cândido Rondon.

O acidente envolveu um caminhão/Scania, de Marechal Rondon, carregado de sementes de soja, e uma motocicleta Honda CG, de São José das Palmeiras. O caminhão estava com problemas mecânicos e devido a isso encontrava-se parado sobre a pista.

A moto seguia sentido distrito de Iguiporã a Marechal Rondon, quando colidiu na traseira do veículo. O motociclista, de 35 anos, resultou com ferimentos e foi encaminhado à UPA.

Fonte: Aqui Agora.


Carreta carregada com chapas de MDF tomba e interdita trânsito na BR-277.


Um acidente de trânsito envolvendo uma carreta foi registrado nesta madrugada na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu.

Segundo informações, a carreta estava carregada com chapas de MDF, quando o motorista perdeu o controle e tombou o veículo.  

A pista sentido Cascavel ficou totalmente interditada.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Ecocataratas foram mobilizados para prestar atendimentos.

O condutor estava consciente, mas outras informações do estado de saúde não foram repassadas.

Fonte: CGN.


Homem de 40 anos morre em acidente entre carro e moto.


Na noite desta quinta-feira (20) um acidente de trânsito foi registrado na PR-317, em São José das Palmeiras, onde um homem de 40 anos morreu no local.

O acidente envolveu uma moto Tornado e um veículo Fiat Chronos, ambos de moradores do município. O SAMU de São José das Palmeiras foi acionado e, como o estado era grave, a unidade avançada do SAMU de Toledo foi acionada.

Durante o atendimento o homem teve uma parada cardiorrespiratória e, mesmo com os esforços da equipe do SAMU, entrou em óbito no local.

Conforme informado ao Correio do Lago, o carro saía da região central da cidade e a moto saia do mutirão e seguia para o centro quando, próximo ao ginásio de esportes, houve a colisão.

A Polícia Militar foi acionada para dar suporte ao atendimento e orientar o trânsito até a Polícia Rodoviária de Marechal Cândido Rondon chegar para registrar o acidente.

Fonte: Correio do Lago.


Uma das vítimas de acidente com caminhão da Prefeitura morre no hospital.


Um funcionário da prefeitura de Chopinzinho morreu no hospital após sofrer acidente na tarde desta quinta-feira (20).

O acidente ocorreu quando ele estava em um caminhão pipa que levava água para um aviário na comunidade de Bugre Alto e na Serra da Paineira. O veículo acabou caindo em uma ribanceira. 

O homem e o condutor foram socorridos e encaminhados ao hospital, porém segundo informações ele teve um pé amputado e duas horas após o acidente acabou entrando em óbito.

O motorista do caminhão teve ferimentos nos braços e na cabeça e permanece internado em casa hospitalar de Chopinzinho.

Fonte: Rádio Chopinzinho.


Paraná deve produzir 24,1 milhões de toneladas de grãos.


Relatório divulgado nesta quinta-feira (20) pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, indica melhora no quadro da safra 2019/2020 no Paraná, com o avanço da colheita da soja, do milho e do feijão da primeira safra.

A expectativa de produção de soja, por exemplo, passou de 19,7 milhões de toneladas para 20,4 milhões, um incremento de produtividade de duas sacas a mais por hectare.

Já a perspectiva de produção do milho cresceu de 3,2 milhões de toneladas para 3,3 milhões, o que leva a estimativa total da safra de primavera-verão no Paraná para 24,1 milhões de toneladas numa área de 6 milhões de hectares, produção 22% maior do que o volume colhido no ano passado.

Na avaliação da safra 18/19, confirmou-se a área de milho safrinha em 6% maior. Entretanto, a perspectiva de produção agora é menor que o ano passado, por conta do atraso na semeadura. Assim, por enquanto, a expectativa é de redução na produtividade. “De qualquer forma, elevamos em mais de 50 mil toneladas do que tínhamos divulgado na estimativa de janeiro deste ano, de tal forma que a safra de verão-outono também cresce no Paraná. Assim, sem contar a safra de inverno, a expectativa de safra pode ficar acima de 37 milhões de toneladas”, diz o chefe do Deral, Salatiel Turra.

