Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

domingo, 10 de abril de 2016

Nove pessoas morrem em acidente na BR-369 provocado após tentativa de Assalto a ônibus de Turismo.



No início da madrugada deste sábado (09), por volta das 2:00 horas da manhã, um grave acidente foi registrado na BR-369, entre os municípios de Mamborê e Boa Esperança.
Segundo as primeiras informações levantadas no local, o acidente foi provocado após uma tentativa de assalto, bandidos teriam disparados contra o motorista do ônibus que acabou perdendo o controle saindo da pista e batendo violentamente contra uma árvore.

Nove pessoas morreram no local, sendo 04 mulheres e 05 homens, outras várias foram socorridas por equipe de socorro da região e encaminhadas para cidade de Campo Mourão entre elas quatro em estado Grave. A Polícia Civil de Mamborê esteve no local colhendo informações e investiga o caso.

Participaram do atendimento as vítimas Secretarias de Saúde de Boa Esperança e Mamborê, policiais militares e policiais rodoviários federais de Ubiratã e Campo Mourão. 



               
Fonte Portal o Vale


===============================================================



Noite violenta marca o sábado em Guarapuava.


A noite de sábado (09) foi violenta. Assassinato, violência contra a mulher, agressão, tentativa de assassinato, atropelamento, queda de moto são algumas das ocorrências que ainda movimentam os meios policiais, unidades de pronto atendimento 24 horas e hospitais da cidade. De acordo com o plantão da Polícia Militar, a equipe não vence atender os chamados. "Estamos com cinco viaturas nas ruas e a página do sistema está cheio de chamadas", disse o policial de plantão à Rede Sul de Notícias, por volta da 0 hora. Na Polícia Civil, além do assassinato de um homem no Bairro Santa Cruz, com equipes na rua em busca do autor do disparo fatal, o plantão está lotado de flagrantes. O plantão, entretanto, não possui permissão para repassar informações à imprensa.
No Samu a demanda também está sendo grande. "A cidade está anormal, mas não posso dar maiores detalhes porque o sistema de sábado já fechou", disse uma das plantonistas, por volta da meia noite.
No Corpo de Bombeiros, entre as várias ocorrência houve atendimento de incêndio em residência. "Agora está tranquilo", afirmou um dos plantonistas à 0h30 deste domingo (10).
Na Urgência 24 Horas do Bairro Primavera, a situação também está complicada. "Já atendemos um baleado que foi encaminhado ao Hospital Santa Tereza com tiro no pulmão direito; mulher agredida a paulada pelo marido; e outras ocorrências de praxe", disse o funcionário que preferiu não ser identificado.
Na Unidade de Pronto Atendimento do Batel (UPA), atropelamento, sogro agredido pelo genro, queda de moto, também mostram a violência deste final de semana. "Estamos com a UPA lotada e  a noite nem começou", disse a enfermeira Chaiane de Andrade.
fonte Redesul

========================================================================


Homem de 70 anos morre em acidente na PR-281.


Foto: Ivânia Bonatto (Diário da Informação/TV Beltrão)

Um homem de 70 anos morreu na manhã de hoje (09), em um acidente na rodovia PR-281, próximo a ponte do Rio Cotegipe entre Santa Izabel Oeste e Salto do Lontra.
A colisão aconteceu por volta das 9h50 e envolveu um Fiat Premio, com placas de Salto do Lontra, conduzido por Sebastião Gonsalves da Rocha e um caminhão baú, placas de Dois Vizinhos.
Equipes do Samu e da Defesa Civil foram acionados para prestar atendimento ao condutor do Premio, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Após o trabalho da Criminalística e Polícia Civil o corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) de Francisco Beltrão.
Foto: Ivânia Bonatto (Diário da Informação/TV Beltrão)
Foto: Ivânia Bonatto (Diário da Informação/TV Beltrão)
Foto: Ivânia Bonatto (Diário da Informação/TV Beltrão)
Fonte PPNEWS

==============================================================


Casa pega fogo e homem morre carbonizado.

