Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

domingo, 14 de maio de 2017

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.

Hoje o Blog do Beto homenageia as Mães pelo seu dia, Parabéns. Todas as matérias hoje são pra você Mãe e Mulher. 

Imagem relacionada

Hoje a tarde musica ao vivo na lanchonete e restaurante To no Trabalho ao lado do Oeste supermercado em Santa Maria do Oeste.


Hoje a tarde tem musica ao vivo na lanchonete e restaurante To no Trabalho ao lado do Supermercado Oeste na antiga agropecuária da Zelinda. Um ambiente muito agradável para você conhecer com sua família espero que todos compareçam.   

Tênis com estampa é tendência! Confira opções de compra.

Street style em Paris (Foto: Imaxtree)


Ei, não é só tênis branco que está em alta. Modelos estampados - especialmente com design divertido e colorido - deixam qualquer look formal mais decolado. A fashionista no clique é prova disso: o look mistura alfaiataria com moda esporte (aka tênis com estampa militar). Gostou? 

Coleção Dia das Mães da Vans (Foto: Divulgação)





Tendência: Calça de plástico esgota em rede de fast fashion.

                            Calça jeans de plástico faz sucesso e esgota em vendas (Foto: Divulgação)

"Calça jeans reinventada" é pouco pra descrever a nova peça tendência da rede de fast fashion inglesa Topshop. A marca trocou o tecido denim por plástico em modelo de calça cropped  (ou seja, que termina acima do tornozelo) transparente. A dica fashion, segundo a etiqueta, é vestir o look com parte de baixo de biquíni ou casaco de paetê pra chamar bastante atenção. Você usaria? Custa £55 (R$ 223) e já esgotou

                                 Calça transparente com zíper esgota em fast fashion (Foto: Divulgação)

Nas redes sociais, muitas pessoas caíram em cima do look. "Acho que vai ficar colada com suor quando entrar o verão", comentou uma. "Não acredito, que calça horrível", "Isso só pode ser uma piada", disseram outras. 

                                 Modelo jeans com plástico só nos joelhos - também esgotou!  (Foto: Divulgação)
O outro modelo com um recorte de plástico nos joelhos, por £ 49 (R$ 197),  também esgotou. A versão mais discreta ainda está à venda no e-commerce da Nordstrom por US$ 95 (R$ 297) e entrega no Brasil. 
                   Influencer Safiya Nygaard testou a tendência por uma semana! Veja o vídeo: (Foto: Reprodução Instagram)

Por conta da polêmica envolvendo o modelo todo transparente, a influencer Safiya Nygaard aceitou o "desafio" de vestir a peça por uma semana. De acordo com a vlogger, a calça faz muito barulho quando anda, cola no corpo por conta do suor e causa assadura nas coxas se não usar nada por baixo. Por outro lado, não tem como sujar a peça com molho ou água porque é impermeável. Ela também disse que a calça tem tudo a ver com a tendência espacial, hit nos anos 60. Ou seja, aposte no look com peças metalizadas ou com efeito holográfico. 
 Ao longo de sete dias  Safira experimentou a calça de plástico com legging estampada por baixo, meia-calça vazada, calça jeans, maiô (inclusive entrou na piscina com a peça) e mais. Veja abaixo:



Beleza na gravidez: Dermatologista de famosas ensina o que pode e o que não pode.

Gravidez no verão pede cuidados especiais  (Foto: ThinkStock)

Colorir o cabelo durante a gravidez, pode? E as estrias? São inevitáveis? Tem como evitar o inchaço natural do período? Foi pensando em esclarecer essas e outras dúvidas que nós consultamos a expert Marcia Linhares, dermatologista de famosas que está acompanhando a gravidez de Sheron Menezzes e Mel Fronckowiak, mulher de Rodrigo Santoro.
Aqui, a médica esclare em quais tratamentos vale apostar durante a gestação e quais devem ser abandonados durante o período. "Sessões de drenagem linfática ajudam a melhorar a circulação e a reduzir o edema. Limpeza de pele e máscaras faciais também são permitidas dependendo de seus ativos. As com vitamina C são ótimas para clareamento e como antioxidantes e no caso de acne optamos pelas secativas", explica. "O uso de ácido retinóico e seus derivados, por exemplo, é contra indicado", alerta.
Quais tratamentos de beleza precisam ser interrompidos durante a gravidez? 


