Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

19/11/2018 *--* DEUS É FIEL !!!!

Leitor que está com celular Click Aqui para ler as notícias atualizadas do Blog do Beto.


Rematrícula do Colégio José de Anchieta começa nesta segunda feira veja os dias e os documentos necessários.


Nesta segunda – feira dia 19/11/2017, começa a rematrícula no Colégio Estadual José de Anchieta, de Santa Maria do Oeste, veja na tabela os dias e os documentos necessários. 


Individuo Furta 15 Metros de Fios de rede elétrica em Pitanga.

Resultado de imagem para fio de rede eletrica azul
Imagem Ilustrativa 

  No dia 18/11/18, atendendo solicitação a equipe deslocou a Rua Anita Garibaldi, onde relatou o solicitante que na madrugada desta data teriam arrombado o contador da rede elétrica da edificação e furtado aproximadamente 15m de fio 10 mm de cor azul. Realizado patrulhamento, porem sem êxito. 

Fonte: Polícia Militar.


Briga de Bar em Pitanga, acaba com uma pessoa atingida por facão na testa.


 No dia 18/11/18, em ligação 190 populares alertavam a equipe para uma briga em um bar no Bairro Jardim Maravilha, a equipe deslocou até o local onde o bar já estava fechado, mas alguns vizinhos relataram que ouve uma briga no local e que os autores e vítima já haviam se evadido, momento que a equipe foi avisada que deu entrada no pronto socorro do Hospital São Vicente de Paulo vítima de arma branca, a equipe policial deslocou até o hospital e em contato com a vítima a qual foi ferida por golpe de facão que a atingiu na testa, a qual relatou que havia uma briga em um bar no bairro Jardim Maravilha e que seu filho era um dos envolvidos e que na tentativa de separar a briga a mesma foi agredida com o golpe de facão por um individuo, a qual informou apenas apelido, orientada a vítima para os procedimentos.

Fonte: Policia Militar. 


Veículo é encontrado em Palmital.


  No dia 18/11/18, em ato continuo dando sequência a um boletim anteriormente confeccionado, que dava conta de uma motocicleta furtada na noite anterior, à equipe após realizar patrulhamentos por todos os bairros do município finalmente logrou êxito em localizar a referida motocicleta. Diante disto foi acionado guincho e entregue o veículo na Delegacia de Polícia Civil de Palmital.

Fonte: Policia Militar. 

PM registra quatro casos de violência contra mulheres no feriadão, em Guarapuava.



A Polícia Militar de Guarapuava registrou quatro casos de violência contra mulheres em Guarapuava da última quinta feira (15), início de feriadão, até esta segunda (19). Os números de violência, entretanto, podem ser maiores, já que muitas vítimas não procuram a PM em alguns casos.
Segundo informações dos relatórios da polícia, o primeiro registro ocorreu na madrugada de quinta (15), no bairro Boqueirão. A vítima, uma mulher de 24 anos, foi agredida pelo irmão, de 20, ao tentar interferir em uma briga dele com a esposa. Ao ser agredida verbalmente e com empurrões, a vítima resolveu voltar para casa, porém, o irmão foi ao seu encontro para continuar as agressões. Diversos objetos da casa foram quebrados pelo homem.
O autor foi detido e encaminhado à 14ª Subdivisão Policial (SDP) de Guarapuava para os procedimentos cabíveis.
SEGUNDO CASO
A segunda ocorrência atendida pela PM sobre casos de violência contra a mulher ocorreu na sexta (16), no bairro Conradinho. A vítima, de 44 anos, foi ameaçada por um homem de 21. Dias antes, ela foi agredida pelo autor com socos e chutes. As agressões ocorreram porque o homem não aceitaria o fim do relacionamento de ambos.
Na data em que a ocorrência foi atendida, o homem teria ido até a casa da ex-companheira com um amigo, de 26 anos, e ameaçado atear fogo no local. Ambos chegaram a arrombar a porta da residência para ameaçar a vítima.
Com a chegada da polícia, os dois homens foram encaminhados à 14ª SDP.
TERCEIRO CASO
Ainda na sexta (16), no bairro Alto Cascavel, uma mulher de 52 anos acionou a polícia por conta de um desentendimento com o companheiro, de 55 anos. Segundo a polícia, no local, a vítima contou que, um dia antes, havia sofrido agressões por parte do homem. Apesar de ter solicitado a ajuda policial, a mulher não teve interesse na representação contra o companheiro.
QUARTO CASO
No bairro Morro Alto, no último sábado (17), uma mulher foi ameaçada por um homem com uma enxada. A ameaça ocorreu porque o autor estaria sob posse do celular da vítima, que tentava recuperar o aparelho.
À polícia, a mulher contou que foi agredida com o próprio aparelho e que, após a briga, o celular acabou quebrando.
Ambos foram encaminhados ao 16º Batalhão da Polícia Militar para lavratura de termo circunstanciado.
Fonte: Policia Militar

Colisão frontal deixa dois feridos na PR-281.


Duas pessoas ficaram feridas em um acidente na manhã de domingo (18) na rodovia PR-281, na saída para Santa Izabel do Oeste, em Realeza.