Homem que morreu carbonizado na Vila Guaíra ainda não foi identificado pelo Instituto Médico Legal (IML).
                Um homem morreu carbonizado na madrugada de hoje (10) em Ponta Grossa na Vila Guaíra. Por volta de 1 hora, uma casa foi completamente destruída pelo fogo e um homem, que dormia no interior da residência, perdeu a vida.
                O incêndio aconteceu em uma casa na Rua Theodoro Sampaio e equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para conter o fogo.  Segundo informações do 2º Grupamento de Bombeiros, ainda não foi esclarecido o que começou o fogo. A Polícia Civil foi acionada e deve investigar o caso.
                O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para recolher o corpo. A vítima ainda não foi identificada, mas o IML informou que se trata de um homem.
Fonte aRede

====================================================================================================================

MST faz manifestação de protesto pela morte de dois companheiros em Queda do Iguaçu em Santa Maria do Oeste.


Ontem em Santa Maria do Oeste, teve uma manifestação pacífica em protesto pela morte de dois companheiros em Queda do Iguaçu num conflito com a Policia militar.
Eles andarão do trevo até a antiga rodoviária sempre gritando grito de ordem, abaixo temos os vídeos e as fotos a policia acompanhou de longe toda a manifestação.

                                                  Veja os Vídeos























================================================================================


Milhares de pessoas ligadas ao MST 

(Movimento dos Trabalhadores Rurais 

Sem Terra) fizeram um protesto na manhã 

de ontem na praça central de Quedas do 

Iguaçu.