O uso de ácido retinóico e seus derivados é contra indicado durante a gestação, pois tem potencial de causar riscos para o bebê. Muitas vezes, além do uso domiciliar, essa substância pode estar contida em alguns peelings químicos feitos no consultório, portanto é preciso informar o médico da possibilidade de gravidez.

A radiofrequência é uma tecnologia que usamos no tratamento da flacidez corporal e facial, que também deve ser evitada na gravidez por causa da presença de ondas eletromagnéticas. A toxina botulinica, o famoso botox, também deve ser evitada pela falta de estudos científicos a respeito de seus efeitos em grávidas.



Já outros tratamentos estéticos como lasers, luz pulsada, microagulhamento, preenchimentos com ácido hialurônico podem até ser feitos desde que liberados pelo obstetra em conjunto com o médico dermatologista.

 Sheron Menezzes está usando antioxidante a base de vitamina C e E e protetor solar  (Foto: Reprodução Instagram)

Toda grávida precisa parar de colorir os cabelos?

O padrão que vejo como orientação é que a grávida não utilize colorações com amônia, que são aquelas permanentes que penetram nos fios e atingem o córtex. Elas podem substituir por colorações sem amônia, os tonalizantes são os mais comuns. Mas, desde que a coloração não tenha amônia, ela pode ser liberada, mas somente após consultar o seu médico.

E quais cuidados são indicados para a grávida ter em casa?
O ideal é sempre adequarmos a conduta para partindo da queixa principal da paciente. Existem diversas medicações que mesmo na gravidez são possíveis de usar seja na manutenção de uma rotina de cuidados, assim como em casos de acne e aparecimentos de manchas. A rotina diárias inclui o uso de sabonete específico para o seu tipo de pele, antioxidantes com vitamina C, cuidados com a hidratação e uso de protetor solar diariamente.
É possível evitar ou tratar manchas faciais e melasma, queixas comuns às grávidas, durante a gestação?
Sim, com certeza. Existem substâncias clareadoras permitidas na gravidez e o uso do protetor solar tanto químico (que espalha fácil e é imperceptível na pele) quanto físico (também conhecido como mineral, é mais difícil de espalhar e deixa o rosto levemente branco) se faz obrigatório nesses casos.
Quais as maiores preocupações das mulheres com relação a pele ao engravidar? 
As estrias sempre preocupam muito, mas sempre explico que elas são mais comuns na primeira gravidez de mulheres de até 25 anos porque, nesses casos, a pele ainda não tem uma flacidez natural. As fibras mais jovens são menos elásticas, e, por cauda do grande ganho de peso podem romper com facilidade, causando as temidas estrias. A recomendação sempre é muita hidratação com cremes ricos em óleos essenciais e controle do peso através de dieta balanceada e até exercícios (se não houver contraindicação!). A celulite ocorre muitas vezes pela retenção hídrica que resulta em edema, que pode ser reduzido com drenagens associadas a cremes que ajudam na eliminação dessas toxinas.
Mel (Foto: Reprodução Instagram)
Quais tratamentos a Mel Fronckowiak está tendo durante a gravidez?
A Mel teve problemas com pequenas espinhas que apareceram no começo, mas que com rotina de cuidados em casa, sabonetes específicos e cremes à base de peróxido de benzoila e ácido azelaico, conseguimos controlar. Em alguns momentos fizemos luz pulsada de baixa energia pela sua ação anti-inflamatória. Apesar de sempre linda, ela se incomodava com o aparecimento de olheiras e acrescentamos um creme clareador para essa área. Como ela tem uma rotina de trabalho que envolve viagens e muita exposição solar, reforçamos a associação de dois protetores solares com filtro químico e físico, para não darmos chance ao aparecimento de melasma ou outras manchas.
E a Sheron Menezzes?
A Sheron sempre foi mais focada nos cuidados com o corpo. Substituímos a radiofrequência semanal pela drenagem linfática manual, com o objetivo de redução do edema ou inchaço causado pela gravidez e para evitar o aparecimento da tão temida celulite. Ela adotou uma  rotina diária de hidratantes corporais associados a óleos de banho, pois sua pele se tornou mais seca, o que é comum levando em conta que estamos no outono. A Sheron sempre teve a pele do rosto muito equilibrada, mas para evitar aparecimento de manchas introduzimos um antioxidante a base de vitamina C e E e o protetor solar.

DIA DAS MÃES: DE TRANSIÇÃO CAPILAR AOS FIOS GRISALHOS, 4 FILHAS CONTAM HISTÓRIAS INSPIRADORAS DE CABELO COM SUAS MÃES.