Segundo o secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara, caso a safra de inverno ultrapasse dois milhões de toneladas, a produção total de grãos no Paraná neste ano pode atingir 40 milhões de toneladas, valor próximo ao recorde histórico do Estado. “Constatamos um avanço importante e melhora das expectativas de produção, o que é bom para os agricultores. E o câmbio firme favorece o conjunto da economia paranaense”, disse.

SOJA – O levantamento de fevereiro mostra uma produção bem encaminhada e bons preços para a soja. Apesar do atraso no início do plantio, o clima tem colaborado para um melhor desempenho na produtividade, acima da média estimada.

A expectativa de produção é 20,4 milhões de toneladas, valor que, se confirmado, representará maior produção da história do Estado. Até agora, o melhor resultado do Paraná aconteceu na safra 2016/2017, quando foram colhidas 19,9 milhões de toneladas. A produtividade obtida até agora é de 3.819 kg/ha.

A soja paranaense tem 22% da área de 5,5 milhões de hectares colhida, índice um pouco menor do que a média das últimas três safras, que somavam colheita de 27%. “Isso se explica pelo atraso no plantio e consequente atraso na colheita. No entanto, o clima tem contribuído para acelerar esse processo”, diz o economista do Deral, Marcelo Garrido.

Os produtores aproveitam o bom momento das cotações no Paraná, e cerca de 30% da produção estimada está comercializada, valor também acima da média das últimas 3 safras, quando o índice foi de 20%. Nas últimas duas semanas, os preços pagos ao produtor chegaram à média de R$ 77,00 pela saca de 60 kg. Em 2019, esse valor era 12% menor, R$ 69,00.

MILHO PRIMEIRA SAFRA – Estão colhidos aproximadamente 79 mil hectares dos 348 mil plantados no Paraná. Esse volume apresenta produtividade acima do esperado, atingindo quase 9.900 kg/ha. A produção está estimada em 3,3 milhões de toneladas, um ganho de 5% com relação à safra 18/19, apesar da redução 3% na área, que passou de 360,4 mil hectares na safra 18/19 para 348,8 mil hectares nesta safra.

MILHO SEGUNDA SAFRA – O plantio do milho começa a acelerar no Estado com a colheita da soja, atingindo 32% neste mês, com área prevista de 2,2 milhões de hectares. A Região Oeste do Estado, que estava atrasada no plantio, deve normalizar o ritmo até o final do mês. Nesse momento, a produção esperada segue acima de 12 milhões de toneladas. “Mas, para que esse valor se confirme, ainda há um volume significativo de área a ser plantada, podendo sofrer impacto de fatores climáticos”, explica o técnico do Deral, Edmar Gervásio. O volume é 7% menor que o da safra anterior, por causa da redução de área, compensada pela boa produtividade. Assim, ainda não há previsão de perdas.

Os preços do milho continuam num patamar elevado, apesar da leve redução na comparação com o mês de janeiro, ocasionada pela entrada da primeira safra no mercado. Hoje, os preços giram em torno de R$ 39,00 pela saca de 60kg, enquanto que no mesmo período do ano passado o valor era de R$ 30,00, um ganho de 30% na comparação com fevereiro de 2019.

A safra brasileira está estimada em aproximadamente 100 milhões de toneladas, sendo que a região Centro-Oeste colabora com mais da metade desse valor – 54 milhões. Apesar da quebra de um milhão de toneladas no Rio Grande do Sul, outro grande produtor do grão, não há impacto nos preços, porque a produção está semelhante à do ano passado.

A comercialização está em 11%, valor positivo e pouco comum para o milho, que tradicionalmente tem um índice baixo. Isso sinaliza que o produtor, assim como no caso da soja, está aproveitando os preços favoráveis, que estão acima de R$ 30,00 nos contratos futuros.