A colisão frontal ocorreu por volta das 09h45 e envolveu um veículo VW/Gol vermelho de Ampere conduzido por um homem de 44 anos e um Gol cinza de Realeza conduzido por um homem de 61 anos.

Os dois condutores tiveram ferimentos leves e foram encaminhados para atendimento médico.
Samu e Polícia Rodoviária Estadual atenderam a ocorrência.




Quatro feridos em acidente na PR-158.


Um acidente envolvendo dois veículos, registrado por volta das 17h15 deste domingo (18), na rodovia PR-158 entre Vitorino e São Lourenço do Oeste deixou quatro pessoas feridas.

A colisão foi entre um Toyota/Corolla de Vitorino e um VW/Gol placas de Santo Antônio do Sudoeste.

O condutor do Corolla de 38 anos teve ferimentos moderados. No Gol os três ocupantes também sofreram ferimentos. Todos foram atendidos pelas equipes do Corpo de Bombeiros e Samu e encaminhados a casa hospitalar.
As causas do acidente não foram informadas.


Acidentes em sequência deixam duas vítimas graves.



Dois acidentes no mesmo ponto da BR-376 num intervalo de 15 minutos deixaram duas pessoas gravemente feridas. Primeiro, houve uma colisão envolvendo uma caminhonete e um automóvel no quilômetro 471 da rodovia, em Ponta Grossa, por volta de 18h de ontem.

Pouco tempo depois, outra caminhonete capotou no mesmo local e foi parar em cima de um dos veículos envolvidos na primeira colisão.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um Celta de Maringá que seguia pela Rodovia do Café no sentido Ponta Grossa–Tibagi perdeu o controle da direção, saiu da pista e bateu de frente com uma Ford F1000 de Curitiba que seguia no sentido oposto. Apesar do susto, ninguém ficou ferido nesta batida.

Enquanto equipes de socorristas e policiais prestavam atendimento a esta situação, uma Ford Ranger com placas de Curiúva passou pelo mesmo ponto onde aconteceu a batida e o motorista perdeu o controle da direção. A caminhonete capotou várias vezes e caiu sobre a F1000, que estava sobre a pista devido à primeira batida.

Conforme a PRF, os dois ocupantes da Ranger sofreram ferimentos considerados graves. O homem de 27 anos e a moça de 24 anos foram encaminhados até o Hospital Geral da Unimed (HGU). A PRF ainda não informou quais as possíveis causas para o acidente.


Carro com gestante capota enquanto fugia da Polícia Militar.

Um acidente com perseguição policial e uma mulher grávida envolvida paralisou ruas de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). A ocorrência foi na tarde deste domingo (18).
O carro estava ocupado por três rapazes e por uma mulher grávida. Segundo informações, o motorista desobedeceu a uma ordem para parar o carro. Com isso, eles foram perseguidos por policiais e, na fuga, acabaram capotando.
Dentro do carro, os policiais encontraram drogas. Os três rapazes foram detidos e encaminhados à delegacia de Fazenda Rio Grande. Já a gestante foi encaminhada ao Hospital do Trabalhador.
Fonte: Bem Paraná.


PRF registra 15 mortes em cinco dias de Operação República no Paraná.



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 15 mortos e 116 feridos durante o feriado prolongado da Proclamação da República deste ano no Paraná.

Em cinco dias de Operação República, as equipes da PRF atenderam um total de 115 acidentes de trânsito no estado.

Como o feriado de 2017 caiu em uma quarta-feira, não houve nenhuma operação especial da PRF, naquela ocasião.

Entre quarta-feira (14) e domingo (18), os policiais rodoviários federais flagraram 11.834 veículos acima dos limites máximos de velocidade, 439 ultrapassagens proibidas e 74 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas.

Em 42 abordagens, crianças eram transportadas sem cadeirinha ou outro equipamento de retenção adequado à faixa etária. Foram aplicadas ainda 70 autuações por dirigir manuseando o telefone celular.

Todos esses dados relativos a infrações também se referem a trechos de rodovias federais no Paraná.

O total de 11.834 autuações de excesso de velocidade equivale a um flagrante a cada 36 segundos, aproximadamente.

Em um desses flagrantes, uma moto transitava a 217 km/h em um trecho da BR-272 onde o limite máximo é de 100 km/h. A imagem foi captada na tarde de ontem (18), em Francisco Alves, região noroeste do Paraná.

Acidentes fatais

As 15 mortes registradas pela PRF aconteceram em dez acidentes. O caso mais grave ocorreu na BR-277, em Santa Tereza do Oeste, no final da tarde de sábado (17). Todas as cinco pessoas que estavam em um automóvel Chevrolet Onix morreram em uma colisão frontal.

Por algum motivo ainda desconhecido, o veículo invadiu a faixa contrária e bateu de frente contra um caminhão.

Todas as 15 mortes ocorreram em situação de pista seca. Treze delas, em trechos de reta. Sete pessoas morreram em colisões frontais.

Dos dez acidentes fatais, cinco foram registrados no domingo (18). Oito mortes ocorreram em rodovias de pista simples; as outras sete, em trechos duplicados.