Após o acordo para que a mãe assumisse os fios brancos, Raquel garante que adorou o estilo todo grisalho de Lidia (Foto: Arquivo Pessoal)      Maitê e Claudia se orgulham de terem passado juntas pela transição de volta aos fios naturais (Foto: Arquivo Pessoal)

Por influência da filha Luana, Liane passou pela transição capilar e reconhece que hoje se sente melhor com seu cabelo crespo natural (Foto: Arquivo Pessoal)         Os cabelos cacheados de Bruna foram herdados da mãe Rosilene, maior incentivadora para que a filha adotasse os fios naturais (Foto: Arquivo Pessoal)

Com uma ajudinha da genética, o cabelo costuma ser um dos primeiros presentes passados diretamente de mãe para filha! Seja liso, ondulado ou crespo, essa característica tão importante para as mulheres acaba virando protagonista de muitas histórias bem especiais durante o relacionamento materno - ou até mesmo depois, quando tudo se resume a doces lembranças.
Pensando nisso, em homenagem ao Dia das Mães, quatro mulheres contam como os fios compartilhados pelas duas gerações deixaram esse laço familiar ainda mais forte de formas diferentes, seja nos ensinamentos para cuidar melhor das mechas, na coragem simultânea em assumir os cabelos naturais ou na liberdade para mudar radicalmente! Confira essas histórias inspiradoras na matéria!

MAITÊ E CLÁUDIA: JUNTAS DESDE OS CABELOS ALISADOS ATÉ OS CRESPOS

Enquanto algumas mulheres planejam com antecedência todo o processo de transição, Maitê Martins e Cláudia Maria Martins apenas decidiram juntas que não queriam mais o cabelo indefinido que viam no espelho após anos de químicas e alisantes. "O processo foi um pouco tranquilo para mim, porque queria voltar aos cachos naturais o quanto antes, mas para minha mãe foi mais complicado", conta Maitê. Segundo a filha, o corte de cabelo curtinho para tirar as mechas alisadas mexeu bastante com a autoestima da mãe, mas hoje os fios de Cláudia já estão do jeito que ela sempre quis: grandes, volumosos e lindos.
O processo simultâneo de volta para o natural, por sinal, foi muito tranquilo: Maitê garante que briguinhas pelo creme favorito não faziam parte da rotina porque as duas têm fios bem diferentes. Ainda assim, a missão de descobrir os melhores cuidados capilares para ambas ficou com a filha. "Aprendi truques incríveis com a ajuda de uma blogueira e passei tudo pra minha mãe. Pelo visto, as coisas mudam: quando pequena, ela quem me ensinava as coisas. Agora, depois de crescida, sou eu quem a ensina!", brinca Maitê.

BRUNA E ROSILANE: CUIDADOS CAPILARES PASSADOS DE MÃE PARA FILHA

 "As dicas que aprendi com minha mãe, talvez não se apliquem do mesmo jeito no cabelo da minha filha, mas pretendo ensiná-la a respeitar e amar o seu cabelo do jeito que ele é", conta Bruna (Foto: Arquivo Pessoal)

"As dicas que aprendi com minha mãe, talvez não se apliquem do mesmo jeito no cabelo da minha filha, mas pretendo ensiná-la a respeitar e amar o seu cabelo do jeito que ele é", conta Bruna (Foto: Arquivo Pessoal)
Por falar em aprendizado, Bruna Machado guarda com muito carinho tudo que aprendeu sobre cabelos cacheados com a ajuda de Rosilane Batista. Para a filha, essa é uma forma de manter a mãe sempre viva na memória mesmo após o seu falecimento. "Lembro de situações em que falavam que meu cabelo era duro e isso me deixava bem triste, mas minha mãe sempre falava que eles eram lindos. Lembro do sorriso no canto dos lábios dela enquanto acariciava meus cabelos", recorda a Bruna.
Segundo a filha, sua mãe sempre foi a maior ativista dos seus cachos e se preocupava em ajudá-la a cuidar deles da melhor maneira possível. "Foi ela quem me ensinou a usar pentes de dentes largos, não pentear os cabelos quando estivessem secos, lavar sempre com água fria, entre outras dicas", explica. Ainda assim, quando a mãe adoeceu, Bruna confessa que voltou a alisar os fios. "Não tinha muita paciência pra cuidar e me sentia vulnerável sem ela", conta.
Após o falecimento de Rosilene - e de um alisamento mal sucedido -, Bruna decidiu assumir novamente os cabelos 3B tão amados pela mãe: fez o primeiro big chop, começou a pesquisar mais sobre as técnicas certas e, hoje, sabe o que quer. "Minha meta é deixar ele crescer como no tempo que minha mãe ainda cuidava dos meus cachinhos. Sei que ela estaria feliz de saber que, finalmente, entendi o que ela dizia: meu cabelo é lindo do jeito que é", conta com orgulho. Agora, daqui para frente, Bruna diz que quer fazer o mesmo pela sua bebê, perpetuando o amor e respeito aos fios pelas próximas gerações. "Infelizmente, minha filha Pérola não conheceu a avó, mas se depender de mim, isso não será um problema", garante.