FEIJÃO PRIMEIRA SAFRA – A colheita da primeira safra de feijão termina nesta semana. Até o momento, a estimativa da área reduziu 6% em relação à safra 18/19, mas a produção é 29% superior, com acréscimo de 72 mil toneladas. A produtividade, de 2.096 kg/ha, é a maior dos últimos 13 anos na primeira safra, impulsionada principalmente pelos núcleos regionais de Curitiba, Pato Branco e Ponta Grossa. “Este também é o primeiro ano em que não registramos perdas, e a safra está 4% acima do potencial”, diz o engenheiro agrônomo do Deral, Carlos Alberto Salvador. O índice de comercialização está em 68% e, segundo ele, o volume restante corresponde ao feijão-preto, que os produtores devem negociar futuramente, conforme os preços.

FEIJÃO SEGUNDA SAFRA – O feijão da segunda safra tem 72% da área de 223,3 mil hectares plantada. No mesmo período do ano passado, o índice era de 81%. Essa velocidade reduzida pode ser explicada pelas chuvas e pelo atraso na colheita da soja. As lavouras estão 99% em boas condições. Com relação ao mês passado, a área reduziu de 232 mil hectares para 223,3 mil hectares, provavelmente em função do aumento de área do milho. Na comparação com a safra 18/19, esse número é 10% menor, mas a produção deve ser 23% maior, passando de 360,3 mil toneladas para 441,7 mil toneladas.

Com relação aos preços, a saca de 60 kg do feijão-cores foi comercializada por R$ 169,00 na última semana, queda de 9 % em relação ao mês de janeiro, quando os produtores receberam R$185,00. Já o valor do feijão-preto chegou a R$ 127,00 em janeiro e agora está em R$122,00, uma redução de 13% que, no entanto, está dentro da normalidade para o período, considerando a redução natural do consumo no verão.

TRIGO – A comercialização da safra 18/19 ficou em 94%, valor um pouco acima da média, reflexo de que há pouco produto disponível no mercado, já que o Paraná teve quebra nas três últimas safras.

O relatório sinaliza uma área de um milhão de hectares e produção de 2,1 milhões de toneladas, queda de 24% com relação à safra 17/18. “Mesmo com os bons preços, a tendência é que o Paraná plante um valor semelhante ao da safra anterior”, diz o engenheiro agrônomo do Deral, Carlos Hugo Godinho. A primeira estimativa de área para esta safra será divulgada em março.

A portaria nº 372/19, publicada no final do ano passado pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, redefiniu o limite para início do plantio de trigo. Alguns municípios do Norte, Noroeste e Sudoeste, por exemplo, podiam começar a plantar em 21 de março. Agora, o plantio está permitido a partir de 1º de abril. A mudança considera condições de clima e balanço hídrico nos municípios produtores.

MANDIOCA – A safra 18/19 somou 136,4 mil hectares e uma produção de 3,1 milhões de toneladas. Já a nova safra tem 10% da área de 140 mil hectares colhida, e a produção pode ter um aumento de 7% com relação à safra passada, somando 3,3 milhões de toneladas.

O clima está favorável para a colheita, sem muitas chuvas, mas os preços tiveram queda de 2% na comparação com o ano passado, quando, nessa mesma época, a tonelada foi comercializada por R$ 373,00. Agora, o valor recebido pelo produtor é de R$ 368,00. “Este ainda é um período de pouca comercialização, pois as indústrias estão demandando pouca fécula”, explica o economista do Deral, Methodio Groxko.

Fonte: CGN.


Paraná confirma mais 25 casos de sarampo em uma semana.


O boletim epidemiológico do sarampo divulgado nesta quinta-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde confirma 25 casos novos da doença no Paraná. O número subiu de 850, na semana anterior, para 875.

Cerca de 90,17% das confirmações foram registradas na Região Metropolitana de Curitiba – a maioria na capital. O público mais atingido pela doença são os jovens de 20 a 29 anos, com 458 casos, representando 52,3% das confirmações. Na sequência, está a faixa de 10 a 19 anos, com 226 casos, representando 25,8%; e de 30 a 39 anos, com 100 casos, representando 11,4% do total de casos confirmados. 