Milhares de pessoas ligadas ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) fizeram um protesto na manhã de ontem na praça central de Quedas do Iguaçu, Centro-Sul do Paraná. O ato foi para cobrar justiça pela morte de dois sem-terra em confronto com a PM (Polícia Militar) na última quinta-feira no assentamento Dom Tomás Balduíno.
O ato público teve a participação de deputados estaduais e federais do Paraná, Sergipe e Bahia, além da senadora paranaense Gleisi Hoffmann. Durante os discursos, lideranças políticas e de movimentos sociais voltaram a afirmar que a meta do MST é ocupar todas as terras da Araupel, empresa que atua com exportação de madeira.
A senadora Gleisi Hoffmann afirmou que o momento era de dor devido às mortes, mas enfatizou que o movimento era pacífico.
“Aqui não tem violência, tem reivindicação de justiça”, afirmou. Dirigindo a palavra à população de Quedas do Iguaçu que não integra o movimento, a senadora declarou que “não é preciso temer esse povo” que luta por dignidade.
Gleisi também disse aos sem-terra para não condenarem a corporação da Polícia Militar pelas mortes porque, segundo ela, são pessoas que obedecem ordens e culpou o governador Beto Richa e o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, pelas mortes.
Os sem-terra levaram para a praça 23 caixões, simbolizando as 19 mortes do massacre de Eldorado de Carajás, em abril de 1996, além dos dois sem-terra mortos na quinta-feira (7) e outros dois em 1998, também em Quedas do Iguaçu. Sobre os caixões havia uma faixa com a inscrição “PM assassina”.
O ato se transformou em apoio à presidente Dilma Rousseff. Nos discursos, por várias vezes os manifestantes puxaram o bordão “não vai ter golpe” usado pelos aliados de Dilma.
O superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária do Paraná), Nilton Bezerra Guedes e o assessor Especial de Assuntos Fundiários do Governo do Paraná, Hamilton Serighelli também estiveram no local. Quando Serighelli começou o discurso, alguns sem-terra ameaçaram uma leva vaia ao assessor. Também participaram do ato público Juliana Moura Bueno, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e Cesar Rodrigues, representante do Ministério de Desenvolvimento Agrário, além de outras autoridades.
Apesar do grande número de pessoas, a Polícia Militar não acompanhou o protesto de perto. As viaturas mais próximas estavam a pelo menos 700 metros de distância. Possivelmente seriam hostilizados caso chegassem perto dos manifestantes. Um helicóptero com policiais acompanhou do alto a manifestação.
Segundo o MST, 8.500 pessoas participaram da manifestação. Já a PM informou que o número de manifestantes não passou de 1.500. O clima na cidade continua tenso e boa parte da população se recusa a comentar a violência no campo.
Antes do ato público, aconteceram homenagens aos sem-terra Vilmar Bordim, 44, e Leomar Bhorbak, 25, mortos no confronto com a PM na quinta-feira. Bordim era casado e pai de três filhos. Bhorbak também era casado e deixou a esposa grávida.
O ato demorou aproximadamente duas horas e não houve incidentes. Uma mulher passou mal, desmaiou e precisou ser socorrida por uma equipe de saúde do próprio movimento. O MST diz que vai “vingar” a morte dos dois sem terra ocupando toda a área da Araupel. Um líder do MST de Santa Catarina disse que a “vingança” acontecerá em latifúndios de todo o Brasil.
Pedágio
Em paralelo ao protesto de Quedas do Iguaçu, cerca de mil manifestantes do MST realizaram na manhã de ontem uma caminhada pela BR 277, em direção à praça de pedágio de São Miguel do Iguaçu. Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanham a manifestação, que bloqueou uma das pistas. As cancelas da praça de pedágio foram abertas pelos integrantes do movimento.
O protesto também está relacionado à morte dois dois sem-terra na quinta-feira.
Força Nacional
O Ministério da Justiça autorizou o retorno de tropas da Força Nacional de Segurança (FNS) a Quedas do Iguaçu, Sudoeste do Paraná. O número do efetivo não foi informado nem a data em que os militares irão retornar ao Paraná. O envio das tropas ao município foi motivado pela morte de dois sem-terra em suposto confronto com a Polícia Militar na quinta-feira (7).
O ministro da Justiça, Eugênio José Guilherme de Aragão enviou, na sexta-feira, memorando à Polícia Federal, determinando a investigação dos “graves fatos ocorridos no Município de Quedas do Iguaçu – Paraná”, onde, na última quinta-feira, dois sem-terra foram mortos e outros sete ficaram feridos em um suposto confronto com a Polícia Militar, nas proximidades do acampamento do MST Dom Tomás Balduíno, nas proximidades da área da empresa Araupel, no Sudoeste do Paraná.
Sem Terra cobram manutenção de decisão judicial que desapropria terras da Araupel
Segundo o ministro, a determinação segue petições formuladas pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, pela Liderança do Partido dos Trabalhadores no Senado Federal e Organização Civil de Direitos Humanos Terra de Direitos. “Determino a instauração de inquérito policial e a adoção das cautelas pré-processuais julgadas cabíveis”, orienta o ministro.
A presidente Dilma Rousseff ficou “muito preocupada” com o confronto. Há um temor de que os ânimos estejam muito acirrados e esse embate se amplie. Por isso, desde cedo, havia uma discussão no governo se não seria interessante federalizar as investigações. Isso significaria a entrada da Polícia Federal na apuração do que aconteceu.
Ao longo do dia, o próprio governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), conversou com Aragão e houve um entendimento para que se chegasse a essa solução. O objetivo do governo de enviar homens da Força Nacional é que essa “tropa federalizada” seja colocada em ação para evitar novos conflitos.
O confronto entre policiais e integrantes do MST ocorreu na tarde de quinta-feira e, até agora, é cercada de informações desencontradas.
De acordo com a PM de Quedas do Iguaçu, o confronto teve início no meio da tarde de quinta-feira, quando integrantes do MST atearam fogo numa área de reserva ambiental e bloquearam uma estrada rural que dá acesso à Fazendinha. Segundo nota do governo do Paraná, os policiais teriam sido alvo de uma emboscada.
Integrantes do MST, no entanto, contestaram essa versão. De acordo com os sem-terra, ocorreu exatamente o contrário. A Polícia Civil do Estado do Paraná também abriu um inquérito para apurar os fatos.
Fonte CGN
===================================================================

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.