LUANA E LIANE: INFLUÊNCIA DA FILHA PARA TRANSIÇÃO CAPILAR

Após ver os resultados no cabelo da filha Luana, Liane decidiu também assumir os cachos e redescobrir o cabelo após anos de alisamento (Foto: Arquivo Pessoal)

Quem vê Luana Bustamante e Liane Siqueira juntas logo pensa que mãe e filha, na verdade, são melhores amigas. As duas, que sempre fizeram tudo juntas, mantiveram a rotina de alisamento nas mechas crespas por longos anos até que Luana, cansada dos fios fracos e quebradiços, decidiu retornar às raízes. "Quando finalmente assumi o natural, minha mãe percebeu que eu estava feliz daquele jeito e vi que poderia influenciá-la de uma forma positiva", explica.
Assim, um tempo depois e incentivada pela filha, Liane decidiu apostar no big chop para tirar a química dos cabelos e acelerar a transição. Foi difícil e ela confessa ter pensado em desistir, mas o apoio de Luana fez toda a diferença para que não cedesse. "Eu trocava muitas dicas sobre o que achava na internet. Lembro que falava para minha mãe fazer bastante hidratação no cabelo, deixá-lo com menos escova, tentar mantê-lo natural para ir se adaptando", lembra a filha. 
Por ter sido a pioneira da casa, Luana não perde a oportunidade de brincar com a mãe. "Até hoje ela diz que eu a copio, porque se ela coloca alguma cor no cabelo, eu também quero colocar, e se usa um creme diferente, eu também quero usar", entrega Liane. Hoje, mãe e filha unidas pelos fios naturais reconhecem que tudo valeu a pena. "Isso nos uniu mais e ajudou a percebermos o quanto nosso cabelo era lindo! Agora nos reconhecemos como as mulheres negras que somos.", finaliza Luana.

RAQUEL E LIDIA: ACORDO PARA DEIXAR OS CABELOS GRISALHOS

Agora, mesmo quando os cabelos de mãe e filha são completamente diferentes, como no caso de Raquel Carletto e Lidia Matos, os fios ainda podem protagonizar uma história especial e inusitada. Tudo começou quando Lidia decidiu que gostaria de assumir os cabelos grisalhos que escondia desde os 20 anos de idade e Raquel, sua filha, bateu o pé. "Achava que o visual totalmente branco a envelheceria demais. Cheguei a me comprometer a pintar o cabelo da minha mãe em casa para ela não ceder e assim fiz por um bom tempo", conta a filha.
Convencida, Lidia continuou com a rotina de coloração caseira, mas as coisas começaram a mudar quando Raquel botou na cabeça que queria fazer uma tatuagem e, dessa vez, quem não gostou da ideia foi a mãe. As duas, no entanto, chegaram a um acordo sugerido pela filha: Lidia só deixaria os cabelos brancos se Raquel pudesse fazer a tatuagem. "Quando eu percebi que iria ser beneficiada, não teve jeito, me rendi", confessa a mãe. 
Após um longo período de transição para os fios totalmente grisalhos, Lidia hoje exibe os cabelos com muito orgulho. "Me sinto muito melhor assim e tenho pouquíssimo trabalho. A única coisa que inseri como cuidado na rotina foram os produtos que valorizassem o branco nos fios", explica. A relação das duas depois do trato, por sinal, ficou ainda melhor. No fim das contas, a mãe aprovou a tatuagem e a filha adorou os cabelos brancos. "Ela ficou ainda mais linda", finaliza Raquel.

Como acabar com as pontas duplas.



Elas são praticamente invisíveis a olho nu, mas acabam deixando os cabelos sem vida e com um aspecto volumoso. Os fios sofrem um desgaste natural, mas a ação do sol, do calor do secador e da chapinha, além da poluição, do ressecamento e outros fatores, enfraquecem os cabelos e fazem com que os fios se dividam. É aí que surgem as pontas duplas. Os cabelos que sofreram muitos processos químicos como alisamentos, tinturas e descolorações têm mais chance de se rebelar.

