Fique Bem Informado acesse o Blog do Beto

ÁUDIO DESCRIÇÃO DO BLOG DO BETO: VOCÊ QUE TEM PROBLEMA VISUAL CLIQUE AQUI EM BAIXO:

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Mais uma mulher é assassinada na região de Apucarana.


   

Mais uma mulher foi assassinada em município do Vale do Ivaí, na região de Apucarana, no final da tarde de quinta-feira (11). Por volta das 17h20,  Tânia Pereira, de 28 anos, foi morta com golpes de faca quando estava na Rua Maria Patrocínio Fernandes, em São Pedro do Ivaí. A assassina foi identificada como Thais Fernanda de Oliveira Mariano, conhecida com “Abelhão”,de 21 anos, que já se entregou para a polícia e encontra-se presa. Pela manhã, a polícia já havia encontrado o corpo de Guiomar Soares Malta, de 54 anos, na zona rural de Bom Sucesso. Guiomar morreu após ser asfixiada durante uma briga. O suspeito do crime, Ivan Ferreira, de 29 anos, foi preso em flagrante e confessou a autoria do homicídio. 
SÃO PEDRO DO IVAÍ - No final da tarde de ontem a Polícia Militar de São Pedro do Ivaí recebeu um comunicado que uma mulher havia sido esfaqueada.  Uma equipe do Hospital Santa Casa foi acionada para socorrer Tânia Pereira, mas ela não resistiu aos ferimentos e faleceu. Quando a PM realizava diligências relacionadas ao assassinato, a acusada de cometer o crime ligou para a polícia informando que estava em frente o bar da Célia, na Rua José Pereira Filho, nas proximidades do local onde a Tânia foi morta a facadas, e que pretendia se entregar. 
Com a chegada da PM no local, "Abelhão" recebeu voz de prisão e foi levada para delegacia de Jandaia do Sul, à qual a unidade policial de São Pedro do Ivaí está jurisdicionada. A faca usada pela homicida foi encontrada escondida no telhado da casa da mãe dela. A assassina disse para a polícia que estaria sendo ameaçada pela vítima e acrescentou que já havia inclusive registrado um boletim de ocorrência na Delegacia de São Pedro do Ivaí relatando a situação. "Abelhão" permanece presa. O corpo de Tânia Pereira é velado na Capela Mortuária de Apucarana, onde residem grande parte de seus familiares, e o sepultamento está marcado para as 16 horas desta sexta-feira, no Cemitério Cristo Rei.
BOM SUCESSO - Guiomar Soares Malta, de 54 anos, foi encontrada morta ontem pela manhã em uma fazenda de Bom Sucesso. Segundo a Polícia Civil, ela foi asfixiada por Ivan Ferreira, de 29 anos. Ele acabou preso em flagrante e confessou a autoria do crime. 
“Quem encontrou o corpo foi a caseira da fazenda, que estava carpindo o cafezal próximo à estrada. Ela avisou o administrador, que a princípio informou para a PM que se tratava de um homem morto. Quando chegamos no local, já na beira da estrada encontramos as roupas e vestes íntimas da vítima, e constatamos que se tratava de uma mulher, que se encontrava seminua”, informou o sargento Paulo Sérgio de Oliveira.  Segundo a delegada da comarca de Jandaia do Sul, Waleska Souza Martins, os investigadores passaram a tarde de ontem em Bom Sucesso investigando o caso e, já no início da noite, o principal suspeito confessou o crime. Ivan Ferreira confirmou a autoria do homicídio após ser ouvido na delegacia e foi preso em flagrante por homicídio qualificado. 
Conforme a delegada, o jovem contou que saiu com a vítima. Os dois teriam ingerido grande quantidade de bebida alcoólica, quando decidiram manter relações sexuais no cafezal. No entanto, antes de consumar o ato, teriam iniciado uma briga, quando Ferreira a teria asfixiado.  Inicialmente, a polícia investigou a possibilidade de abuso sexual. No entanto, o autor do crime negou essa suspeita, explicando que a mulher estava nua em virtude do relacionamento sexual. O jovem homicida reside numa fazenda em Bom Sucesso.
“O suspeito confessou o crime e o caso está esclarecido”, diz Waleska.  O IML confirmou ontem à noite que as agressões no rosto e no pescoço da mulher provocaram asfixia e, consequentemente, a morte. No instituto, a irmã da vítima, Orides Soares Malta, que fez o reconhecimento do corpo, não se conformava com o crime. Ela relata que Guiomar morava em Bom Sucesso com uma amiga e não tinha desavenças na cidade. “Minha irmã não tinha inimizade com ninguém. Vivia uma vida tranquila, era brincalhona, tanto que o apelido dela era ‘Sorriso’. Estou chocada com a forma como a mataram”, disse. 
Os dois acusados de homicídios serão apresentados para a imprensa pela polícia por volta das 13h30 desta sexta-feira (12), na Delegacia de Jandaia do Sul.
Com informações de reportagem de Ariane Bellan -tnonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.