Entre as causas presumíveis dos acidentes que resultaram em vítimas mortas estão falta de atenção, ingestão de bebida alcoólica, não manter distância de segurança e excesso de velocidade.

Sete mortos eram condutores ou garupas de motocicletas.
Números da Operação Proclamação da República no Paraná (2018)
- 15 mortos;
- 116 feridos;
- 115 acidentes;
- 11.834 flagrantes de excesso de velocidade;
- 74 motoristas bêbados;
- 439 ultrapassagens proibidas;
- 42 crianças sem cadeirinha;
- 70 autuações por uso de celular;
- 315 veículos recolhidos (por diversas irregularidades).
Fonte: PRF

Homem assassina ex-mulher e se mata com bebê no colo em Itapira.


Depois de sete horas de negociações com a polícia, um homem de 34 anos se suicidou com um tiro na cabeça, com a filha de 1 ano e 7 meses no colo, depois de assassinar a ex-mulher de 22 anos, na madrugada deste domingo, em Itapira, interior de São Paulo. A criança foi resgatada com ferimentos leves. Antes, o autor do crime, Marcos Roberto Parreira, usou o próprio pai como escudo contra a polícia e ameaçou matar o bebê, caso os policiais invadissem a casa.
A tragédia familiar aconteceu na Rua Benedito Antônio de Lima, no Bairro Istor Luppi, loteamento popular, na periferia da cidade. Policiais militares foram acionados para atender um caso de briga familiar. Quando chegaram ao local, souberam que Marcos havia chegado de carro com a ex-mulher, Larissa Carolina Bernardo, e a arrastara para o interior de sua casa, junto com o bebê. Ele a tinha encontrado fazendo compras e a obrigou a entrar no carro. Larissa conseguiu usar o celular para pedir ajuda a familiares.

Ao ver que o ex-cunhado estava exaltado e fazia ameaças, uma irmã de Larissa acionou a polícia. Viaturas da PM e da Guarda Municipal cercaram o imóvel. Parreira matou a ex-mulher a facadas e pedia que a polícia ficasse afastada, ou mataria a filha do casal, Gabriele. No final da noite, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) assumiu as negociações e conseguiu que agentes removessem o corpo de Larissa, que estava caída no imóvel, já sem vida. 
Depois de negociações tensas, a polícia ouviu um disparo e invadiu o imóvel. Parreira havia se matado com um tiro na boca. A criança caiu, mas foi socorrida. Ela tinha um ferimento à faca no braço e precisou ser medicada, mas passa bem. O bebê está sob os cuidados de familiares da mãe. A arma usada por Parreira, uma garrucha de cano longo, foi apreendida no local.
A Polícia Civil de Itapira registrou o caso como cárcere privado, feminicídio e suicídio. Conforme a polícia, Parreira havia agredido a ex-mulher no último dia 28, mas, por ser período eleitoral - segundo turno das eleições -, ele não ficou preso. Ele já teria sido preso anteriormente, acusado de sequestrar uma mulher. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Mogi Guaçu. Larissa seria sepultada no fim da tarde, no Cemitério da Saudade, em Itapira.

Fonte: Estado de Minas.

‘Também sou réu no Supremo, e daí?’, diz Bolsonaro sobre ministra que beneficiou JBS.


O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), minimizou reportagem da Folha de S.Paulo segundo a qual sua futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), concedeu incentivos fiscais à JBS enquanto manteve uma parceria pecuária com a empresa. À época, a hoje deputada federal era secretária do agronegócio de Mato Grosso do Sul.
“Eu também sou réu no Supremo, e daí?”, disse Bolsonaro, que responde a ação por incitação ao estupro.
“Afinal de contas sou um ser humano, posso errar, e, se qualquer ministro tiver uma acusação grave e comprovada, a gente toma uma providência. Neste momento, ela goza de toda a confiança nossa”, disse, ao visitar a competição mundial de jiu-jítsu Abu Dhabi Grand Slam, no Parque Olímpico da Barra, na zona oeste do Rio de Janeiro.



Segundo a reportagem, publicada neste domingo (18), a deputada arrendava uma propriedade em Terenos (MS) aos irmãos Joesley e Wesley Batista para a criação de bois e, ao mesmo tempo, ocupava o cargo de secretária estadual de Desenvolvimento Agrário e Produção, no governo de André Puccinelli (2007 -2014), que foi preso em julho sob acusação de corrupção.
A política de incentivos fiscais do governo estadual está no centro da delação premiada fechada pela JBS com a PGR (Procuradoria-Geral da República) no capítulo que tratou da corrupção em MS.
Em um período de 13 anos, até 2016, teriam sido pagos R$ 150 milhões em propina.
Tereza Cristina, no entanto, não é alvo de investigação nem de processo no âmbito da delação premiada.
A deputada federal é processada pela JBS em razão do negócio entre eles, que foi fechado entre 2011 e 2012. A empresa cobra na Justiça um total de R$ 14 milhões, em valores atualizados.
Tereza Cristina nega irregularidade. Procurada, a JBS não se pronunciou.
Fonte: Paraná Portal