Para evitar as pontas duplas

Depois de lavar os cabelos, desembarace os fios começando sempre pelas pontas e vá subindo, isso evita a quebra. Não prenda os cabelos enquanto estiverem molhados.
Manter os cabelos hidratados é um dos segredos para evitar as pontas duplas, principalmente se você for adepta fiel da escova progressiva, das tinturas, relaxamentos e outros processos químicos. A hidratação impede que as pontas duplas apareçam rapidamente.
Use o secador e a chapinha somente quando muito necessário. Antes de começar a secar, passe um protetor nos fios e mantenha o secador com no mínimo 15 centímetros de distância dos cabelos.

Livre-se delas

Para acabar com as pontas duplas, a melhor solução ainda é cortar os cabelos. Mas existem outras dicas para se livrar delas. A primeira delas é escolher sempre cosméticos de boa qualidade, o shampoo e o condicionador devem ser adequados para o seu tipo de cabelo.
Dê preferência para os produtos que contenham filtro solar, principalmente os leave-in (sem enxague). Os reparadores de silicone são ótimos recursos de emergência, pois formam uma película que protege o fio contra agressões externas. Algumas gotinhas são suficientes para selar as pontas, melhorar a hidratação e o aspecto dos cabelos até a próxima lavagem.
Cinta modeladora: vilã ou mocinha? Mais sobre o item de beleza que é mania nas redes.

                      Sabrina Sato em campanha da sua linha de cintas modeladoras (Foto: Divulgação)
Cintas modeladoras continuam firme e forte nos perfis de Instagram de muitas famosas, como Gabriela Pugliesi, Claudia Raia, que tem uma linha de cintas, e Sabrina Sato, que acabou de assinar uma coleção em parceria com a marca Bio Bela. De acordo com os relatos, a peça molda o corpo e diminui as medidas.

Todavia, muitos médicos negam as afirmações. Segundo dra. Karina Gilio, cirurgiã plástica, cinta modeladora é um disfarce estético; comprime as partes mais proeminentes do corpo, principalmente a barriga e o culote, mas não modela. “A compressão não faz efeito a ponto de perder medidas”, frisa a cirurgiã.
De acordo com a cirurgiã plástica Dra. Karina Gilio a compressão da cinta modeladora não faz efeito a ponto de perder medidas (Foto: Divulgação)

De acordo com Bio Bela, a cinta deve ser vestida no máximo oito horas por dia e pode ser usada na academia. “No treino é ótimo, pois ajuda na postura, transpiração local e modela ao mesmo tempo”, conta Sabrina. A apresentadora também disse que usa o acessório no dia a dia, até como item de moda em cima de camisas ou vez ou por baixo de vestidos em ocasiões formais.

“A peça ajuda a modelar a cintura e auxilia em uma postura correta, deixando a mulher mais esbelta”, reforça a equipe de moda da marca. A grife também acredita que a cinta ajuda na redução de medidas. Já de acordo com a dra. Karina o uso da peça é indicado se você passou por uma cirurgia plástica, se tem problema de postura ou quando vai usar uma roupa mais justa. Caso contrário, o acessório é dispensável. 
“Existem cintas ortopédicas para realinhar a postura, mas nenhuma cinta faz redução de medidas ou trata e elimina as celulites. No pós-operatório da lipoaspiração, por exemplo, ela é fundamental, pois ajuda a diminuir o inchaço causado pela incisão dos aparelhos e na aderência da pele.”

De acordo com Karina, não precisa haver acompanhamento médico desde que seja por pouco tempo. Mas se optar pela cinta que ajuda a realinhar a postura, precisa, sim, de indicação médica.


Unhas fracas: 12 dicas para fortalecê-las.

cuidados unhas fracas
Apostar nos esmaltes da moda não basta para ter unhas lindas. Cuidar delas no dia a dia é fundamental para que cresçam fortes, não quebrem, para que o esmalte dure mais e até mesmo para evitar algumas doenças que podem aparecer.
Leia também:


A manicure Flávia Galvão, do salão Werner Dias Ferreira, no Rio de Janeiro, dá 12 dicas para fortalecer unhas fracas:
1) Faça as unhas toda semana para manter a limpeza delas.
2) Use produtos que fortaleçam as unhas, mas opte pelos que não levam formol na fórmula, pois podem causar alergias.