CAMPANHA – Permanecem em investigação 1.740 casos e 454 foram descartados. Este monitoramento registra as ocorrências a partir de agosto de 2019. “Estamos em plena campanha nacional de vacinação contra o sarampo, focando especialmente os jovens, mas imunizando também de forma seletiva, de acordo com o histórico vacinal, todo o público de cinco até 59 anos”, explica o afirma o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto.

“A vacina está disponível em todas as 1.852 salas de imunização do Estado e reforçamos que vacinar é um ato de amor ao próximo”, afirma o secretário. Para esta campanha, que começou em 10 de fevereiro e segue até o dia 13 de março, o Paraná recebeu do Ministério da Saúde 1,2 milhão doses da vacina.

DOENÇA – O sarampo é uma doença infecciosa, altamente contagiosa e pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. É transmitida por um vírus por meio da fala, tosse, espirro e respiração. O sarampo pode levar a complicações como meningite, encefalite, pneumonia.

SINTOMAS – Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer.

COBERTURA – Para gerar dados de cobertura vacinal por estado, o Ministério da Saúde contabiliza as doses aplicadas aos 12 e aos 15 meses. Nestas faixas o Paraná apresenta hoje 92,59% e 89,81% de cobertura vacinal respectivamente.

A Secretaria da Saúde orienta para que a população fique atenta às datas da carteira de vacinação e aos registros de doses e que procure as unidades de saúde para a imunização.

Fonte: CGN.


Ministros do STF consideram ilegal greve de PMs no Ceará.


Um dia depois de o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) ser atingido por tiros de pistola durante protesto, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) criticaram nesta quinta-feira, 20, a paralisação de policiais militares em Sobral (CE), sob a alegação de que o movimento é “ilegal”. A Constituição Federal proíbe a sindicalização e a greve de militares.

Para o ministro Ricardo Lewandowski, a situação no Ceará é “preocupante”. “É um perigo para as instituições. Não pode nenhuma corporação armada pode fazer greve”, disse Lewandowski. “Como ministro do Supremo Tribunal Federal, acho que é extremamente preocupante uma greve de policiais militares ou qualquer corporação armada. É constitucionalmente vedado que corporações armadas façam greve.”

Cid Gomes foi atingido por dois tiros de pistola na última quarta-feira, ao tentar romper um bloqueio de policiais grevistas da PM do Ceará com uma retroescavadeira em Sobral, no interior do Estado. O comando da PM do Ceará está tratando o caso como tentativa de homicídio.

Os disparos atingiram a região do tórax do senador, segundo o Hospital do Coração de Sobral, onde Cid foi operado. Em boletim divulgado por volta das 20h de quarta-feira, o hospital disse que o senador respira sem ajuda de aparelhos. De acordo com informações de hoje da assessoria do parlamentar, Cid foi transferido de Sobral para um hospital em Fortaleza, onde passará por mais exames e ficará em observação até alta médica.

Ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo, o ministro Alexandre de Moraes endossou as críticas. “O que vem acontecendo no Ceará é inadmissível. Crime de dano ao patrimônio público, destruindo viaturas, tiros”, afirmou Moraes.

“Eu não entro no mérito dos fatos porque não estava lá. Mas onde já se viu policial que se queira policial – e eu tenho certeza que no STF não tem ninguém que tem mais admiração pela polícia do que eu -, mas como se pode disparar tiros a esmo, podia ter sido um morticínio (massacre) gigantesco. É ilegal e tem que ter consequências tanto na Justiça comum quanto na criminal”, completou Moraes.

Em abril de 2017, o STF decidiu que os policiais civis de todo o País não têm direito à greve. Os ministros também firmaram na época o entendimento de que o exercício do direito de greve é vedado a todos os servidores públicos que atuem diretamente na área de segurança pública.

Fonte: CGN.