3) Deixe a unha um ou dois dias sem esmalte para 'respirar'. Se for passar direto outro esmalte, a unha fica fraca, branca e pode escamar.
4) Prefira os removedores de esmaltes do que as acetonas, pois não agridem as unhas.
5) Não tire toda a cutícula. Ela é a proteção da unha. Tirar tudo faz com que muita gente tenha micoses nas unhas.
6) Antes de aplicar o esmalte, passe sempre a base. Ela protege a unha da pigmentação do esmalte.
7) Após o esmalte, use produtos específicos que façam com que ele permaneça mais tempo nas unhas.
8) Use diariamente hidratantes específicos para cutícula, para não deixá-las ressecadas.
9) Se tiver de fazer tarefas domésticas, como lavar louças, use luvas não apenas para manter o esmalte, mas porque o detergente e os produtos de limpeza estragam as unhas e estimulam o aparecimento de micoses.
10) Tenha sempre em casa o esmalte que está usando. Se começar a descascar, é só corrigir na hora da emergência.
11) Se a unha quebrar, não cole. O ideal é cortar, pois se agarrar em algum lugar pode machucar.
12) Procure consumir alimentos com vitamina C, que ajudam a fortalecer as unhas.
O vídeo ensina mais dicas para manter as unhas perfeitas por até 15 dias. Confira:


8 looks lindos com roupas simples.


Foto: Divulgação / Blog da Thássia

É comum pensar que para que um look fique moderno e bonito ele precisa ser composto por peças novas, recém-compradas, das coleções atuais e com preços salgados. Felizmente, isso não passa apenas de uma crença ultrapassada.
É possível sim montar looks bonitos com peças básicas e atemporais, como calças jeans de variados modelos que nunca saem da “moda”, camisas e camisetas lisas ou com estampas fáceis de combinar e com vestidinhos em modelos clássicos, como tubinhos e chemises.
Essas combinações mais básicas, no entanto, pedem acessórios mais marcantes quando se tratar de um look mais especial, para uma ocasião como um jantar ou uma festa. Para elevar os looks simples a um patamar mais “arrumadinho”, aposte nos saltos, nos maxi colares e invista em uma bela bolsa.
Nesse sentido, para que você se inspire e aproveite melhor as peças neutras que tem no seu guarda roupa para criar visuais bonitos, harmônicos e atuais, confira uma seleção com oito ideias de looks com roupas que são simples, fáceis de achar na maioria das lojas, mas que ficam maravilhosos.

1. Jeans flare + t-shirt + sandália anabela

Combine seu jeans flare com camisetas variadas, com estampas divertidas ou lisas. A t-shirt branca lisa é fácil de adotar no look e fica bem com um maxi-colar colorido ou de franjas. Nos pés, um saltinho ajuda a deixar a abertura da calça mais bonita, mas nada impede que você adapte o look com uma sapatilha ou uma alpargata mais confortável.
Calça jeans flare por R$79,90 na Dafiti | T-shirt por R$50 na The Boutique | Sandália por R$79,99 na Passarela
2. Calça skinny + camisa + sapatilha
Essa ideia de look é muito fácil de copiar e serve para as mais diversas ocasiões: trabalho, faculdade, passeio no shopping, ida ao cinema. Coloque a parte da frente da camisa por dentro e abotoe as mangas para ficarem 3/4. Acessorize com um belo par de brincos e pulseiras e relógio. Se preferir, você pode substituir a sapatilha por uma rasteirinha com pedras, uma anabela ou espadrilhes.
Calça jeans skinny por R$268 na Dafiti |Camisa por R$79,99 na Passarela | Sapatilha por R$89,90 na Dafiti
3. Vestido floral + rasteirinha
Você pode adaptar esse visual com qualquer vestidinho de verão que tiver no seu guarda roupa. A rasteirinha é uma boa opção para deixar os pés fresquinhos e confortáveis. Se quiser usar um salto, opte pelas sandálias com salto baixo quadrado ou salto wedge. Bolsinhas transversais pequenas ou bolsa saco vão bem nessa produção. Para complementar, use acessórios delicados, que não “briguem” com a estampa do vestido.
Vestido por R$99,99 na Passarela | Rasteira por R$119 na O q vestir | Bolsa saco por R$109 na Amo Muito
4. Blusa ampla (bata) + legging + alpargata
Outro look muito fácil e que pode ser um belo coringa para dias em que você está com pouca criatividade. Além da bata, outra opções para combinar com a legging são: camisas de tecido molinho ou jeans, suéteres e blusinhas largas de um ombro só. As alpargatas ajudam a deixar o look mais atual. Aposte em acessórios mais neutros se a blusa escolhida for estampada.
Blusa por R$129 na Capitollium | Legging por R$79 na Capitollium | Alpargata por R$129,90 na Perky
5. Shorts boyfriend + regata + sapatilha
O shorts larguinho estilo boyfriend é outro queridinho das brasileiras e que também é bem simples decombinar. Regatas de cetim, camisas sem mangas e até mesmo as t-shirts caem bem com esta peça. Para os pés, se preferir algo mais fresco, aposte nas rasteiras e se quiser usar um salto, as anabelas são boas opções. Invista em uma bolsa pequena transversal e complemente com acessórios de sua preferência.
Short boyfriend por R$338 na Oqvestir  | Regata por R$197,40 na Farfetch | Sapatilha por R$49,99 na Empório Naka

6. Saia de cintura alta + regata + sandália de salto baixo

Esse é um look simples porém muito sofisticado. Pode ser usado para ir à uma festa, um almoço da empresa onde trabalha, ir à igreja, entre outros eventos que pedem um pouco mais de produção. A saia, como é de cintura alta, deve ser combinada com uma blusinha por dentro. Se estiver em um dia mais friozinho, coloque uma camisa de manga e complemente com meia calça e ankle boot. Nesse look vale a pena investir em acessórios mais elegantes, como colares com pedras naturais.
Saia por R$79,99 na Posthaus | Regata por R$679 na Farfetch | Sandália por R$139,99 na Passarela

7. Legging + suéter + bota cano baixo

Nos dias de frio mais intenso você pode usar e abusar dos looks com a combinação de legging e bota, mudando apenas a blusa e a bota. Para aquecer a parte de cima do seu corpo, você pode colocar uma blusa “segunda pele”, seguida de um suéter ou de uma blusa simples com um cardigã por cima. Se o frio for muito rígido, você pode também adicionar um casaco de cor neutra, como preto ou caramelo. As botas podem variar de acordo com o estilo das blusas escolhidas. Para peças mais sofisticadas, use botas de salto e bico fino, para looks mais casuais, botas com salto grosso e de cano mais baixo.
Legging por R$59,90 na Dafiti | Suéter por R$131,90 na Dafiti | Bota por R$129,99 na Passarela
8. Jeans + t-shirt + jaqueta de couro + sapatilha
Mais uma opção para ficar bonita no inverno sem sofrer na hora de escolher o seu look. Combine um jeans skinny ou boyfriend com uma camiseta ou camisa básica e se aqueça com uma jaqueta de material sintético similar ao couro. Se o frio não for muito rigoroso, você pode calçar uma alpargata ou sapatilha, porém se o inverno estiver bem gelado, o ideal é optar por uma bota ou por um tênis casual.
Calça por R$378 na Oqvestir | T-shirt por R$49 na Amo Muito | Jaqueta por R$249 na Capitollium | Sapatilha por R$219,90 na Dafiti
Montar looks bonitos com peças simples é mais fácil do que parece. Requer apenas inspiração e organização. Siga as dicas e aproveite mais o que você já tem no seu guarda roupa, sem precisar comprar mais peças para criar os visuais que você deseja.

9 dicas naturais para aliviar as dores da cólica menstrual.



Você começa a sentir uma dor de cabeça e uma leve indisposição, aí você bate o olho no calendário e já sabe: chegou aquela época do mês de novo e você está prestes a menstruar.
A menstruação é um ciclo natural do corpo da mulher e hoje está bem mais livre dos tabus do passado, como aquelas velhas crenças de que mulheres menstruadas não podiam lavar o cabelo, nem bater um bolo (!).
Porém, existe uma coisa da qual ainda não nos livramos: as cólicas menstruais. Essas dores são resultado das contrações do útero para expelir a preparação para uma gravidez que não aconteceu, de forma que seu organismo consiga eliminar essa camada de sangue.
Quando o útero se contrai com muita força, ele acaba pressionando os vasos sanguíneos que estão ao seu redor, interrompendo o fluxo de oxigênio para os músculos uterinos e, consequentemente, dando origem às cólicas.
Agora que você já sabe de onde vem esse incômodo que costuma aparecer um ou dois dias antes da menstruação, que tal descobrir algumas dicas naturais para aliviar esses sintomas? Confira:

1. Sua dieta influencia


Foto: Getty Images
Substâncias inflamatórias e deficiências nutricionais podem agravar as dores das cólicas menstruais, seja por desencadear uma reação do organismo ou por afetar o fluxo sanguíneo.
Assim, mais do que em qualquer outra época do mês, o período pré-menstrual necessita de uma alimentação especial. Invista nos alimentos com propriedades anti-inflamatórias, como tomate, azeite de oliva, nozes, peixes oleosos, frutas vermelhas e frutas cítricas.
Infelizmente, o açúcar propicia as inflamações, então atacar uma barra de chocolate não vai ser uma boa ideia. Porém, ao mesmo tempo, o chocolate é rico em magnésio, então você pode recorrer a um ou dois quadradinhos de chocolate amargo para aliviar o desconforto desse período.
Evite também os alimentos processados e ricos em conservantes e outros aditivos, pois ele costumam piorar as dores das cólicas.

2. Tome seu multivitamínico


Foto: Getty Images
Às vezes é um pouco difícil se lembrar de tomar o multivitamínico todos os dias, mas, no período pré-menstrual, é melhor ser disciplinada.
Além disso, alguns especialistas recomendam consumir um suplemento de vitaminas do complexo B, que ajuda a evitar o inchaço. A vitamina B6 ajuda a evitar o inchaço e está presente no arroz-castanho, que ainda contém cálcio e zinco.

3. Faça exercícios leves


Foto: iStock
O desconforto causado pelas cólicas e o inchaço é um obstáculo a mais para enfrentar a academia no período pré-menstrual, mas tenha em mente que os exercícios aeróbicos funcionam como analgésicos naturais.
Isso acontece pelo aumento do fluxo sanguíneo e pela liberação de endorfinas, que combatem as prostaglandinas (substâncias que causam dor) e reduzem as contrações do útero. Claro que treinar pesado não é a melhor opção nesses dias, então é melhor fazer uma caminhada ou praticar yoga.

4. Faça compressa quente


Foto: iStock
O calor é um excelente aliado para combater a cólica menstrual. A bolsa de água quente aplicada nos locais doloridos será sua melhor amiga nesses dias.
A explicação para isso é que calor estimula a vasodilatação, aumentando o fluxo sanguíneo e diminuindo a dor.

5. O remedinho da vovó funciona


Foto: iStock
As dicas da vovó ainda são válidas na hora de aliviar as cólicas. Experimente massagear a região com óleo de sálvia, que funciona como um antiespasmódico.
Além disso, invista no chá de gengibre, que é anti-inflamatório, e na aromaterapia com erva-doce, camomila e manjerona.

6. Mantenha-se hidratada


Foto: iStock
Pode parecer contraditório, mas a água ajuda o organismo a não reter líquidos, portanto mantenha-se hidratada para evitar o inchaço. Os chás também ajudam, principalmente os quentes: eles aumentam o fluxo sanguíneo e relaxam os músculos.
Também vale a pena aumentar o consumo de alimentos com alto percentual de água, como pepino e melancia.

7. Recorra à medicina oriental


Foto: iStock
De acordo com a medicina oriental, a experiência da dor nunca é apenas física, envolvendo também um aspecto psicológico. No casos das cólicas, elas seriam causadas por uma “estagnação” do útero.
Por isso, a recomendação é recorrer à Técnica de Libertação Emocional, ou EFT. Essa técnica ajuda a equilibrar os ritmos naturais e o fluxo de energia do organismo, liberando a energia bloqueada.

8. Experimente a quiropraxia


Foto: Thinkstock
Embora a quiropraxia não seja uma técnica específica para aliviar os sintomas da tensão pré-menstrual, algumas mulheres relatam sentir uma melhora na saúde do sistema reprodutivo depois de adotar essa prática.
A explicação para esse efeito seria o realinhamento da espinha, especialmente na região da lombar, melhorando o funcionamento dos nervos desse local.

9. Durma bem


Foto: Getty Images
Um sono desregulado é prejudicial para a saúde como um todo, interferindo no ciclo menstrual e resultando em irritabilidade e fadiga.
Você está dolorida e sensibilizada, por isso o sono e o repouso são fundamentais para que seu organismo não seja ainda mais exigido durante esse período.
Essas dicas podem ajudar muitas mulheres a aliviar o desconforto que antecede a menstruação. Porém, caso seus sintomas sejam fortes a ponto de atrapalhar sua rotina, prejudicando sua produtividade, não deixe de procurar um médico especialista. TPM não é nenhum tipo de frescura ou fraqueza, combinado?